Dicas para escolher a melhor cadeira de alimentação

Dicas para escolher a melhor cadeira de alimentação

cadeira de alimentação
Cadeira de alimentação. Fonte da imagem: pexels.com

A fase da introdução alimentar é uma das mais importantes na vida de um bebê, e existem acessórios que ajudam tornar esse momento muito mais versátil, confortável e seguro.

E um desses recursos é a cadeira de alimentação, que permite um bom posicionamento da criança no momento de comer e descobrir novos sabores. A escolha pela melhor cadeira de alimentação é crucial, já que é um item que irá acompanhá-la pela sua fase de crescimento inicial.

E para te ajudar nessa fase especial, separamos dicas para você saber em quais recursos ter atenção ao escolher e o que priorizar, além de apresentar os principais modelos. Vem com a gente e confira tudo!

Principais pontos para analisar numa cadeira de alimentação

O enxoval do bebê compreende muitos itens que vão dar suporte em diversas necessidades e momentos da criança. E na fase da introdução alimentar, um recurso importante é a cadeira de alimentação. Esse item facilita na hora do bebê comer, oferecendo o apoio necessário.

A introdução alimentar se inicia pelos alimentos sólidos, como frutas e papinhas, e também de líquidos, como os sucos, além de poder continuar com a amamentação. A cadeira de alimentação permite que a criança fique sentada numa posição correta e tenha acesso aos alimentos na bandeja ou mesa, e assim comece seu convívio com a família, durante as refeições.

E tudo isso gera (muita) sujeira, já que no início, o bebê se lambuza todo ao descobrir texturas, cheiros e sabores diferentes, expressando muito mais a função sensorial, do que realmente de se alimentar.

Isso deve proporcionar muito conforto e segurança, além de ajudar na praticidade do dia a dia da família. Para entender melhor, separamos os tipos de cadeiras de alimentação para você conhecer. Veja:

  • Cadeira de alimentação alta: conhecida também como cadeirão, são aquelas de estrutura apoiada no chão com longas hastes. São modelos robustos e proporcionam mais conforto. Elas possuem mais recursos de ajustes, como bandejas, assentos inclináveis, etc, e conseguem acompanhar o crescimento da criança por muito mais tempo.
  • Cadeira de alimentação de encaixe: esse modelo já é bem compacto e simples, ele fica encaixado à mesa, por meio de ganchos. Possuem poucos recursos para adaptabilidade ao crescimento, porém são ideais para espaços pequenos ou em viagens. Esse modelo não acompanha a bandeja, pois é instalado diretamente à mesa.
  • Cadeira ou assento de elevação: são opções portáteis e práticas, sendo acoplados em qualquer cadeira por tiras de fixação. Existem modelos que possuem recursos para se adaptar conforme o crescimento da criança, podendo ser utilizado apenas o assento elevado, quando a criança estiver mais grandinha e necessitar de mais mobilidade.

Dentre os modelos, a escolha vai depender do espaço disponível em sua casa, mas também do conforto e segurança que pretende adquirir com o item. Lembrando que a idade e peso do bebê também influenciam na escolha ideal.

Para quem busca mais conforto, praticidade e durabilidade, os diversos modelos funcionais de cadeirão de alimentação para bebês são perfeitos, afinal, disponibilizam mais recursos de ajustes, além de poder levar para qualquer cômodo da casa, sem precisar de uma mesa por perto. Além disso, são opções mais tradicionais do mercado, podendo ser dobráveis e adaptáveis.

Já para quem busca algo mais compacto, as cadeiras de refeição de encaixe ou de assento de elevação, pode ser uma opção mais prática. Atenção aos recursos e os modos de uso para promover a segurança, além da indicação de faixa etária.

Para te ajudar, elencamos tudo o que você deve se atentar para definir pela melhor cadeira de alimentação. Veja:

Verifique a segurança

É de extrema importância verificar a segurança que o produto disponibiliza para a criança, e assim evitar qualquer acidente. Veja os itens de segurança que a cadeirinha de alimentação deve ter:

  • Cinto de segurança (3 ou 5 pontos)
  • Assentos com laterais fechadas
  • Borrachas antiderrapantes nos pés
  • Travas de segurança nas hastes

Existem modelos que possuem uma espécie de haste de contenção localizada entre as pernas da criança, para não escapar ou escorregar, e cair da cadeira. Dependendo do modelo é outro item a se avaliar.


Aproveite e confira:


Analise o conforto e ergonomia

O assento deve ser ergonômico para o bebê, para promover uma postura adequada para as refeições. Muitos modelos dispõem regulagens, inclinações ou ajustes para personalizar conforme o tamanho da criança.

Quanto ao conforto, há modelos que possuem assentos e encostos acolchoados, que podem conferir mais bem-estar e ajudar também na ergonomia.

Confira o quanto pode ser prática e versátil

Existem modelos dobráveis e desmontáveis que tornam o dia a dia muito mais prático, principalmente para deixar a casa organizada, ou se precisar transportá-la. Também há opções bem versáteis, como os itens que podem ser utilizados como cadeira de descanso, ou ainda, os itens com inclinações funcionais com diferentes alturas.

Observe a adaptabilidade disponível no item

É natural o bebê crescer e se desenvolver, não é mesmo? O legal é que existem modelos que conseguem acompanhar diversas fases, com regulagens nos cintos de segurança, ajustes de altura e bandeja, encosto removível, e muito mais.

Aposte em itens com opções extras

Há opções desde os modelos mais simples até aqueles funcionais super elaborados, com características muito úteis como apoio para pés, bandeja regulável e dupla, haste de contenção, alça para facilitar o transporte, entre outros.

Gostou de entender mais sobre como escolher a melhor cadeira de alimentação? Aproveite e busque pelo item que considere o mais funcional para sua realidade e necessidades. Compartilhe esse artigo com seus amigos e ajude eles também a escolher o melhor item para seus filhos!

Deixe um comentário

close