Como lidar com os incômodos dos primeiros dentes do bebê

primeiros-dentes-do-bebe

Quando os primeiros dentes do seu bebê aparecem, é uma festa danada para todos os membros da família. Fotos são tiradas, a mensagem é compartilhada, avós ficam mais corujas ainda e os pais tem aquela sensação de que seu neném está crescendo. Porém, antes de os bebês se acostumarem com os dentes nascendo é comum que eles fiquem bastante irritados com a situação. Resolver esse problema nem sempre é fácil e requer paciência. Mas, cada momento com o neném é uma dádiva e todo os percalços não são nada se comparados a alegria que um bebê nos traz.

Para entender melhor como aliviar os incômodos trazidos pelos primeiros dentes do bebê, é preciso saber o que ele pode estar sentindo nesse momento.

Incômodos e dores do bebê

Quando os dentes do neném estão prestes a nascer é muito normal que haja saliva em excesso. Tudo o que ele faz acaba despejando baba para todo lado. Pode parecer engraçado em alguns casos, nojento em outros, mas deve se manter um certo cuidado com a saliva. Quando ela fica muito tempo em contato com a pele, pode causar irritações.

A gengiva do bebê sofre muito com esse momento. Irritação, coceira e dores podem afetar a criança e este torna-se mais feroz, fica querendo morder tudo o que vê pela frente e também pode sentir perda de apetite.

Febre e diarreia também são frequentes, mas não se deve apenas colocar esses sintomas na conta do dentinho que está nascendo. Se a febre ou a diarreia persistirem, é necessário levar o bebê ao médico pediatra pois a causa pode ser outra.

Lidando com os incômodos

primeiros-dentes-do-bebe

Limpar constantemente a saliva do bebe, que corre em rios nessa fase, é de extrema importância. Se ele já estiver engatinhando principalmente, já que a baba pode fazer uma poça e o neném pode escorregar nela acarretando em acidentes indesejados.

Os mordedores são aliados importantíssimos nessa luta. Com a vontade constante de morder, devido a coceira, os bebês tendem a morder a até os bicos dos seios na hora da amamentação. Os mordedores aliviam essa necessidade e se armazenados dentro da geladeira podem também diminuir a dor, devido a sensação de gelado. Os médicos também podem indicar géis especiais para a infância que anestesiam a dor nas gengivas, mas deve se tomar cuidado na hora da aplicação. Os bebês não devem engolir os géis, pois esses podem causar dormência na garganta proporcionando engasgos e maior falta de apetite. Massagear a gengiva com os dedos limpos e envolto em gaze também funciona.

Quanto a alimentação, é importante continuar com ela de modo normal. Esse é um momento em que o bebê precisa dos nutrientes para se manter forte. Se o ele já estiver comendo alimentos sólidos é indicado pratos frios, pois estes ajudarão na fora de amenizar as dores. Papinhas geladas e purê de frutas são indicados.

Tomando esses cuidados, essa fase que parece tão complicada pode ser bem menos estressante para você e para o bebê.