Dicas para as mães viajarem de avião com crianças

dicas para mães viagem com crianças
Imagem: pixabay

A rotina de aeroporto pode ser estressante. O risco de ter um voo cancelado, de encarar o overbooking ou mesmo de não conseguir fazer o check-in a tempo são apenas algumas das situações. Quando a viagem de avião inclui uma criança, é preciso ter ainda mais preparo para que tudo saia corretamente.

Embora diversas ocorrências sejam incontroláveis, outras podem ser antecipadas e contornadas. Por isso, é fundamental entender o que fazer para tirar de letra essa nova aventura.

Mas não se preocupem mães, pois trouxemos algumas das principais soluções!

A seguir, confira o que as mães devem saber sobre a viagem de avião com um bebê ou criança.

Tenha atenção à documentação da criança

Uma das questões mais importantes para garantir que o passeio ocorra sem problemas é a reunião de documentação. É essencial ter todos os documentos exigidos para que o embarque aconteça.

É preciso apresentar os documentos originais e as cópias autenticadas, como certidão de nascimento, RG e passaporte, se for o caso. Segundo a Polícia Federal, viagens internacionais com menores de 18 anos e sem um dos pais exigem a autorização do outro genitor, com reconhecimento em cartório, ou por autorização judicial.

Avise à companhia aérea que o bebê viajará com você

Para as mães que fazem viagem de avião com um bebê de colo, é recomendado avisar à companhia aérea sobre a presença do pequeno. Na hora da emissão da passagem, inclua a informação de que você estará com a criança, caso ela tenha de 0 a 23 meses. Acima disso, é preciso comprar uma segunda passagem.

Esse informe faz com que seja possível, em alguns casos, a reserva de assentos diferenciados e com mais espaço disponível. Além disso, é um jeito de evitar problemas diversos, como no momento do embarque.

Ganhe mobilidade com o sling

Por falar em viagem de avião de mães com um bebê, é recomendado utilizar o sling. Esse acessório permite que o pequeno fique suspenso, junto ao seu corpo. Ele dá a sustentação necessária para a coluna infantil e, ao mesmo tempo, garante que você fique com as mãos livres. Assim, dá para ter mobilidade e praticidade.

Para as que são um pouco maiores, há mochilas especiais, com área para assento e que facilitam a rotina de aeroporto. No entanto, vale conferir se o tamanho e o peso da criança são indicados para esse caso.


Aproveite e confira:


Reserve espaço para alguns pertences na sua mala

Ao preparar as malas, saiba que sua bagagem já não é apenas sua mãe. Ao viajar com crianças, é preciso sempre guardar um espaço para itens dos pequenos e para garantir o conforto de todos na viagem.

Bebês de 0 a 23 meses, por exemplo, não pagam passagem, mas não têm direito à mala. Então, tudo o que estaria na bolsa do bebê tem que dividir espaço com os seus próprios produtos. É preciso caprichar na organização!

Mesmo que a criança já seja um pouco maior, é necessário ter alguns itens indispensáveis por perto. Brinquedos novos, por exemplo, ajudam a distrair e garantem boas doses de sossego ao longo do trajeto aéreo. Lanches rápidos também são bem-vindos e o melhor é que estejam na sua bolsa.

Por isso, deixe o que for mais importante sempre por cima, pois isso impede ter que tirar tudo para achar apenas um item, que ficou no fundo.

Concilie o horário do voo com a rotina de sono

O jet lag — ou aquela “confusão” por causa da diferença de fusos — e real e pode ser muito complicado para os pequenos. Para evitar que a viagem de avião e o passeio no destino se tornem desastres, o melhor é conciliar o horário do voo com a rotina de sono.

Prefira embarcar em horários em que eles já estejam dormindo ou em horários próximos à noite. Ainda mais em viagens longas, como várias internacionais e diretas, vale usar essa estratégia. Na hora da aterrissagem, o pequeno não vai estar tão cansado e não vai ser difícil se adaptar aos novos números apontados pelo relógio.

Prefira roupas confortáveis

A viagem de avião pode ser exaustiva, tanto para você, quanto para eles. Por isso, é essencial optar pelas roupas confortáveis. Primeiramente, é um jeito de aproveitar melhor a viagem, em vez de ter que lidar com a calça que aperta ou com o sapato que machuca. Os pequenos, de bebês a crianças, também ficarão mais calmos se estiverem confortáveis.

Além disso, a escolha deve ser feita com foco na praticidade. Preferir as peças fáceis de trocar vai garantir muito menos dificuldade para realizar essa etapa, caso seja necessária.

Uma blusa fácil de substituir vai ser a sua salvação para não ficar com a roupa manchada se um copo de suco cair em você. Para os bebês, o macacão básico é simples de tirar, enquanto roupas com elásticos são perfeitas para as crianças. Caso qualquer imprevisto aconteça, dá para substituir sem dor de cabeça.

Faça um check-up antes da viagem

E, por falar nisso mães, o melhor é evitar qualquer tipo de estresse, ainda mais em relação à saúde. Para ter a certeza de que tudo está bem com o seu filho, o recomendado é fazer um check-up antes da viagem.

Marque uma consulta com o pediatra e peça uma avaliação completa das condições de saúde. Se for para uma área específica, não se esqueça de dar as vacinas necessárias para garantir a proteção.

Além disso, é interessante pedir indicações de remédios adequados e seguros para o especialista. Aproveite a oportunidade para pedir a prescrição e monte uma pequena farmácia para levar na sua bolsa. Para completar, tenha o contato de emergência do médico, para solicitar ajuda se for necessário.

A viagem de avião pode ser o começo de uma grande aventura para a família. Para que ela não se transforme em pesadelo ou trauma, use essas dicas. Ao final, o processo vai ser mais tranquilo, do embarque ao desembarque, e tudo vai sair conforme o esperado!

Vai usar essas orientações na sua próxima decolagem? Compartilhe o post nas suas redes sociais e garanta que as amigas mães também fiquem por dentro!