Como calcular o período fértil

Todo mundo tem uma conhecida ou vive/viveu uma história de não conseguir engravidar. Eu também tenho: minha mãe. Ela não conseguia engravidar até que….engravidou. Fim. Alguns anos depois, eu achava que teria a mesma dificuldade que ela, quando de repente…engravidei. Não, neste caso não era genético e também não foi sorte, foram conjuntos de fatores que só um corpo humano complexo como o da mulher pode exigir. E também não, a história da minha mãe não foi simples, como a de muitas que estão começando a tentar pode não ser (mas eu espero do fundo do coração que nenhuma delas desista, pois pela lógica das coisas, se minha mãe não tivesse insistido, eu puf!, não existiria, né!).

Bom, mas mais do que contar com a sorte, é preciso conhecer seu corpo e “preparar o jardim”. Sabe aquela história de cuidar do jardim para as borboletas aparecerem? Então, funciona assim também.

Preparando o Jardim

É a lógica da natureza. Procriar exige um hospedeiro que suporte a gestação. Querer de todo coração não é suficiente se você não estiver saudável. Por isso, converse com seu ginecologista-obstétrico sobre seu desejo, peça informações sobre exames e atividades que você pode fazer para deixar seu corpo mais preparado para esta gestação.

Seu médico questionará sobre doenças, remédios que você eventualmente esteja tomando, histórico familiar e condições pregressas que podem alterar como você conseguirá engravidar. Hipo ou hipertireoidismo, histórico de câncer de mama e várias outras coisas não são fatores impeditivos (digo por experiência própria), mas que se conhecidos pelo médico, podem ter seus efeitos anulados, fora a parte nutricional e as vitaminas que se tomadas com antecedência, tornarão seu “jardim” ainda mais preparado para seu ou sua “borboletinha”.

O preparo psicológico também é fundamental! Não adianta nada você calcular direitinho seu período fértil se você estiver emocionalmente abalada, ou o seu parceiro. Como disse antes, ter conhecimento do seu corpo é uma ferramenta poderosa na tentativa de engravidar, e o cálculo do período fértil é esse conhecimento. Mas se você ou seu parceiro ficarem muito ansiosos, sua ovulação pode variar, mesmo sem alterar a menstruação. Então, relaxe.

cálculo do período fértil jardim

Calculando o período fértil

Com isso, partimos para o lado prático. Pegue uma calculadora científica, um termômetro de precisão e….tô brincando! Calma, é super simples. A primeira coisa a constatar é se seu ciclo menstrual é regular e de quantos dias, 26,27,28,29 ou 30 dias.

Ciclo de 27 à 29 dias
Em um calendário, anote o primeiro dia da sua menstruação, quando ela de fato desceu. Conte a partir deste dia até o 14º dia. Coloque um coraçãozinho nele, e nos três dias da frente e nos três dias para trás. Este é o seu período fértil!

Ciclo de 26 ou de 30 dias
Para um ciclo menor, calcule 13 a partir do primeiro dia da menstruação, ao invés do 14º. E para o ciclo maior, de 30 dias, considere um dia a mais, e conte quinze dias a partir do primeiro dia da menstruação. E coloca coraçãozinho do mesmo jeito.

Esse cálculo vale para mulheres que tenham o ciclo menstrual regular.

É possível também acompanhar a temperatura basal, por via oral ou axilar, medindo todo dia pela manhã e anotando a temperatura. Durante a ovulação, a temperatura aumentará em média um grau. Mas atenção, outros fatores podem influenciar na temperatura, como ter tido relações sexuais no dia anterior.

Existem ainda kits laboratoriais e aplicativos para calcular e lembrar o período fértil, como o Ovulation Calculator Mobile Mom (disponível para Iphone, Ipad e Android) que não só faz o cálculo como também emite lembretes da sua ovulação e o Confirme, que são tirinhas de papel que identificam a presença do hormônio LH na urina, que em seu pico de liberação no organismo, é responsável pela ovulação. O Confirme custa em média R$35,00, conforme informações do site.

Todo esse cálculo é importante, mas não se esqueça que você precisa estar saudável e mentalmente preparada. Nada de neura no período fértil, pois do contrário, poderá prejudicar!

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários