Soluções criativas para deixar tudo no devido lugar pela casa

Soluções criativas para deixar tudo no devido lugar pela casa

A arquiteta Júlia Guadix mostra, através de seus projetos, como é possível manter a casa bonita e muito bem-organizada para um dia a dia melhor

Para quem pretende adicionar praticidade na rotina da casa, a arquiteta Júlia Guadix ressalta a importância de definir os locais certos para armazenamento. Nesse projeto, a sala de estar integrada com a varanda conta com rack, buffet suspenso e a marcenaria da área gourmet para receber todos os itens dos moradores. A sensação é de um espaço gostoso e de paz |Foto: Guilherme Pucci 

Muito mais que uma atribuição muito característica de virginianos (conforme diz o zodíaco) ou de pessoas mais metódicas, o senso de organização em casa é essencial para uma vida mais tranquila e confortável, independentemente da área do imóvel. Além de contribuir para uma vida mais produtiva, o senso de habitar em ambientes com tudo no lugar certo ajuda na diminuição do estresse e evita preocupações com a saúde. “Caixas e objetos acumulados são retentores de poeira e mofos, verdadeiros inimigos de quem convive com alergias e problemas respiratórios”, enfatiza a arquiteta Júlia Guadix, à frente do escritório Studio Guadix.

E como nem sempre o senso de organização é um processo natural a todos, na arquitetura de interiores o profissional trabalha para visualizar soluções e meios que facilitem a rotina dos moradores na manutenção do lar. Com sua experiência, ela traz inspirações e dicas importantes que ajudam para um dia a dia mais saudável.

“Manter a casa organizada é fundamental não só pelo aspecto estético, mas também para nossa saúde física e mental. Quando temos em nossos ambientes somente aquilo que usamos e gostamos, focamos nossa energia no que realmente importa, como nossa família, trabalho e hobbies, sem perder tempo procurando por algo perdido. Para nosso bem-estar, não devemos ocupar espaço mental com a angústia que um lugar bagunçado nos traz”, explica Júlia. Para ela, entender a rotina do morador é o ponto de partida para a arrumação dos ambientes. Confira as dicas:

Entenda a rotina da casa

Com o intuito de não acumular as roupas, bolsas e sapatos na entrada do apartamento, Júlia Guadix criou um móvel que tem a função de receber as peças, deixando assim a área social do apartamento sempre em ordem e a rotina de entrar e sair de casa mais fácil. |Foto: Guilherme Pucci 

A organização dos ambientes deve ser facilmente mantida e para isso, é essencial compreender a dinâmica da residência para projetar os espaços de forma que tudo se encaixe de maneira prática e harmoniosa.

Para guardar casacos em uso, bolsas, mochila e sapatos, logo na entrada do imóvel, a arquiteta aconselha a inserção de um móvel funcional. Em um de seus projetos, ela desenhou um armário, com apenas 35cm de profundidade, que foi suficiente para organizar as peças dos moradores e não atrapalhar a circulação do apartamento de 72m². “Além de ser um bom lugar para colocar aquilo que trazemos conosco da rua, ainda podemos deixar à mão algo que precisamos entregar para alguém ou levar para algum lugar. Com eles ali na porta, é quase impossível esquecê-los”, enfatiza.

Nichos certeiros

Praticidade e a disposição certa de cada coisa são fundamentais para o funcionamento de qualquer cozinha. Neste projeto assinado por Júlia Guadix, a marcenaria planejada na ilha recebeu o cooktop por indução, gavetas e gavetões, além de gavetas abertas para guardar pães, frutas e legumes |Foto: Guilherme Pucci 

Para a arquiteta, a organização é um sistema onde tudo deve ter o seu lugar. Para colocar a teoria em prática, investir em armários, nichos e compartimentos já pensando nos itens que serão utilizados em casa área é fundamental. É o caso da ilha dessa cozinha, onde a marcenaria muito bem planejada atende à demanda de armazenamento do cômodo. No lado esquerdo do móvel, é possível observar as gavetas onde são depositados talheres, panos de prato e jogos americanos – por estarem bem-posicionadas, não atrapalha quem estiver usando cooktop por indução, facilitando na hora de pegar algum item. Na parte central, dois gavetões recebem as panelas e, para que elas não movimentem no abrir e fechar, Júlia dispôs, no fundo, um tapetinho emborrachado para proteger tanto a marcenaria, como os utensílios. “Já do lado direito, reservamos um local para pães e frutas. Instalamos duas gavetas onde o fundo é composto por tubos aço de inox, fazendo com que os alimentos fiquem sempre arejados e frescos, além de deixar a bancada liberada”, explica.

Organização e decoração

Neste banheiro, a arquiteta Júlia Guadix conseguiu aliar organização e decoração através dos cestos de palha. Por serem compostos por um elemento natural, além de receberem os itens de higiene pessoal, combinam com a leveza dos revestimentos e cores do ambiente. |Foto: Guilherme Pucci 

Decoração e organização andam de mãos dadas nos projetos. Para que esse casamento otimize os espaços, uma dica compartilhada pela arquiteta é adotar organizadores que harmonizam com o estilo da casa. “Gosto muito de peças produzidas em palha, bambu, acrílico, plásticos ou forrados com tecido de algodão cru ou cinza. Esses materiais são neutros e fáceis de mesclar com a décor”, comenta a arquiteta. Entre os critérios que colaboram para a decisão, o acrílico é perfeito quando existe a intenção de deixar o conteúdo à mostra. No caso da palha e do bambu, a proposta natural adiciona as sensações de aquecimento e aconchego.

Neste banheiro, além do armário suspenso com os três gavetões, a prateleira de madeira na parte inferior acomodou os cestos de palha que organizam as toalhas, sabonetes e papel higiênico, entre outros produtos de higiene pessoal. Com revestimentos de cor clara, o ambiente traz consigo leveza e praticidade. Júlia afirma que o tamanho dos cestos pode variar de acordo com o que o morador precisa guardar e o local onde ficarão. “Minha dica é: meça o local onde vão ficar os cestos e analise o que será guardado neles. Depois disso, pesquise referências na internet e só então parta para a compra – assim você economiza tempo, dinheiro e dor de cabeça”, aconselha.

A simplicidade do ‘menos é mais’

A criatividade é um grande parceiro de uma vida mais organizada. Para que as frutas tivessem um local arejado e de fácil acesso aos moradores, a arquiteta instalou cestos de arame na parte lateral do armário |Foto: Guilherme Pucci 

Muitas vezes, uma boa ideia é resultado de uma solução simples. A arquiteta Júlia Guadix comprova a afirmação através da instalação dos cestinhos ao lado da bancada, instaladas ao melhor estilo ‘Faça Você Mesmo’. Para que os moradores pudessem organizar as frutas na cozinha integrada com outros ambientes do apartamento, nada melhor que adicionar ganchos em ‘L’ na marcenaria para fixar os cestos aramados de metal que podem ser retirados a qualquer momento. “Foi uma boa saída, pois como a moradora é chef confeiteira, deixamos mais fácil o seu trabalho. Sem contar que a posição arejada e ao abrigo do sol coopera com a durabilidade das frutas”, conclui.

close