Saiba tudo sobre Tabela Chinesa AQUI!

Imagem: Opas

Muitas mulheres pesquisam diversas formas para saber o sexo do bebê antes do exame de ultrassonografia, principalmente quando o bebê está em uma posição que o exame não consegue identificar o sexo. Uma dessas alternativas é a Tabela Chinesa.

Com ela, é possível descobrir o sexo do bebê de um jeito muito simples e rápido, sem precisar fazer nenhum tipo de exame. Para aproveitar a tabela chinesa e conseguir um resultado exato é preciso saber a idade da mãe e qual o mês ela engravidou. Porém, algumas observações são importantes e podem influenciar bastante no resultado, como se a gravidez for de gêmeos, por exemplo.

Lembrando que a tabela chinesa não é aceita pela comunidade científica, mas é um jeito bem interessante de descobrir se você está esperando uma menina ou menino. A tabela chinesa é uma base muito popular na China.

Saiba como funciona a tabela chinesa

Imagem: tuasaude

A tabela chinesa funciona da seguinte forma:

  • Você precisa descobrir sua idade lunar, ou seja, a idade que você engravidou + 1, desde que você não tenha nascido nos meses de janeiro ou fevereiro. Por exemplo: Se você nasceu no dia 24/04/1982, em 2013 completa 31 anos. Agora, se você nasceu nos meses de janeiro ou fevereiro não precisa acrescentar +1, já que a sua idade lunar é a mesma que engravidou. Por exemplo: Se você nasceu no dia 29/01/1985, em 2013 completa 28 anos. Se você engravidar neste ano, a sua idade lunar será exatamente 27, já que não é necessário acrescentar nada.
  • Saiba exatamente o mês em que engravidou e verifica na tabela chinesa. A tabela é composta por duas cores: a azul, que representa os meninos; e a rosa, que representa as meninas.

Algumas ocasiões precisam ser levadas em conta:

  • Se você nasceu antes da data prevista: É necessário calcular a sua idade lunar de acordo com a data que você realmente deveria nascer. Por exemplo: Se você nasceu de 8 meses, nos meses de janeiro e fevereiro, precisar acrescentar +1.

Os problemas

De acordo com o conhecimento científico da atualidade, existem diversos problemas teóricos ao redor da tabela chinesa. Nenhum estudo consegue explicar qual a relação da idade da mãe com o mês em que ela engravidou.

Por exemplo: Qual a explicação para que as mulheres com 30 anos que engravidaram no mês de junho terão sempre meninos? Qual o motivo para as mulheres de 21 anos só tenham a chance de terem meninos se engravidarem em janeiro?

É como se a tabela chinesa brigasse com a lei das probabilidades. Muitas mulheres esperam que uma explicação convincente seja fornecida, caso isso não aconteça, a utilização pode se tornar algo apenas supersticioso, mesmo que já tenha dado certo com diversas mulheres.

Porém, não é apenas a questão lógica que gera problema quanto ao seu funcionamento, muitas outras questões levam a falta de confiabilidade na tabela. Conheça algumas delas:

  • Muitas pessoas consideram saber o dia da concepção muito difícil, principalmente porque o espermatozoide consegue sobreviver por até seis dias após a relação sexual. Então, se uma mulher teve relação sexual no dia 29 de março, pode ter sido fecundada somente no dia 4 de abril, por exemplo. Ou seja, isso pode gerar dificuldades para as mulheres que tiveram relação nos últimos dias do mês saber quando elas realmente engravidaram.
  • Todos sabem que o que define o sexo do bebê é o espermatozoide masculino, já que ele pode transportar o cromossoma sexual Y ou X. Então, se o espermatozoide que fecundar o óvulo carregar o cromossoma X, o feto será meninas; caso seja o cromossoma Y, o feto será menino. Na hora de definir o sexo do bebê, a genética da mãe não tem nenhuma influencia, já que o par de cromossomas feminino só pode ser XX, ou seja, a mulher só consegue doar um cromossoma X para o seu bebê. Por isso, muitas pessoas acham estranho a tabela chinesa considerar apenas a idade e o mês da concepção do bebê. Afinal, de que forma esses dois dados podem decidir qual o tipo de espermatozoide será o responsável pela fecundação?

Não quer dizer que o organismo da mulher não tenha a mínima influência na escolha do espermatozoide, mas é preciso de muita explicação e ela precisa ser científica. Além disso, é muito importante lembrar que a tabela chinesa foi concebida há vários séculos, ou seja, uma época em que o conhecimento científico era muito carente. Então, faz muito sentido que o povo mais antigo imaginasse que o corpo da mulher que decidia o sexo do bebê.

  • Muitas mulheres têm filhos gêmeos, mesmo que todas as pessoas falem que a tabela chinesa não serve para mulheres grávidas de gêmeos, muitas pessoas não conseguem aceitar que a tabela seja realmente de confiança quando os filhos nascem de sexos diferentes.
  • Outro ponto que muitas mulheres criticam é em relação a linha sucessória dos imperadores chineses, afinal, ele deveria ser composta apenas por homens, mas não é bem assim. Todos sabem que em algumas culturas os homens são sempre mais aceitos, então, eles poderiam calcular através da tabela chinesa o período para que suas esposas engravidassem.

Portanto, fica a critério das mamães acreditarem ou não na tabela chinesa. É um método interessante e divertido, além de não fazer mal a ninguém. Agora, para ter a certeza do sexo do seu bebê para começar a organizar e comprar o enxoval do pequeno é mais indicado que faça um exame de ultrassom. Além disso, é fundamental ter o acompanhamento de um médico ginecologista para tirar todas as dúvidas sobre a gestação, inclusive na hora de descobrir o sexo do bebê.


Aproveite e confira:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here