9 erros mais comuns de pais de primeira viagem – imperdível!

0
8
erros de pais de primeira viagem
Imagem: Blog Grão de Gente

Você é mãe ou pai de primeira viagem? Confira essa lista de erros mais comuns que nós como pais de primeira viagem costumamos cometer e previna-se!!

1.Comprar muitas fraldas RN

Não adianta estocar fraldas RN, pois bebês crescem muito rápido e você corre o risco de ficar com um estoque gigante de fraldas que não irá mais usar. O ideal é utilizar as calculadoras de fraldas para ver aproximadamente quantas fraldas de cada tamanho você irá precisar. As fraldas RN sem dúvida são as menos usadas, pois o padrão do tamanho da fralda RN é até 3,5kg então imagina que se o seu bebê nascer com mais de 3,5kg a chance de ele usar RN é quase nula, provavelmente ele irá usar o tamanho P direto, ou mesmo que o bebê nasça com menos de 3,5kg eles ganham peso muito rápido nos primeiros meses, então talvez você use por apenas 2 ou 3 semanas, não justificando um grande estoque de fraldas RN.

2. Decorar o quarto do bebê com muitos itens

Primeiro filho, a gente quer decorar até o teto, é tanta coisa bonita que na dúvida a gente pega tudo… mas pensar apenas com o olhar do que é belo não é suficiente nesse caso, pois não estamos decorando nossa sala, mas o quarto de um bebê que recém está chegando ao mundo, e para ele TUDO a sua volta já será em demasia, então quanto mais coisas colocamos no quarto do bebê mais estímulos visuais e sonoros ele irá ter, e isso pode acabar prejudicando seu sono e seu descanso, pois bebês precisam de um ambiente tranquilo para se desenvolver, então a regra de ouro é: Menos é MAIS, escolha poucos itens, eles com certeza serão melhor aproveitados.

3. Excluir o pai da rotina

Outro erro muito comum entre mães de primeira viagem, é que tendemos a achar que só nós sabemos o que é melhor para o bebê, que os pais por fazerem diferente de nós, estão fazendo “errado”, e tendemos a excluir o pai da rotina, não deixando ele participar dos cuidados com o bebê e consequentemente nos sentimos sobrecarregadas.

Bom, nessa situação a primeira coisa a ser dita é: INCLUA o pai na rotina, e não é porque ele faz diferente de nós que o jeito dele é errado, não é errado, só é diferente, somos pessoas diferentes, e logo pensamos diferentes em situações diversas e o mundo precisa dessa pluralidade de idéias para se desenvolver, bem como a criança precisa ter contato com formas diferentes de agir, pensar e ver o mundo, para que ela possa se desenvolver adequadamente. Nós mães temos a tendência a superproteger os bebês, mas eles precisam dos pais tanto quanto das mães, quanto mais cedo entendermos isso mais tranquilo será nosso ambiente familiar.

4. Não descansar

Não somos mulheres maravilhas, mas as vezes achamos que somos, achamos que damos conta de tudo, e vamos fazendo enlouquecidas todas as coisas, até que chegamos ao ponto de exaustão, aonde estamos super cansadas e super estressadas e acabamos percebendo que realmente não damos conta, e tudo bem não precisamos dar conta de tudo mesmo!

A rotina com um bebê muda muito a nossa vida, então o segredo é viver um dia de cada vez, e aprender a relaxar, a descansar, a levar a vida de forma mais leve. Nós precisamos de um tempo para nós, precisamos dormir quando o bebê dorme, precisamos ler um livro, tomar um banho relaxante, precisamos de uma pausa na rotina incansável dos primeiros meses, para justamente recarregarmos as baterias e podermos cuidar do bebê. O que mais o bebê precisa nos primeiros meses é de uma mãe bem, e equilibrada, e para isso precisamos cuidar de nós mesmas em primeiro lugar e não em último.

5. Ficar se comparando

É muito comum cairmos no erro de ficarmos nos comparando ou comparando nosso filhos com os filhos das outras mães. É um erro grave, porque cada filho é um filho, cada bebê um bebê, não tem como comparar. A comparação acaba atrapalhando e trazendo peso sobre nós e sobre nossos filhos, do tipo: ” o filho da fulana já tá falando e o meu bebê ainda não”, essa situação pode acabar nos frustrando e começamos a achar que nossos filhos tem problemas, ou começamos a pressionar nossos filhos para alcançarem as conquistas dos outros. Lembre-se cada criança tem seu tempo para se desenvolver.

erros de pais de primeira viagem
Erros de pais de primeira viagem. Imagem: Blog Grão de Gente

6. Manter a casa escura e em silêncio quando o bebê dorme de dia

Geralmente a partir de um mês e meio o bebê já começa a diferenciar o dia da noite, portanto é importante que ele associe a escuridão e o silêncio com a noite, e que durante o dia a casa tem claridade e movimento. Você pode diminuir o ritmo nas sonecas durante o dia, do tipo, diminuir um pouco a claridade para a criança relaxar, diminuir os ruídos altos como TV ligada, som ligado, barulho de aspirador, etc. mas não deve fazer silêncio absoluto justamente para que ele entenda que é dia ainda, e para que possa deixar o sono profundo e longo para a noite.

7. Achar que toda vez que a criança chora é porque está com fome

O choro do bebê é sua linguagem, portanto para se comunicar ele chora. Se ele está com fome ele chora, se está com sono ele chora, se está com dor ele chora, se está cansado ele chora, se está com a fralda suja ele chora, ou seja ele chora por todo e qualquer evento que ele queira ou sinta.

E um erro muito comum em pais de primeira viagem é achar que toda vez que ele chora é porque está com fome e portanto quer mamar e não é bem assim, então quando o bebê chorar principalmente se você amamentou a pouco tempo, verifique outras possibilidades antes de ofertar novamente a amamentação. Pode ser que o choro seja uma fralda suja, ou cólicas, ou sono, aos poucos a gente vai conhecendo a “linguagem” do nosso bebê e vamos conseguindo diferenciar seus chorinhos.

8. Achar que o bebê sabe dormir sozinho

Bebês precisam aprender a fazer todas as coisas desde as mais simples até as mais complexas, ou seja eles precisam aprender a mamar, a comer, a falar, a engatinhar, etc… e a mesma regra vale para aprender a dormir. Eles precisam de uma boa rotina de sono, para crescerem e se desenvolverem adequadamente. Portanto comece cedo a estabelecer bons hábitos de sono no seu bebê, fará bem para ele e para você.

9. Se exceder no enxoval

Comprar mais itens do que realmente precisa é um grande erro dos pais de primeira viagem. Muitas vezes por falta de informação e impulsionados pelas muitas opções acabamos nos excedendo nos itens do enxoval. O melhor a fazer é buscar bastante informação antes de montar o enxoval, e ir comprando apenas itens essenciais, e que se encaixam na rotina de sua família. Muitos itens podem ser adquiridos depois do bebê nascer caso sejam necessários, não há problema nenhum nisso.

Para te ajudar na lista do enxoval do bebê acesse:

Gostou dessa lista de erros mais comuns de pais de primeira viagem? Tem mais algum pra compartilhar com a gente?