Aparelho ortodôntico transparente: Uma forma mais confortável das crianças tratarem seus dentes

Ter os dentes alinhados e bonitos é uma tarefa que depende tanto do cuidado cotidiano, como de tratamentos estéticos odontológicos, pois há fatores genéticos que influenciam no alinhamento da arcada dentária. No âmbito da ortodontia, por exemplo, ultimamente há um crescimento do uso do aparelho dental transparente.

O aparelho dental invisível se tornou uma referência por entregar um tratamento um pouco mais confortável que o aparelho metálico, além de oferecer um tempo menor para que os resultados pudessem aparecer, reduzindo o impacto estético no tratamento.

Consequentemente, os aparelhos dentarios transparentes começaram a ser usados em alguns casos para o tratamento em crianças e adolescentes que possuem problemas ortodônticos gerais, por diversos motivos.

Apesar disso, muitos pais ainda têm dúvidas quanto ao tratamento e se podem ser usados com sucesso neste público.

No presente artigo entenderemos o que é o aparelho invisível, os benefícios de usá-lo, em que situações crianças podem usar e seus benefícios, entre outros assuntos pertinentes acerca deste tratamento. 

O que é aparelho dental invisível?

aparelho ortodontico transparente
Imagem: https://br.freepik.com/

Os aparelhos ortodônticos são um dos mais conhecidos tratamentos odontológicos, principalmente por atuarem de forma eficiente sobre os dentes desalinhados.

Além de casos com dentes desalinhados, essas estruturas atuam na correção de mordida torta e dentes que estão encavalados.

Os mais conhecidos aparelhos são os chamados aparelhos ortodônticos metálicos, feitos com aço inoxidável e são fixos nos dentes, sendo apertados ou afrouxados ao longo do tratamento.

Por serem fixos, afetam diariamente a estética visual do rosto da pessoa, sendo um tratamento muito conhecido por seu aspecto de “sorriso metálico”. 

Os aparelhos metálicos possuem um tempo de tratamento que varia conforme a demanda, mas geralmente ocorrem em prazos de 2 a 3 anos.

Inclusive, a medicina odontológica com o intuito de diminuir o tempo de tratamento e permitir que o visual do tratamento fosse menos invasivo, desenvolve constantemente sua tecnologia, proporcionando novas estruturas como o chamado aparelho dental invisível.

Do mesmo modo, ocorre em outros procedimentos, como a colocação da lente de contato dental, visto que o desenvolvimento possibilitou a fabricação de finas películas que também podem contribuir com o alinhamento dental, além de melhorar suas dimensões e coloração.

Retornando aos aparelhos, esses modelos invisíveis também são chamados alinhadores e são estruturas móveis, sendo mais flexíveis no uso cotidiano, principalmente melhorando a limpeza e o momento da alimentação, o que se mostra bastante vantajoso para o público mais novo.

Isso porque os aparelhos metálicos também são estruturas mais complexas e que podem causar desconfortos, sendo compostos por:

  • Fios;
  • Tubos;
  • Bandas;
  • Bráquetes
  • Borrachinhas.

Já o alinhador transparente é feito com materiais translúcidos, entre os quais podemos citar o termoplástico ou mesmo resinas de poliuretano.

Alguns dentistas só indicam o aparelho dental transparente para adolescentes ou adultos, justamente por serem móveis e precisarem de um pouco mais de atenção e disciplina no uso.

Entretanto, existem alguns quadros específicos e profissionais que indicam esse tratamento para as crianças, devido a facilidade de manutenção e menos incômodo ao usar – bem como a facilidade de remoção.

No tópico abaixo abordaremos em que caso as crianças podem usar tal tratamento e quais são os benefícios do uso desse aparelho.


Aproveite e confira:


A ortodontia para crianças

O hábito de ir ao dentista deve ser desenvolvido nas crianças, principalmente para garantir uma boa saúde bucal, criando adultos que se preocupam com a saúde bucal e que procuram procedimentos estéticos, prevenção e recuperação para melhorar o sorriso, como é o caso do clareamento dental.

Contudo, é preciso destacar que o acompanhamento também se mostra crucial para identificar, nos melhores momentos, possíveis ofensores da saúde bucal e qual a melhor fase para realizar cada tratamento.

Nesse contexto, um dos procedimentos mais usados nas crianças é a colocação de aparelhos dentais para alinhamento dos dentes ou para correção de mordidas.

Abaixo abordaremos dois tipos de aparelhos dentais mais usados, os aparelhos móveis e o aparelho fixo, considerando os modelos estéticos em cada classe e os tradicionais, metálicos com fios e bráquetes.

  1. Aparelho fixo

São os aparelhos mais famosos e conhecidos, principalmente por conta da sua característica, ser de metálico é composto pelos bráquetes que podem ter as cores alteradas.

São usados em maior escala e é mais comumente aplicado a partir dos 12 anos, quando há a troca completa da dentição.

Neste modelo, o dentista tem um controle maior sobre o posicionamento dos dentes ao longo do tempo e vai acompanhando a movimentação de forma mais próxima, com visitas regulares.

Ainda no modelo fixo, atualmente há a possibilidade de estruturas autoligáveis, que otimizam o tempo de tratamento, e os modelos estéticos, que contam com peças transparentes e são mais discretos.

  1. Aparelho móvel

Esse aparelho inclui os invisíveis e podem ser usados entre as crianças dos seis aos 12 anos, bem como a partir dessa idade ou ainda como contenções.

De modo geral, eles são indicados para correção da arcada tendo os seguintes objetivos como principais: alinhamento dental e problemas de mordida.

O aparelho invisível móvel para crianças visa manter e ampliar os espaços naturais dos dentes, permitindo que os dentes permanentes nasçam em uma posição adequada.

Para cada demanda pode existir um tipo de aparelho móvel indicado. Quase sempre são feitos com resina acrílica e podem incluir, dependendo do aparelho, fios de aço que se encaixam nos dentes das crianças.

Os aparelhos invisíveis são muito bons pois permitem um menor tempo para trazer resultados, que variam entre seis meses a um ano, sendo mais aplicado para adolescentes devido ao menor impacto estético e a própria velocidade do tratamento.

Assim, entendemos que existem uma série de procedimentos odontológicos que demandam acompanhamento correto, indo desde o implante dentário até o aparelho ortodôntico, e que precisam ser avaliados frequentemente para seu devido tratamento e melhora da saúde, em crianças e adultos.

Inclusive, no caso das crianças, é possível usar os aparelhos móveis tradicionais e invisíveis para se beneficiar de um menor tempo de resultados e menor impacto visual, possibilitando uma melhor flexibilização no momento do uso, como a remoção para a alimentação.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Lógica de Mercado, uma rede de conteúdos para alavancar negócios e proporcionar mais qualidade de vida e saúde.

Deixe um comentário