Método Ramzi - Funciona para descobrir o sexo do bebê?

Método Ramzi – Funciona para descobrir o sexo do bebê?

Você já ouviu falar o Método Ramzi para descobrir o sexo do bebê? Será que funciona? Confira mais sobre esse método aqui nesse post!

Há muita ansiedade em volta da descoberta do sexo do bebê, e nessa hora as gestantes tentam de tudo para aliviar a ansiedade, desde as credinces populares até os exames convencionais. Além da ansiedade clássica das gestantes, que querem saber o sexo do bebê para poder definir o nome, fazer o enxoval, organizar o chá de fraldas e a decoração do quartinho, que são super justificáveis, existem casos que saber o sexo do bebê envolvem questões familiares de doenças genéticas que estão ligadas aos cromossomos sexuais, portanto quanto mais precocemente sabe-se o sexo do bebê também é possível analisar os riscos do feto possuir alguma anormalidade genética.

O que temos hoje para determinação do sexo do bebê, de mais conhecido e com comprovação científica, são dois métodos :

  • Sexagem Total:
    que é a investigação da presença do cromossomo Y no sangue da mãe, a presença desse cromossomo indica que o bebê é menino e a ausência dele indica que o bebê é menina, esse método possui uma taxa de acerto de 99% à partir da 10º semana de gestação;

  • Ultrassom:
    que é a verificação do sexo através do tubérculo fetal presente no ultrassom de transluscência nucal ou à partir de 12ª semana de gestação que possui uma taxa de acerto acima de 90% e após a 18º semana de gestação taxa de acerto de 99%.

E agora um terceiro método que tem ganhado destaque nas redes sociais e fóruns online de gestantes é o método Ramzi que é na verdade uma forma alternativa de descobrir o sexo do bebê. Supostamente a grande vantagem desse método é que ele consegue definir o sexo do bebê com apenas 6 semanas de gestação.

Entenda um pouco melhor no que consiste o método Ramzi

A análise é realizada após a primeira ecografia por volta da 6º semana de gestação através da análise do saco gestacional, da localização do bebê e da vesícula vitelina dentro do útero. Pelo lado que o saco gestacional foi implantado no seu útero é possível então determinar o sexo do bebê. Se ele foi implantado no lado ESQUERDO existe uma maior probabilidade do bebê ser uma MENINA e se ele estiver implantado no lado DIREITO à maior probabilidade de ser um MENINO

(Esquerdo= Menina | Direito= Menino).

A grande discussão que envolve o método é se ele de fato tem comprovação científica. Em uma primeira análise o método Ramzi foi publicado sob a forma de estudo científico em um site especializado em Obstetrícia e Ginecologia, dando a ele em um primeiro momento mais veracidade do que outros métodos sugeridos na internet que não tem comprovação científica.


Aproveite e confira:


Como o estudo do Método Ramzi foi realizado

O estudo foi realizado entre 1997 e 2007 em 5376 grávidas submetidas a um exame de ultrassonografia fetal com 6 semanas de gravidez, sendo que em 22% das gestantes foi realizado o exame pela via transvaginal e 78% pela vida transabdominal. E após com 18 à 20 semanas de gestação a ultrassonografia foi repetida. O objetivo do estudo era mostrar a relação entre a posição da placenta com 6 semanas de gestação e a determinação do sexo do feto após a 18ª semana, com posterior confirmação depois do nascimento do bebê.

Em 97,2% dos fetos do sexo masculino, a placenta estava implantada no lado direito do útero, enquanto que em 97,5% dos fetos do sexo feminino, a placenta estava implantada no lado esquerdo. Portanto, segundo o autor do estudo, a determinação da posição da placenta através do exame de ultrassonografia fetal às 6 semanas de gravidez consegue prever o sexo do feto com 97% de acerto.

método Ramzi
https://nuk.com.br/blog/post/

O Método Ramzi tem Comprovação científica?

O método de Ramzi foi alegadamente desenvolvido pelo Dr. Saam Ramzi Ismail e publicado no website ObGyn.net em 2011 (http://www.obgyn.net/articles/relationship-between-placental-location-and-fetal-gender-ramzi%E2%80%99s-method). Mas apesar da publicação em formato de estudo científico em um website na área de Ginecologia e Obstetrícia, o método de Ramzi não cumpre todos os requisitos para ser considerado um método cientificamente validado.

Veja alguns pontos que envolvem a discussão na validação científica do método:

  • O referido Website (https://www.contemporaryobgyn.net) não é reconhecido como uma fonte para publicações científicas, pois muitos dos estudos ali publicados não passam pelo critério acadêmico da chamada de revisão por pares (peer-reviewed). Ou seja, o estudo não passou por nenhuma avaliação criteriosa de outros especialistas no assunto e/ou membros da comunidade científica. E exatamente por esse mesmo motivo que o estudo em questão não está catalogado em nenhuma base de dados científicas reconhecidas como o Pubmed.
  • Outro ponto importante é sobre o autor, pois no estudo em questão há falta da descrição sobre o(s) autor(es) do artigo. O estudo em momento algum é assinado e portanto não há como saber quais são as credenciais do autor, a identidade do Dr. Saam Ramzi Ismail é supostamente revelada apenas em outros sites, e nenhum deles de cunho científico. Com isso não é possível averiguar se o Dr. Ismail é realmente o autor do estudo ou quais são as suas formações acadêmicas, que lhe dariam autoridade para escrever sobre o assunto;
  • Um terceiro ponto sobre a validação do método é que não há referência alguma sobre em quais centros foram realizados os testes, o anônimo autor do estudo refere que o mesmo foi aprovado pela comissão de ética da Universidade de Brunei, portanto nos leva a pensar que os testes tenham sido realizados lá.

Além dos pontos citados existem outros que impossibilitam a validação do artigo, como por exemplo o fato de que em um método científico ele precisa ser passível de reprodução de resultados por grupos independentes. Sendo assim se uma hipótese for real ela precisará ser replicada e confirmada por outros grupos de pesquisadores. E no caso do método de Ramzi, isso não existe, não há nenhum outro estudo científico que dê embasamento para a posição da placenta e a determinação do sexo fetal. Outros estudos científicos anteriores já publicados sobre a posição da placenta não fizeram qualquer menção sobre a existência de uma relação com o sexo do bebê.

(Fonte de pesquisa: MDSaúde)

CONCLUSÃO

Do ponto de vista científico, o método de Ramzi não tem validação nenhuma. Exatamente por isso que nenhuma organização obstétrica internacional reconhece o método como confiável para determinação do sexo do bebê.

O que muitas vezes ocorre é que estatisticamente a brincadeira pode dar certo, pois só existem duas opções (menino ou menina) ou seja, 50% de chances de acerto ou de erro. Portanto quanto mais mães fizerem o método Ramzi maior será o número de depoimentos na internet de que o teste funcionou, mas não porque o método é confiável mas simplesmente por uma questão matemática.

Portanto o método Ramzi deve ser encarado como uma brincadeira para a determinação do sexo, assim como tantos outros que existemcomo: o formato da barriga, tabela chinesa, etc.

close