Bebê prematuro: como é o desenvolvimento?

Bebê prematuro
Foto: Pexels

Ter um bebê prematuro é algo que pode assustar muitas mamães de primeira viagem. Afinal, só o nome já sugere que a criança não estava pronta para deixar o ventre, certo? Porém, a boa notícia é que a nossa medicina já é avançada o suficiente para cuidar de um bebê prematuro e garantir as condições mais saudáveis para o seu filho.

Por isso, é importante que você entenda como funciona o desenvolvimento de um bebê prematuro para que consiga lidar com os sinais que ele te dá. Assim, você fica mais tranquila e pode prestar atenção em todos os fatores importantes da criança.

A primeira coisa que você deve ter em mente é que os bebês prematuros não são tão sociáveis quanto aqueles que nasceram no período de 40 semanas. Afinal, eles têm menos energia e costumam gastar muito com comer, respirar, bloquear luzes fortes e outros fatores.

Assim, fica mais difícil para ele ficar desperto e interagir com a mamãe e o papai. Porém, isso não é um sinal de que ele não está se desenvolvendo e  de que não será uma criança saudável.

Caso você tente conversar com o bebê e ele vire o rosto, durma ou dê qualquer outro sinal de cansaço, não se desespere! Esse é apenas o jeitinho dele de te falar que ainda não está pronto para isso.

Por isso, preste muita atenção aos sinais abaixo:

Sinais de que o bebê ainda precisa de um tempo

  • Respiração acelerada ou pausada;
  • Dobrar o corpo como se fosse fazer cocô;
  • Pele muito pálida ou avermelhada;
  • Bocejos;
  • Soluços;
  • Tensão corporal (o bebê pode estender as pernas ou braços);
  • Movimentos súbitos e atrapalhados, como contrações e sustos;
  • Arqueamento das costas;
  • Esticar a língua para fora da boca;
  • Agitação;
  • Desviar os olhos ou virar o rosto quando a mamãe ou papai tentam falar com ele;
  • Dormir muito.

Sinais de “Estou pronto para receber informações”

  • Respiração normalizada;
  • Cor de pele estável;
  • Movimentos suaves e fluídos dos braços e pernas;
  • Olhar fixamente para rostos e objetos, reconhecendo o que está ao seu redor;
  • Adormecer e acordar tranquilamente.

Esses sinais ajudam você a identificar o tempo do seu bebê e respeitar as suas necessidades!

Por quê ocorre o nascimento do bebê prematuro?

O nascimento prematuro indica que o bebê precisou vir ao mundo antes que tivesse tempo de se desenvolver completamente. Logo, ele precisa de um pouquinho mais de tempo para desenvolver os seus órgãos internos e conseguir lidar com o nosso mundo.

Primeiramente, vamos entender o que é a prematuridade.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), uma gestação completa deve durar no mínimo 40 semanas e no máximo 42 semanas. Ao completar 37 semanas, a convenção médica já diz que o bebê está pronto para nascer. Logo, o bebê prematuro é o que nasce antes desse período ou até mesmo entre as 37 e 40 semanas de gestação.

Os principais motivos para o nascimento prematuro são:

  • Má formação ou infecções no bebê;
  • Doenças como hipertensão, diabetes e infecções na mamãe;
  • Dificuldades de nutrição do bebê por má formação placentária.

Quando ocorre alguma dessas condições, as chances de que o bebê seja prematuro são maiores.

Como é o desenvolvimento do bebê prematuro?

bebê prematuro e seu desenvolvimento
Bebê prematuro, desenvolvimento do bebê e cuidados necessários. Imagem: pexels

Antes de tudo, tenha em mente que o desenvolvimento do bebê prematuro nunca deve ser comparado com o de outros bebês. Afinal, essa condição indica que os cuidados devem ser maiores para garantir a saúde da criança.

O órgão que precisa de mais cuidados para o desenvolvimento do bebê prematuro é o cérebro. Por isso, as crianças que nascem nesse estado devem ficar na UTI para que recebam os estímulos certos para o desenvolvimento. Essas unidades de tratamento intensivo respeitam o tempo de sono do bebê, os estímulos de luz e barulho e a presença dos pais para garantir o conforto do seu filho.

O normal é que os demais órgãos se desenvolvam com o tempo. Portanto, você deve sempre manter a calma e confiar que o seu bebê será tão saudável quanto aqueles que nasceram no período considerado normal.

A equipe médica é essencial para monitorar o bebê e identificar qualquer complicação durante o desenvolvimento. Por isso, conte com os profissionais para explicarem toda a situação da criança e garantirem o conforto do seu filho!

Como os pais devem agir com o bebê prematuro?

É muito importante que os pais fiquem presentes o máximo de tempo possível. O contato com a pele ajuda o bebê a criar laços familiares, se sentir mais confortável e tranquilo, além de estimular o desenvolvimento.

Por isso, os pais devem participar da alimentação e troca de fraldas do bebê. Assim que ele puder ir para casa, é imprescindível que os pais continuem os estímulos sociais da criança. Por isso, converse, cante, leia e mantenha o contato mais próximo possível!

Agora que você já sabe identificar os sinais do seu bebê, não deixe de prestar atenção às mensagens que ele envia e cuide para que a vinda ao mundo seja tão tranquila quanto pode ser.

Ficou com alguma dúvida sobre o tema? Deixe o seu comentário no espaço abaixo para que possamos ajudá-la!

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here