Idéias para montar closets e sapateiras em pequenos espaços

Idéias para montar closets e sapateiras em pequenos espaços

As arquitetas Marina Carvalho e Cristiane Schiavoni revelam com a criatividade permite elaborar closets modernos, sofisticados e funcionais para a organização de roupas, sapatos e objetos pessoais dos moradores

closets e sapateiras
É totalmente possível montar um closet pequeno e financeiramente acessível – seja no dormitório ou em um outro ambiente pequeno do imóvel. Para tanto, a arquiteta Marina Carvalho enfatiza que a criatividade é uma grande aliada na organização do espaço que atenderá as necessidades dos moradores | Projeto de Marina Carvalho Arquitetura | Foto:  Evelyn Müller

Com o advento dos imóveis menores, muitas vezes o morador já imagina a impossibilidade de contar com o conforto de um closet e sapateira para organização dos seus itens. Entretanto, com soluções criativas da arquitetura de interiores e a versatilidade dos projetos de marcenaria, é possível sim contar com estrutura práticas e muito bem concebidas de acordo com o espaço disponível! Entre as possibilidades, o pequeno closet pode contemplar o local de algum armário um uma área de pouca utilização. Quanto à forma, o conjunto de prateleiras, araras e gavetas já são suficientes para iniciar essa concepção.

A arquiteta Marina Carvalho, à frente do escritório que leva o seu nome, compartilha sua experiência de realizar, em seus projetos, closets e sapateiras que foram adicionados nos ambientes de forma discreta e eficiente, atendendo a necessidade dos moradores. “Nem toda casa dispõe de um cômodo que pode ser utilizado apenas para roupas e sapatos. Nestes casos, um closet pequeno pode ser solução para armazenar as peças. Além disso, é totalmente possível elaborar um espaço viável e dentro da proposta decorativa do imóvel”, destaca.

Para quem está com dificuldades para definir o espaço e a forma para montar seu closets e sapateiras, acompanhe as dicas pautadas em projetos executados por Marina e a também arquiteta Cristiane Schiavoni:

1) Closet atrás da cabeceira da cama

closets e sapateiras
Utilizando bem cada centímetro desse quarto de solteiro, a arquiteta Marina Carvalho criou um pequeno closet atrás da cabeceira da cama. O painel ripado e vazado esconde o local onde são guardadas as roupas e garante mais privacidade para o morador na hora de provar alguma peça | Fotos: Evelyn Müller

No dormitório desse apartamento, a profissional Marina Carvalho encontrou um bom espaço para inserir o closet. Ao invés de executar uma cabeceira de cama comum, a arquiteta encontrou uma solução que funciona tanto como painel, bem como ‘separa’ o quarto do pequeno closet. Para tanto, ela utilizou um MDF fendi, com ripas vazadas de 2 cm de altura e 1 cm de espaçamento, para garantir a privacidade do closet.

Na parte dos armários e gavetas, tudo está muito bem dividido para manter a organização do local. E para aproveitar cada centímetro desse closet, Marina teve uma boa ideia em relação às portas. “Por aqui, uma parte da estrutura não possui portas e, na outra, inserimos portas de correr com espelho para que o morador pudesse se enxergar de corpo inteira e avaliar o que vai vestir”, explica.

2) Sapateira discreta

closets e sapateiras
Assim como os closets, as sapateiras também podem ser criadas em espaços que, a priori, não seriam ocupados. No caso de quarto de casal, Marina Carvalho concebeu a sapateira na entrada, colaborando assim para a higiene e a organização do ambiente | Fotos: Evelyn Müller

Já neste projeto, Marina Carvalho promoveu o bom uso da entrada do quarto para executar uma sapateira que foi disposta em frente ao closet dos moradores. Para otimizar o espaço e deixá-lo mais compacto, o móvel conta com portas de correr e a divisão das calçados que ficam separados do armário de roupas por conta da higiene. Segundo a arquiteta, ter uma sapateira em casa proporciona praticidade e organização, acomodando os sapatos de forma adequada. “Uma dica é eleger prateleiras de alturas diferentes que recebem tanto os modelos mais altos como os menores. Essa disposição facilita, inclusive, a decisão e a localização do calçado que melhor combina com a roupa”, sugere.

