O que acontece durante o parto, saiba mais!

http://angiomedi.com.br/angio/cuidados-para-evitar-trombose-durante-gravidez-e-pos-parto/

O parto é o ápice da gestação, todo o corpo da mulher e do bebê se preparam para esse grande momento e então quando a hora tão esperada chega mil dúvidas surgem nas futuras mamães. Pensando nisso reunimos aqui um mini roteirinho do que irá acontecer, para que você saiba o que esperar desse grande momento.

Alguns sinais de que o trabalho de parto iniciou:

  • Contrações regulares: antes mesmo do trabalho de parto ativo, é possível se ter contrações mas elas geralmente são pouco frequentes e irregulares, podendo ser indolores ou não. No entanto durante o trabalho de parto ativo elas são progressivas, frequentes e seguidas de dor, se o intervalo estiver de 10 em 10 minutos entre uma contração e outra pode procurar um hospital;
  • Expulsão do tampão: é a eliminação, pela vagina, de um muco gelatinoso, rosado ou acastanhado, a sua expulsão pode ocorrer dias ou horas antes do parto;
  • Rotura da Bolsa: que é a saída do líquido amniótico pela vagina, devido à rotura das membranas que envolvem o bebê. Pode sair lentamente ou de repente, em grande quantidade. Normalmente, é clara e transparente. Quando isso ocorrer, dirigir-se ao hospital mais próximo o mais breve possível.

Com o trabalho de parto iniciado agora vamos para as etapas do parto em si, que é constituído basicamente por três estágios: dilatação, expulsão e dequitadura.

Dilatação

O colo do útero, por onde o bebê irá passar começa a se dilatar, podendo chegar até 10 centímetros, as contrações vão se tornando cada vez mais regulares e próximas, podendo durar até um minuto e meio cada e em intervalos de dois em dois minutos ou três em três minutos. É portanto o período mais demorado do trabalho de parto, podendo durar de 12 a 16 horas.

Quando estiver deitada, procure se virar para o lado esquerdo, para facilitar uma melhor oxigenação do feto. Durante a contração deve se inspirar pelo nariz e expelir o ar pela boca. Quando a contração terminar, inspire e expire profundamente. No intervalo das contrações relaxe e respire normalmente.

Nessa etapa caminhar ajuda a aliviar as contrações, veja com a enfermeira que tipo de exercícios você pode fazer para ajudar a aliviar as dores das contrações.

Expulsão

Começa quando a dilatação estiver completa podendo demorar de 20 a 40 minutos no primeiro filho. O bebê desce ao longo da bacia e acaba por sair para o exterior através da vagina e da vulva. A cada contração o bebê irá descer pela sua bacia, quando a cabeça do bebê estiver chegando na sua vagina o médico irá anunciar o “coroamento”, é possível que quando a cabecinha do bebê estiver saindo pela sua vagina o médico peça para você parar de fazer força, isso ocorre para que o bebê nasça devagar evitando lacerações. Pode ser necessário realizar um pequeno corte no períneo (espaço entre a vagina e o ânus), para facilitar a saída do bebê e evitar “rasgaduras” perineais ou do ânus.

A sua ajuda na fase de dilatação é essencial portanto procure seguir as instruções que lhe são dadas. Em cada contração, inspire profundamente e, depois, não deixe o ar sair enquanto faz força. A seguir, expire. Aproveite o intervalo entre as contrações para relaxar e recuperar as forças.

Importante: Se você receber anestesia peridural, não sentirá mais as contrações vindo, e ela é o sinal para que você faça força, auxiliando a expulsão do bebê. Portanto é muito importante que peça ao médico ou à enfermeira obstetriz para lhe dizer quando deves fazer força, auxiliando o parto.

Dequitadura

Depois do nascimento do bebé, a placenta e as membranas que envolveram o feto saem por si (se não saírem, o médico irá tirá-las). Portanto permita se necessário que massageiem a sua barriga para ajudar a placenta a desprender-se do útero. O médico vai examinar com atenção a placenta e a bolsa para ver se não ficou nada dentro do útero. Também vai apalpar seu abdômen para verificar se o útero está se contraindo, a fim de conter o sangramento no local onde a placenta estava.

Se houve necessidade de se cortar o períneo durante o parto, então após a saída da placenta será necessário realizar a sutura do corte. Não se preocupe não irá doer porque a zona estará anestesiada. Após o parto, fique deitada de barriga para cima.

Após todo esse processo é natural que você esteja cansada por todo o esforço do trabalho de parto, portanto aproveite que o bebê irá com o papai para o banho e primeiros cuidados e descanse um pouco. Pode ser que você esteja faminta e com muita sede, não há problemas em se alimentar depois do trabalho de parto normal (na cesárea é necessário jejum).

O colostro já irá descer para a primeira mamada do bebê, não se preocupe!

Aproveite e curta todos os momentos ao lado do seu filhote.

Veja mais itens relacionados a parto:

Parto, como saber se estou em trabalho de parto

Parto em casa porque essa foi a escolha de Gisele Bundchen

Veja como o pai pode ajudar no pós parto

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários