cuidados dentes crianças

Cuidados essenciais para os dentes das crianças

A melhor maneira de garantir uma boca saudável durante a vida é incentivando a pessoa a ter os cuidados necessários desde pequeno, antes mesmo de nascer os seus primeiros dentes.

 O hábito de limpeza e cuidados com a saúde bucal, faz com que as crianças cresçam com um belo sorriso e livres de complicações, como tártaro ou cáries. Mas nem todos sabem como cuidar da boca de bebês e crianças da maneira correta.

Entre seis meses a dois anos é o período em que nascem os primeiros dentes do bebê. 

Com isso, as gengivas dos pequenos ficam mais sensíveis, então o cuidado tem de ser maior. 

Para isso, é recomendado massagear a gengiva usando o dedo, uma colher fria, vegetais frios e até mesmo dedeiras e mordedores. 

Nessa fase pode acontecer da criança sentir dor e febre ao ter o nascimento de seus dentes e há remédios justamente para isso, mas o ideal é procurar um dentista para receber as devidas orientações e avaliar sobre a utilização de medicamentos. 

De maneira geral, a maioria dos dentistas não recomendam iniciar tratamentos, procedimentos ou acompanhamento com profissionais antes dos dois anos de idade. 

Apesar disso, a partir do momento que começou a frequentar um profissional, será possível acompanhar o crescimento dos dentes, ensinar como escovar bem os dentes e a importância do flúor, garantindo a qualidade do sorriso e que as consultas sejam de check-up ou – no futuro – procedimentos estéticos como lente de contato dental.

A arcada dentária estará completa até os sete anos de idade, quando todos os dentes de leite já se foram e os permanentes tomam seu lugar. 

Assim, é importante que, até lá, a criança mantenha:

  • Uma escovação correta;
  • Distância do dedo com a boca;
  • Distância de doces;
  • Uso de fio dental.

Como higienizar a boca de uma criança

Higienizar a boca de uma criança precisa de um cuidado especial para que não cause ferimentos ou a machuque. 

Não é necessário muito creme dental, apenas uma pequena quantidade para realizar a escovação, equivalente a um grão de arroz.

A escova precisa ficar paralela à linha da gengiva, fazendo movimentos circulares em quatro dentes por vez: superior direito e esquerdo, inferior direito e esquerdo. 

Cada grupo deve ser escovado por 30 segundos, portanto, uma limpeza completa leva cerca de dois minutos. Feito isso, passe a escova nas bochechas e na língua e depois auxilie no enxágue.

Para o uso do fio dental, um pedaço de 40 cm é o suficiente. 

Após enrolá-lo no dedo, com três centímetros se consegue limpar os dentes da criança, passando em cada um em formato de um “C”. Pela maior sensibilidade, é preciso ter cuidado extremo para não fazer força sobre a gengiva, podendo machucá-la.

Caso os cuidados com a saúde bucal não sejam devidamente feitos, problemas como cárie (o mais frequente entre crianças) e fluorose dentária (excesso de creme dental), podem aparecer. 

Mas também há complicações que estão fora do alcance da higienização apenas, que também acontecem com crianças frequentemente, como o nascimento dos dentes tortos ou mordida aberta, ambos causados pelo uso da chupeta.

Com quantos anos a criança pode utilizar o aparelho ortodôntico?

A partir do momento em que toda a arcada dentária permanente tenha substituído os dentes de leite, é possível iniciar os tratamentos, como o utensílio mais comum, o aparelho. 

Dividido entre fixo, móvel, lingual, estético e extensor de platino, ele é utilizado para corrigir dentes tortos e desalinhados, prevenir a possibilidade de oclusão dentária (quando os dentes superiores entram em contato com os dentes inferiores ao fechar a boca de maneira irregular), além de corrigir os casos de mordida cruzada.

Há quem prefira utilizar o aparelho ortodôntico transparente para corrigir imperfeições na arcada dentária com a vantagem do utensílio ser mais harmônico esteticamente com o rosto do paciente.

No entanto, cuidados devem ser tomados ao utilizar o procedimento, como alimentação (evitar o consumo de alimentos fibrosos e duros sem estarem cortados) e fazer a higienização correta dos dentes – utilizando escova de dente macia, fio dental e com enxaguante bucal.

Além disso, é imprescindível ir ao dentista regularmente para fazer a manutenção do tratamento (a cada 20 ou 30 dias, conforme o caso e orientação profissional).

O aparelho dental transparente é um artefato utilizado no tratamento da ortodontia e visa corrigir imperfeições presentes na arcada dentária do paciente. Dessa forma, contribui para que o sorriso seja bonito, resistente e harmônico. 

A maior vantagem do modelo é que ele é simples e discreto, sendo uma ótima escolha para quem quer ter um tratamento que não afete a estética – sendo muito requisitado em adolescentes.

Isso porque a principal diferença deste modelo para os aparelhos convencionais é que os braquetes são fabricados com materiais diferentes, como safira, porcelana ou policarbonato, sendo mais discretos.

Deste modo, com os cuidados adequados e frequentes, a possibilidade de necessitar de implantes dentarios é reduzida e – se necessário – a estrutura estará apta para os tratamentos, apresentando melhor resistência.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.

close