Chá de Bebê Online
Roupinhas para bebês
Como fazer fotolivro
Ebook Atividades de 0 a 1 ano

Parto: A perfeição do corpo humano e o bebê

Última atualização em por

Você está grávida, sentindo os chutes do seu bebê e imaginando como deve ser lá dentro?

Você queria ter um ultrasom portátil de alta resolução para ver tudo que se passa dentro da sua barriga, se está nascendo cabelos, se ele chupa o dedo, sorri. Se ele está bem.

É, nosso instinto materno e nossa curiosidade fazem isso com a gente, você não é a única!

Toda informação para o bem-estar do nosso bebê é quase obrigatória, sentimos que temos que saber tudo. E somado à isso, vem a nossa curiosidade de observar algo que está tão perto, mas ao mesmo tempo tão escondido. Ou seria bem-guardado?

Não temos memória do momento do nosso nascimento, e tão pouco podemos perguntar a um bebê que acabou de nascer como foi todo esse processo. Será que ele sentiu alguma coisa? Será que sofreu? Não é como um jogador que acaba de sair do campo de futebol todo suado e diz que “o jogo é esse aí, temos que trabalhar para atingir nosso objetivo, pensar na próxima partida e etc”. Mas sim, após o parto, temos que pensar nas próximas etapas da vida do nosso bebê e da nossa também.

Alguns vídeos de animação mostram delicadamente a evolução da gravidez até o momento do parto. Sugiro este AQUI, ele é lindo e muito bem feito.

O trabalho ou preparação do corpo para o parto pode começar entre a 37ª e a 40ª semana, quando a bolsa estoura e o líquido amniótico começa a ser liberado, além das contrações irregulares. É preciso ficar atenta, pode ser a hora de ir para o hospital. Se as contrações ficarem mais intensas e regulares, é chegado o momento.

Pegue sua bolsa maternidade que você já deixou preparada e prepare seu coração! (Se quer uma dica realista do que levar para a maternidade, não deixe de ler nosso post sobre o que levar!)

O bebê está pronto para nascer à partir da 37ª semana, quando eles nascem “a termo”. É importante dizer que mesmo sem a bolsa se romper, as contrações regulares podem indicar o nascimento do bebê. Algumas sentem um grande volume do líquido amniótico saindo, outras não. Isso acontece porque a cabeça do bebê encaixada fecha a saída parcialmente. Mesmo quando a bolsa rompe, o corpo da mulher continua produzindo o líquido amniótico, por isso não é preciso desespero achando que o bebê está precisando sair urgentemente. Converse sempre com sua doula ou médico para tranquilizar.

Nosso colo do útero, até então fechado, começa a dilatar para a saída do bebê, e as contrações ajudarão no nascimento. A cabeça do bebê fará pressão na pélvis da mãe e uma doula ou o obstetra pedirão que a grávida controle sua respiração para que ele nasça tranquilamente.

Depois que o bebê nasce a mãe ainda libera a placenta em outra contração. E sabe uma coisa interessante? Você sabe porque o bebê chora ao nascer? Não é pelo tapinha do médico, se é que ainda fazem isso. O bebê chora porque seu sistema respiratório precisa rapidamente se adaptar, e ao chorar, os pulmões se expandem e o líquido amniótico que ainda estava presente é liberado.

O bebê também pode nascer (de parto normal ou parto cesárea) ainda com a placenta intacta, é o chamado bebê empelicado. É uma situação extremamente rara, e por isso costumam dizer que o bebê terá muita sorte na vida.

parto bebê empelicado

Aí mora a perfeição do corpo humano. O bebê é gestado em segurança. O líquido amniótico produzido pelo corpo da mãe e do bebê, que bebê e secreta o líquido, protege o bebê e permite que ele se movimente. Durante todo esse período, o colo do útero está fechado para que não ocorra contaminação da mãe e bebê. No momento em que o bebê já está pronto para nascer, o corpo naturalmente responde a este chamado.

É claro que existem dificuldades, e é claro que existem necessidades de complementar cuidados e exceções. Mas a natureza é perfeita em nos dar condições de gerar, proteger e dar a luz a um bebê.

 

 

Você também pode gostar

Comente com o Facebook

comentários