3) Closets com sofisticação

closets e sapateiras
Closet pequeno não é sinônimo de simplicidade: o projeto pode sim receber um toque de elegância e sofisticação em seu design: neste dormitório, Marina Carvalho adicionou elementos que valorizam o projeto, como as portas de vidro espelhado. Além disso, a distribuição de nichos e prateleiras propiciaram maior usabilidade no dia a dia dos moradores | Fotos: Evelyn Müller

Um ótimo exemplo de aproveitamento de espaço é esse closet, de apenas 6 m², que foi planejado pela arquiteta Marina Carvalho dentro de um dormitório de casal. Sem portas nos nichos e prateleiras, a estrutura com tudo à mostra simplifica a visualização das peças. Porém, é possível fechá-lo devido à instalação das folhas de correr com vidro translúcido, que tem o papel de isolar o ambiente sem totalmente desconectá-lo do ambiente.

Por se tratar de um espaço fechado, a iluminação, além de necessária, é um dos pontos fortes desse closet. Outro ponto a ser exaltado é o conforto: dentro dele, o tapete gostoso para ficar descalço e o pufe tornam o momento do vestir ainda mais prazeroso.

4) Closets aliado à marcenaria 

closets e sapateiras
A marcenaria é uma grande aliada para compactar o espaço e proporcionar organização. Neste closet projetado pela arquiteta Cristiane Schiavoni, cada peça fica no seu devido lugar| Fotos: Evelyn Müller

A arquiteta Cristiane Schiavoni, à frente do escritório que leva o seu nome, também possui, em seus projetos, closets compactos e práticos. No caso deste espaço, ela priorizou a organização – premissa que não pode faltar nesses projetos. Para que tudo ficasse bem-organizado, a solução foi investir na execução de uma marcenaria que abriu espaços certinhos para cada necessidade.

Com modulações de alturas diferentes de cabideiros que combinam com o estilo de roupas usadas pelos moradores, o closet contempla ainda nichos para acessórios, gavetas para as peças menores e até mesmo uma penteadeira. “A contratação de um profissional de arquitetura é muito importante nestes casos, pois com a nossa concepção, fica mais fácil não ter a bagunça tão ‘normal’ em closets e guarda-roupas”, alerta Cristiane. 


Aproveite e confira:


5) Sapateira no hall de entrada 

closets e sapateiras
A sapateira pode estar em qualquer ambiente dentro do lar. Neste apartamento, ela ficou situada hall de entrada para que os moradores não caminhem pelos cômodos com os sapatos que acabaram de chegar da rua. Marina Carvalho encontrou uma solução para que o móvel fizesse parte da área social de forma discreta | Fotos: Evelyn Müller

A sapateira deste apartamento fica em um ponto estratégico, bem na entrada. Para não chegar da rua e andar com os calçados dentro de casa – mantendo a higienização –, Marina Carvalho teve a ideia de instalar esse móvel no hall de entrada. De acordo com a arquiteta, o maior desafio foi, justamente, pensar como inserir a sapateira em um espaço minúsculo do apartamento. Neste caso, ela produziu uma sapateira escondida no armário da sala. Compacta, foi revestida com lâmina no tom goiaba, possuindo 2,25 m de altura, 1,50 m de largura e 40 cm de profundidade. “Tirar os sapatos antes de entrar em casa é um pedido bem recorrente dos nossos clientes, antes mesmo desse assunto ganhar força com a pandemia. Neste projeto, encontramos um local ideal para que os moradores conseguissem guardar os calçados antes de entrar na área social do apartamento”, finaliza.  

close