Livro Infantil: Bagunçado ou bem guardado?

Participação especial de Anna Cruz, conhecida também por “Dona Sobre”, por conta do Instagram sobreissoeaquilo. Confira sua participação!

Quem tem criança em casa sabe que aquele quarto bonito, com brinquedos dispostos por tamanho, livros empilhados por cor, gizes de cera em potes e chão reluzente é tão somente um cenário de ficção. Nele, meninas que falam sussurrando servem o chá das bonecas em xícaras de porcelana sem que se escute ruído e comem empadas sem deixar migalhas.

Na vida real, os pequenos são mais parecidos com a Mariana, de “Bagunçado ou Bem Guardado?” (Luíza Meyer, Ed. Matrix, aprox.. R$25). A garotinha gosta de brincar de tudo aquilo que as crianças gostam (peteca, casinha, rouba-bandeira), mas não guarda o que espalha (quem a poderia julgar, não é?). Aliás, Mariana até guarda, só que daquele jeito que os bagunceiros conhecem bem, seguindo sua própria lógica de arrumação: a boneca na pia, a farinha na gaveta da cômoda.

livro-infantil-bagunçado-ou-bem-guardadoEu não sou organizada, mas tento há três anos botar ordem na biblioteca das minhas meninas. Separei títulos por autores e coleções, passei pano, carimbei com o nome delas, suei. Aí vem aquela mãozinha nervosa e coloca as Isabéis Minhós Martins entre os Ziraldos, joga as Ruths Rocha no chão e põe os Saramagos no fogãozinho de brinquedo.

A mãe de Mariana tem um plano muito sagaz para fazê-la mudar. Vocês têm que ler para se inspirar. Da minha parte, devo dizer que tentei exatamente a mesma estratégia da mamãe, mas não deu certo. Aguardo a edição de um “Bagunçado ou Caótico?” com dicas de medidas mais extremas.

Para ver mais dicas da Anna do #sobreissoeaquilo acesse:

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários