Álcool baixa febre?

Álcool baixa febre?

Será que álcool baixa febre? Você sabia que esse costume é muito perigoso, pois pode trazer sérios riscos a saúde da criança, inclusive pode levar a óbito. Saiba mais aqui!

É muito comum entre as mães receitinhas caseiras para gripe, tosse, dor de garganta e tantos outros mal-estares mas uma muito popular é a crença popular de álcool para baixar a febre.

Esfregar álcool pode ajudar a diminuir a febre? NÃO

Pois o que ocorre é o seguinte, quando o álcool evapora ele causa uma sensação de rápido resfriamento da pele, como uma brisa fresca, mas o que ocorre de fato é que essa mudança de temperatura provoca o efeito contrário no organismo da criança, a queda repentina da temperatura faz com o que o organismo entenda que é preciso justamente elevar a temperatura.

Para entendermos porque o álcool causa esse efeito em contato com a pele, precisamos entender primeiro que para qualquer líquido vaporizar é necessário que a parte vaporizada absorva energia do seu entorno. Portanto se molharmos nossa pele com água morna, um pouco depois sentimos ela refrescar, isso ocorrei porque a água para evaporar da nossa pele absorve energia, portanto a sensação de refrescância.

No caso do álcool, ele é mais volátil que água (evapora mais rápido) por vários critérios físico-químicos a sua evaporação é muito mais rápida que água, e a nossa pele precisa ceder muita energia para que a vaporização ocorra, com isso baixando a temperatura da pele bruscamente, e então nosso organismo entende que estamos com “hipotermia” e faz justamente o contrário do esperado, eleva a temperatura mais ainda, ou seja, quando fazemos compressas de álcool apesar de supostamente parecer que a “febre baixou” na verdade foi a evaporação rápida do álcool que causou essa “sensação de frescor” que logo após irá vir com uma elevação mais brusca da temperatura, pois o organismo está confuso. Isso não ocorre quando fazemos compressas de água, pois nossa transpiração já funciona assim, evaporando água (suor) na pele, mantendo assim a temperatura do nosso corpo em valores adequados.


Aproveite e confira:


E além das compressas de álcool não funcionarem, elas ainda podem causar queimaduras na pele sensível das crianças ao ser absorvido ou inalado, intoxicando o organismo pois ele é rapidamente absorvido através da pele e quando grandes quantidades são aplicadas de forma tópica podem ser inaladas o que pode causar a intoxicação por álcool. Em crianças a intoxicação com álcool pode ser fatal principalmente em se tratando de bebês, já há casos na literatura médica que descrevem crianças pequenas que entraram em coma após o responsável utilizar compressas de álcool para controle da febre, por isso JAMAIS use álcool para fazer o controle da febre tanto em crianças como em adultos.

Existem muitos tipos de álcool disponíveis para a venda doméstica mas a Sociedade Brasileira de Pediatria alerta que NENHUM deles deve ser usado para controle de febre.

álcool baixa febre
https://www.vidanatural.org.br/como-baixar-a-febre-naturalmente/

Então o que podemos fazer para controlar a febre?!

1. Deixe a criança com roupas leves, pois quando a pessoa está com febre perde muito calor para o ambiente, e acaba se sentindo com frio e essa sensação faz com que ela queira se agasalhar e entrar embaixo das cobertas por exemplo, mas isso só atrapalha, pois prejudica a dissipação do calor e acaba piorando a febre.

2. Mantenha o ambiente arejado, a ventilação ajudar a dissipar o calor do corpo.

3. Banho mornos, não é com água quente, nem com água fria (recomendação muito comum anteriormente), pois embora a água fria ajude a diminuir a temperatura corporal, ela aumenta a frequência cardíaca que já está acelerada por causa da febre portanto o ideal é utilizar a água morna que é mais confortável e dá o mesmo resultado que a água fria. Deixe a água escorrer por bastante tempo sobre o corpo que também irá ajudar para o relaxamento.

4. Aumente a ingestão de água e líquidos no geral. A temperatura alta aumenta o risco de desidratação, justamente porque perdemos muito calor corporal, por isso é importante manter o corpo hidratado.

5. Faça compressas frias no tronco e nos membros usando toalha úmida COM ÁGUA ou bolsa térmica. E lembre-se: caso o paciente se queixe de muito frio e se sinta mal em contato com a umidade, não faça as compressas, pois elas podem piorar seu estado.

6. Para cada elevação de 1℃ na temperatura corporal, o consumo de energia é 12% maior que o habitual. Portanto, alimente-se adequadamente. Faça  uma dieta leve, com alimentos de fácil digestão, para que o organismo não queime muita energia tentando digerir a comida;

(Fonte: Drauzio Varella)

7. Repouso. A febre acelera os batimentos cardíacos (para cada grau elevado há aumento de 15 batimentos por minuto), o que provoca maior gasto de energia. Por isso, é importante repousar e evitar sobrecarregar o organismo com atividades físicas. Isso não significa que a pessoa precise passar o dia deitada. Basta não se esforçar em excesso e descansar o máximo que conseguir.

(Fonte: Drauzio Varella)

Existem muitos riscos da automedicação, especialmente em crianças, então não existe em pedir ajudar a um profissional da saúde pois ele poderá lhe dar todas as recomendações necessárias e adequadas.

Você tinha esse costuma? Conhecia essa ideia de álcool baixa febre? Agora você já sabe que não é para fazer isso!

close