Livro Infantil: Inclusão no coração

A história é sobre um pequeno grilo, que não tinha amigos, que na escola não escrevia as palavras certas na lousa, quando desenhava trocava as cores, na aula de matemática trocava os números… Tadinho do grilinho.

Mas um dia, chegou na classe um vaga-lume de muleta, ele tinha um problema na perninha.

grilo

O vaga-lume e o grilo se tornaram grandes amigos, quando o grilo era chamado para ir a lousa ele pedia para o vaga-lume ir junto com ele, fazia companhia para o amigo.

Até que a professora se deu conta de qual era o problema do grilo, ele não enxergava bem, então quando estava com o vaga-lume ele enxergava melhor com a luz do amigo.

grilo

Eles andavam sempre juntos, e o grilo deixava o vaga-lume caminhar se apoiando em seu braço.

Linda história, simples mas profunda. Todos nós temos defeitos, mas não precisamos apontar o defeito do outro. Temos que amar o próximo e respeitar as diferenças. O livro também incentiva a fazermos amizades, ajudar os outros e ser companheiro. Muito bom, tem vários assuntos que você pode abordar com as crianças através desse livro.

Diferentes e iguais, todos são especiais!

O texto é de Pedro Paulo da Luz, e as ilustrações, que são uma graça, feitas por Milena Barbosa. O livro é pequeno tem  apenas 16 páginas, mas a mensagem é grande! Se resume em amor!

Qual é o olhar dirigido ao próximo,quando este nos parece diferente? Qual é o valor do diferente em nossa vida? Nesta fábula o grilinho e o vaga-lume possuem dificuldades bem distintas, mas suas virtudes os unem pelos laços da amizade, do amor e da caridade. Percebendo o valor do diferente em suas vidas, eles nos ensinam que a verdadeira inclusão é no coração.

  • Esse livro é uma cortesia da editora Artpensamento, mas opinião é minha! Se você se interessou pelo livro pode comprar diretamente no site da editora.

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários

3 COMENTÁRIOS

Comments are closed.