Entrevista com a mamãe Alê do Blog Da Fertilidade à Maternidade

Hoje é dia de entrevista com a mamãe Alê Nunes do Blog Da Fertilidade à Maternidade, ela é mãe da Gigi e  blogueira nas horas vagas, escreve sobre os assuntos que vão da fertilidade à maternidade à mais de 8 anos, desde que teve dificuldades para engravidar e decidiu dividir tudo isso com outras mulheres, que também buscam o sonho da maternidade.

1. Qual foi a maior coisa que você teve que abrir mão nesses últimos anos?

Acho que de estudar, fazer um MBA, pois sempre pesa um pouco a decisão de ficar ainda mais tempo longe da minha filha, que já fica em horário integral na escola. Mesmo ela já estando um pouco maior, acho que não é o momento.

2. O que você faria se tivesse 3 horas a mais no seu dia?

Ai que sonho! 🙂

Acho que dividiria essas horas preciosas, 1 hora para a Gi e o restante entre o marido, blog, casa e também para dormir um pouquinho, que ninguém é de ferro 🙂

3.  Ser mãe fez você ficar mais careta?

Eu sempre fui meio careta, acho que ser mãe até me fez ficar mais moderninha, hehehe. A maternidade me fez rever muitos conceitos e ficar mais flexível, a Gi me faz repensar muita coisa.

4.  No momento o que você mais precisa? conversar ou ficar em silêncio?

No momento, ficar um pouco em silêncio.

5. O que mudou nas suas amizades desde que sua filha nasceu?

O tempo para as amigas diminuiu, com certeza, mas sempre tento conciliar. As amizades verdadeiras, sabem que mesmo não estando presente fisicamente, podem contar comigo. Outra coisa que mudou são os assuntos, quase tudo acaba girando em torno da Gi :).

6. Você tem medo de que?

Medo da perda, como já perdi um filho esse é um assunto que sempre me aperta o peito. Por mais que se supere, é algo que sempre povoa meus pesadelos.

7. O que você aprendeu com sua filha?

Com a Gi aprendo todos os dias, ela me ensinou o verdadeiro sentido do amor, paciência, ser mais afetiva, mais carinhosa, ela me ensinou a ser forte, a rir das pequenas coisas, acho que em resumo, ela me ensina a ser mãe.

8. Qual foi o maior desafio que você enfrentou com a maternidade?

Com certeza, perder meu filho, é uma situação que nenhuma mãe espera e se prepara. Foi um momento que me transformou completamente, tive que descobrir um força que nem imagina que tinha, pois precisava seguir em frente pela minha filha e minha família.

9. Cite 3 coisas pelas quais você pode ser grata hoje.

Ter encontrado meu marido, ter tido meus filhos e ter nascido na minha família.

10. Dê uma dica de mãe para mãe.

Não queira ser perfeita, evite comparações e julgamentos, seja a melhor mãe que você pode ser, acredite na sua maternidade! Isso que importa!

Comente com o Facebook

comentários