a importancia de ir ao dentista com seu filho

A importância de ir ao dentista com o seu filho

Toda criança cria em sua mente monstros imaginários, e eles não precisam necessariamente ter três braços e quatro olhos. 

Quanto mais nova é a criança, mais é comum ter muito medo do desconhecido e, em alguns aspectos, é possível que esses medos atinjam a saúde de nossos filhos.

Neste artigo irei reforçar a importância de ir com seu filho ao dentista, para que ele seja um grande aliado e amigo no combate ao medo do desconhecido e aos problemas de saúde bucal. 

Desvincular traumas 

Com certeza você já viu em alguma campanha de vacinação, consultório médico ou na sala de espera de um dentista uma criança chorando de medo para entrar e realizar avaliação e, se necessário, algum procedimento. 

Na maioria das vezes o procedimento é indolor, e a criança nem sequer irá sentir a vacina, ou a avaliação que será realizada pelo médico ou dentista. 

Porém, por não visitá-los com frequência, esses ambientes acabam se tornando um problema. As crianças imaginam que uma simples avaliação, terá a mesma dor que um tratamento de canal.

Ao levar o seu filho desde pequeno a um dentista, ele entenderá a importância de realizar visitas frequentes e se tornará um hábito, possuindo menores chances de rejeitar uma extração de dente, por exemplo, quando for adulto.

A orientação dada por todos os dentistas, seja de clínicas particulares ou até mesmo de convênios odontológicos, é que tanto crianças quanto adultos devem visitar um profissional no mínimo duas vezes ao ano. 

Isso porque podem surgir tártaros, cáries ou placas bacterianas que quando não são tratadas geram a gengivite, interferindo e trazendo problemas para o desenvolvimento dental do seu filho.


Aproveite e confira:


Ter o acompanhamento de um bom profissional

Desde a infância é necessário adquirir o hábito de escovar os dentes todos os dias. 

Nós pais, devemos ensinar como realizar uma boa escovação, com movimentos circulares em torno de 30 segundos em cada dente e, também na língua. Lembrando da importância de repetir após cada refeição.

Em alguns casos, quando muito nova, a criança possui dificuldade em realizar uma escovação completa, tendo problemas em usar o fio dental, aplicar a quantidade certa de pasta de dente em sua escova e a maneira certa de utilizar o enxaguante bucal. 

Ao levar o seu filho em um bom profissional, ele irá analisar se a escovação está sendo realizada de forma correta, e explicará todos os procedimentos necessário para ter uma saúde bucal em dia, como o uso adequado do fio dental, enxaguante bucal e o período certo para a troca da escova de dente.

Em uma simples conversa, o dentista já poderá orientar o seu filho no consumo dos alimentos corretos para auxiliar no cuidado diário com os dentes, evitando uma pesquisa sobre restauracao de dente quanto custa precoce. 

Análise sobre toda a arcada dentária 

Os primeiros dentes do seu filho são extremamente importantes, nesse estágio de desenvolvimento é necessário que a saúde bucal de seu filho não seja comprometida. 

Por isso, ter um acompanhamento odontológico desde a infância servirá como um guia de cuidados específicos, mantendo uma excelente higiene bucal que irá fortalecer o amadurecimento dos próximos dentes. 

Quando a criança possui dentes de leite bonitos e resistentes, os dentes permanentes nascem com uma raiz forte sobre a arcada dentária. 

Proporcionando assim uma vida livre de preocupações precoces como usar aparelho ortodôntico, extrair dentes ou até mesmo realizar uma obturação.

Como convencer meu filho a ir ao dentista? 

levando seu filho ao dentista
Dicas de como convencer meu filho a ir ao dentista? 

Em casos mais delicados, algumas crianças já possuem traumas sobre uma clínica odontológica, e aí a tarefa de levá-las a um dentista se torna mais complicada.

Por isso separamos algumas dicas que podem ajudar nessa tarefa.

O primeiro passo é: tentar entender de onde vem esse trauma, se através de algum filme de terror, alguma animação que tenha mostrado o dentista de uma forma ruim. Tudo isso é importante para conseguir encontrar a solução desse problema. 

O segundo passo é: visualizar a sua rotina e procurar entender se o ato de ir ao dentista é familiar ao seu filho.

Muitas vezes cobramos de nossos filhos atos que nós mesmos não fazemos e, se as crianças cresceram sem nos ver ir regularmente ao dentista, essa tarefa não será algo positivo. 

Funciona da mesma forma com o trabalho, se o seu filho cresce te vendo ir trabalhar, ele verá o trabalho como uma tarefa satisfatória e necessária para a evolução pessoal dele. 

Portanto, independente da situação, pense em dar exemplos positivos para os pequenos, assim será mais fácil reverter situações de maneira leve e com uma boa conversa.

O terceiro passo é: mudar a forma com que ele vê uma consulta. Isso pode ser feito de uma forma muito simples. 

Se você já tem o costume de ir à consulta regularmente, ao chegar, demonstre felicidade, fale como foi divertida a ida ao consultório, como o seu dentista elogiou os seus dentes e como você se sentiu confortável durante toda a avaliação. 

Dessa forma, aos poucos, o seu filho terá uma visão diferente, podendo aguçar a curiosidade dele em conhecer um dentista pessoalmente. 

O quarto passo é: não tentar forçar ou fazer com que essa tarefa se torne desconfortável; você pode oferecer à ele uma recompensa no caso de aceitar ser avaliado. 

Pode ser o brinquedo que ele tanto deseja, um jogo, ou até mesmo um passeio de escola com os amiguinhos.

Contudo, evite oferecer doces ou guloseimas, pois talvez após a avaliação o seu filho seja avisado sobre evitar comer doces, e você acabará não cumprindo com o que foi combinado. 

Colocando essas dicas em prática e visitando o dentista regularmente você conseguirá mudar a visão do seu filho sobre o assunto, e entender dia após dia a importância de manter a saúde bucal em dia. 

Lembre-se que um sorriso faz toda diferença, portanto esteja sempre preocupado com a saúde e o bem estar físico da pessoa mais importante da sua vida. 

Conteúdo produzido por Dayane Goes, redatora da rede Clínica Ideal. 

Deixe um comentário

close