O que é pediatria e como se destacar como médico nessa área

O que é pediatria e como se destacar como médico nessa área?

Você sabe o que é pediatria? Trata-se de uma especialidade médica que tem como foco o tratamento de bebês, crianças e adolescentes, que podem ser atendidos pelo profissional pediatra até os 20 anos incompletos.

O pediatra atua na área de prevenção, orientando os responsáveis a tomarem cuidados específicos para a idade e, também, a estimular comportamentos saudáveis para a criança. Além disso, também atua no tratamento de doenças das mais variadas origens.

Hoje em dia, em comparação ao passado, a pediatria vem utilizando métodos diversos e inovadores para o tratamento de seus pacientes, principalmente daqueles que possuem necessidades especiais.

Durante os cursos de cannabis medicinal, por exemplo, são discutidos alguns tratamentos utilizando esse produto no tratamento de crianças dentro do espectro autista e, também, em adolescentes que possuem algum transtorno de desenvolvimento.

Para saber mais sobre o que é pediatria, as principais funções desse especialista, áreas de atuação e média salarial, acompanhe a leitura deste post e tire todas as suas dúvidas sobre o tema.

Afinal, o que é pediatria?

o que é pediatria
O que é pediatria?

Conforme introduzimos anteriormente, a pediatria é uma especialidade médica dedicada ao atendimento de bebês, crianças e adolescentes. Por isso, o médico pediatra atua na saúde infantil, garantindo que o paciente cresça e se desenvolva de forma saudável.

Para pais de primeira viagem, o acompanhamento com um médico pediatra é essencial, já que ele pode auxiliá-los a entender melhor os comportamentos da criança, bem como tranquilizá-los sobre o processo de desenvolvimento.

Além disso, a pediatria pode ser dividida em inúmeras subespecialidades e cada uma delas é capaz de oferecer suporte diferente para cada fase do desenvolvimento infantil. Todas essas subdivisões, inclusive, são essenciais para tratamentos específicos.

Trata-se, ainda, de uma especialização muito procurada por médicos recém-formados, principalmente por aqueles que dizem ter nascido para cuidar de crianças. Afinal, para ser pediatra, é preciso ter verdadeiro amor pelos pequenos e, o mais importante, vocação.

Principais funções de um pediatra

O que é pediatria?
Principais funções de um pediatra

O pediatra possui funções diversas em sua área de atuação. É ele o médico responsável por acompanhar o desenvolvimento da criança, orientando os pais quanto a condutas saudáveis como, por exemplo, garantir que o pequeno tome todas as vacinas necessárias.

Além disso, caso a criança apresente algum caso clínico de enfermidade, ele também será o responsável por fazer o diagnóstico correto e repassar o tratamento, podendo, inclusive, em alguns casos, fazer o encaminhamento para um especialista. 

É importante ressaltar que, caso o profissional tenha feito a residência em pediatria ou, ainda, tenha feito um curso de especialização na área, ele é considerado um médico generalista da saúde infantil. 

Para que ele possa se especializar em um nicho específico como, por exemplo, Psiquiatria Pediátrica, é preciso um outro curso de pós-graduação voltado para esta área, muito importante para o acompanhamento de crianças que possuem transtornos psicológicos.

Subespecialidades da pediatria

Subespecialidades da pediatria

Assim como outras especialidades médicas, a pediatria possui inúmeras subespecialidades que podem ser exploradas por pediatras logo após a residência ou especialização na área pediátrica.

Podemos destacar:

  • Alergia e imunologia pediátrica;
  • Cardiologia pediátrica;
  • Cirurgia plástica pediátrica;
  • Dermatologia pediátrica;
  • Distúrbios do sono;
  • Endocrinologia e distúrbios do crescimento;
  • Fisiatria pediátrica;
  • Gastroenterologia pediátrica;
  • Genética clínica pediátrica;
  • Hebiatria pediátrica;
  • Hepatologia pediátrica;
  • Infectologia pediátrica;
  • Medicina do adolescente;
  • Medicina intensiva pediátrica;
  • Nefrologia pediátrica;
  • Neonatologia;
  • Nutrologia pediátrica;
  • Oncologia pediátrica;
  • Ortopedia pediátrica;
  • Pneumologia pediátrica;
  • Psiquiatria pediátrica;
  • Reumatologia pediátrica;
  • Urologia pediátrica;
  • UTI pediátrica.

Rotina de um pediatra e áreas de atuação

Após explicarmos um pouco mais sobre o que é pediatria e suas inúmeras funções e subespecialidades, é importante falarmos sobre a rotina da profissão, principalmente para que você, futuro profissional pediatra, saiba o que te espera após concluir sua formação!

De forma geral, a rotina de um pediatra depende daquilo que ele escolheu fazer. Por exemplo: caso o profissional não tenha uma subespecialidade e trabalhe em um posto de Estratégia de Saúde da Família, ele poderá dar inúmeros plantões e trabalhar bastante.

Acontece a mesma coisa com profissionais especializados nas áreas de Medicina intensiva pediátrica e UTI pediátrica, uma vez que, nesses casos, inúmeras emergências podem acontecer.

Agora, se o pediatra é especializado em dermatologia pediátrica ou genética clínica pediátrica, é muito provável que ele cumpra a agenda do consultório que, normalmente, atende em horário comercial. 

O que é pediatria e quanto ganha um profissional desta área?

Levantamento feito em 2022 aponta que a média salarial muda conforme o Estado no qual o médico atua. Em São Paulo, a média salarial de um pediatra gira em torno de R$ 8.757,18. O teto salarial, entretanto, é de R$ 19.522,32.

Ambas as médias são baseadas no salário bruto registrado na carteira de trabalho ou, ainda, no contrato assinado entre o profissional e a unidade de saúde que o contratou para prestar o serviço.

É importante lembrar, porém, que os salários podem variar de acordo com a subespecialidade do profissional e, também, conforme a instituição e seu caráter público ou privado.

Além disso, um profissional da área pode aumentar sua renda por meio de atendimentos em plantões que, dependendo do hospital ou da clínica, geram um excelente retorno financeiro.

Como funciona a residência médica de um pediatra?

Após concluir a graduação em Medicina, o futuro pediatra deverá fazer a prova de residência para a área. Depois de dois anos completos na residência, o profissional deverá fazer o seu registro no Conselho Regional de Medicina (CRM) como especialista.

Com esse registro, ele já poderá exercer a sua profissão, mas deverá continuar com os estudos e práticas da residência que, desde 2019, é de 3 anos, considerando 60 horas semanais, sendo 40 horas em atividades de rotina e 20 horas de plantão.

Durante a residência, os especialistas deverão passar por práticas em inúmeras áreas, garantindo que os mesmos saberão como agir diante de determinadas situações corriqueiras nos atendimentos aos bebês, crianças e adolescentes.

São exemplos de prática em áreas como: ambulatórios, UTI, neonatologia, centro obstétrico, enfermaria especializada, serviços de urgência e pronto atendimento e puericultura.

Conclusão

Agora que você entendeu o que é pediatria e todas as nuances que envolvem essa especialização é hora de pesquisar os institutos que oferecem essa residência e iniciar os estudos para a prova.

Trata-se de uma área de atuação muito bonita e importante, principalmente para que as crianças possam ter um desenvolvimento saudável e, assim, suas famílias se sentirem amparadas na construção da saúde infantil.

close