Chá de Bebê Online
Roupinhas para bebês
Como fazer fotolivro
Ebook Atividades de 0 a 1 ano

Entrevista com Juliana Dalmann, mamãe do João

Última atualização em por

Hoje é dia de entrevista e vamos conhecer um pouco mais da mamãe Juliana Dalmann, mãe do João de 1 ano e 10 meses, ela também é professora de educação infantil e nas horas vagas faz caligrafia artística na empresa Letra & Arte.

1. Qual foi a maior coisa que você teve que abrir mão nesses últimos anos?

Meu sono, certamente, Kkkkkkk
Sempre gostei de uma boa soneca. Não dormi mais como fazia antes de engravidar (os últimos meses de gravidez tb tiram um pouco o sono, né? )
O João geralmente dorme bem a noite, mas sempre vou lá dar uma olhadinha,  ver se está com frio, com calor. Mas no início ia até ele várias vezes a noite e via se estava respirando (kkkkk… quem nunca!!! ).

2. O que você faria se tivesse 3 horas a mais no seu dia?

E o João dormindo? Hehe… metade dormiria… a outra… me dedicaria mais a caligrafia, que amo e ao estudo de canto e instrumento…

3.  Ser MÃE fez você ficar mais careta?

Não sei se sim… mas eu acabei doando meu All star.

4.  No momento o que você mais precisa? conversar ou ficar em silêncio?

Em silêncio! Prezo muito o silêncio.

5. O que mudou nas suas amizades desde que seus filhos nasceram?

Acabei me distanciando um pouco das minhas amigas solteiras. E tenho muitas saudades delas!  Mas tb ganhei amizades de mulheres casadas com filhos, que tem sido bênção em minha vida. Tenho aprendido muito com elas: o lado real de ser mãe, e continuar sendo esposa, amiga e namorada do meu marido. Recentemente me mudei e tenho saudades das amigas de onde morava. Mas Deus tem suprido a cada dia. Sim, acredito que Deus cuida de cada detalhe da minha vida.

6. Você tem medo de que?

As vezes vem temor de perder meu marido e filho. Mas aí lembro da bondade de Deus. Acredito que foi Ele quem meu deu tudo isso e procuro ser grata a cada dia, aproveitando esses presentes.

7. O que você aprendeu com seus filhos?

Que não é tão ruim acordar no meio da noite… a gente sobrevive, hehe
Que não é tão ruim comer a comida um pouco fria, para atender o pitoco.
Que a louça, a casa, as tarefas do dia a dia não são tão urgentes e da sim para sentar e brincar com o filho, ou ir prontamente dançar com ele a música preferida dele,
Que sempre da tempo para parar e observar um inseto, um gato (para o João, o “miná” ), até mesmo o sol, as nuvens, o movimento das plantas
Que é maravilhoso acordar e ouvir aquela voz fofa chamando” mamãe. .. mamá”
Que um tombo, um arranhão, uma batidinha são aprendizagens. Ele levanta logo e continua a brincadeira… pq ficar lamentando?
Que realmente dizer “não” é muito importante e que preciso estar presente para ensinar, corrigir, me importar com tudo. Ele se sente amado.
E, principalmente, que por mais( que tenhamos todo cuidado, é Deus quem realmente cuida!

8. Qual foi o maior desafio que você enfrentou com a maternidade?

Manter o coração calmo e confiante durante minha gestação, que foi de risco.

9. Cite 3 coisas pelas quais você pode ser grata hoje.

Meu marido
Meu filho
Pelo cuidado e amor de Deus sobre nossas vidas… e, claro…
pelo João dormir praticamente a noite toda… hehe

10. Dê uma dica de mãe para mãe

Querida amiga, não deixe passar um dia sem dizer ao teu filho, ou tua filha, ou a ambos o quanto tu o ama, e que ele pertence a ti, ou vcs. Nunca deixe criar alguma dúvida no seu coração sobre isso. Aproveite cada situação, mesmo num momento em que vc precisa dar “uma bronca” , amavelmente corrigir. Sempre diga: estou te corrigindo, te ensinando, por que te amo!

Você também pode gostar

Comente com o Facebook

comentários