Desmame conduzido – O que é, e como fazer? (dicas imperdíveis)

dicas de como fazer o desmame gentil
Imagem: (Giselleflissak/Thinkstock/Getty Images)

Amamentar é com certeza um ato de amor pois amar é uma escolha, e parar muitas mães o início da amamentação pode ser muito desafiador ou até mesmo todo o processo, não são todas as mães que sentem um imenso prazer e mesmo assim prolongam a amamentação até o máximo possível pois entendem a importância tanto nos sentidos nutricionais quanto emocionais.

E assim como é certo de a amamentação é muito benéfica para mãe e bebê, o fim desse processo também é e não precisa ser violento ou usar de inverdades numa relação que até aqui foi pautada no amor e no carinho.

O que é desmame conduzido?

É aquele em que parte de uma decisão da mãe, e a criança é envolvida e acolhida durante todo o processo.

O desmame natural por parte da criança pode acontecer por volta dos 4 a 6 anos de idade, sabendo dessa informação entendemos melhor porque o desmame é uma decisão da mãe.

Para participar do processo, entender os combinados, as histórias que podem ser contadas como uma das ferramentas para preparar a criança para esse momento, o ideal é que ela esteja com 15 meses, além de ser uma idade em que independente do método de introdução alimentar já está se alimentando de outros alimentos e a retirada do leite como fonte nutricional, não será um problema.

Para iniciar o desmame a mãe precisa decidir, não ser levada ou indicada a iniciar pelo pediatra, nutricionista do filho, professora, companheiro ou pai da criança, sua própria mãe e etc.

A mulher consultando os seus próprios limites, desejos e necessidades percebe que quer finalizar essa fase de evolução no relacionamento com seu filho.

È claro que neste momento, muitos sentimentos são confusos, o desejo de encerrar a amamentação, pode trazer sentimentos da nossa criança ferida e quando tudo isso se mistura em nossa mente e coração pode ser difícil tomar uma decisão, por isso, peça ajuda.

Converse com suas amigas, conversas livres de conselhos ou opiniões e cheias de empatia e amor, se necessário procure ajuda de profissionais ou atividades terapêuticas que te ajudem a lidar com os conflitos que podem surgir.

Mas não inicie um processo de desmame se você não quiser ou não se sentir segura.

Confira também:

Fim da livre demanda:

Amamentar não é somente dar o seio, exige muitas outras doações – como não vestir uma roupa por não ser possível amamentar ou ter que se retirar de uma roda de conversa se não se sente bem amamentando naquele lugar, e tantas outras coisas que temos que pensar e viver durante esse período.

Se você está na fase de pesquisar sobre o desmame, ainda está ganhando a segurança necessária e sente muito cansaço ou incômodos como esses que citamos acima, retirar a livre demanda, pode te dar um respiro.

Limitar as mamadas apenas em casa e em horários específicos do dia por exemplo: ao acordar, antes da soneca e a noite. De acordo com sua rotina e sua família, pense em quais lugares ou horários que seria possível.

Você já sabe os momentos e os locais de preferência do filho para mamar, então pensando e considerando isso, converse com ele e explique durante uns dias:

  • Que agora ele já come vários alimentos deliciosos e também pode beber várias coisas gostosas e não precisa do mama a toda hora e que você também prefere dar mamar pra ele em tais lugares e horários. Quando ele pedir pra mamar fora desses lugares por exemplo: você definiu em casa e vocês estão no parquinho, você pode dizer: Para mamar teremos que ir embora e deixar essa brincadeira, vamos brincar mais um pouco e depois podemos ir pra casa. Coisas do tipo, que o ajudarão a se distrair e esperar o momento de mamar.

Algumas considerações para iniciar o desmame:

Dicas de como fazer o desmame.
Dicas sobre desmame. Imagem: Blog Grão de Gente

Para iniciar o desmame é preciso ter em mente alguns pontos:

Planejamento prévio:

  • Será um período de transição para toda família, então é importante escolher com cuidado a data do início.
  • Decidir se iniciará pelo desmame diurno ou noturno.
  • Considerar a fase de desenvolvimento da criança tanto fisiológica como emocional: pico de aceleração de crescimento, angústia de separação, nascimento de um irmãozinho, volta ao trabalho da mãe, início na escolinha, são exemplos.

Cada família é única, é preciso entender a necessidade dessa, e considerar no momento do planejamento.

Desmame Noturno:

A maioria das mães querem iniciar pelo desmame noturno para melhorar a qualidade do sono e depois com mais disposição poder pensar no desmame total.

Para realizar o desmame noturno o ideal é que tenha outro adulto que possa apoiar a criança com a mãe durante as vezes que acordar a noite, no entanto é possível a mãe fazer sozinha.

Uma semana ou o tempo que achar necessário antes do início do processo do desmame você pode iniciar a leitura de um livro de apoio (Indicamos os livros da coleção ‘Conto com você’, tem os os livros “Mamar quando o sol raiar” e “Tchau, tetê”) ou inventar uma história que conte para o seu filho toda sua trajetória de amamentação até aqui e que agora ele precisa dormir a noite toda para repor a energia, e o tête (ou o nome que ele chamar) também precisa descansar, e que ele só vai mamar novamente quando amanhecer (use alguma expressão que seja comum na sua família para diferenciar o dia da noite).

Deixe claro que você estará sempre disponível pra ele durante a noite, somente o tetê que precisa descansar.

Quando ele acordar, você ou a pessoa que for até ele vai explicar, que como a história que ele vem ouvindo ele vai mamar quando amanhecer.

Ofereça água pra criança quando ela acordar, pois como ela já tinha o hábito de mamar ela pode sentir sede.

Não é interessante oferecer alimentos, para não causar muita distração que podem despertar ainda mais a criança e criar outro hábito que precisará tirar mais pra frente.

Se achar que é interessante, podem comprar um copo ou garrafa especial, para usar somente durante a noite.

Desmame diurno e desmame total.

Se você já retirou a livre demanda e seu filho tem locais específicos para mamar mas ainda não estabeleceu os horários para iniciar o desmame diurno estabeleça esses horários, como exemplificamos acima e com o tempo uma mamada por vez será retirada, até que não reste mais nenhuma.

Quando ele pedir para mamar fora desses horários, oferte outras atividades, brincadeiras coisas diferentes do normal e diga qual é a próxima mamada.

Se ele insistir muito e você preferir dar mamar, pode dizer que será somente enquanto canta uma musiquinha ou durante 10 segundos e conta em voz alta.

E vai firmando os limites e combinados, entre vocês.

Durante o processo de desmame você nunca oferecerá o peito, se uma ou mais mamadas passar, será um ótimo indício de qual mamada será possível retirar.

A medida que perceber que o seu filho está pronto, vá substituindo a mamada que é mais esquecida por outra coisa, lembre-se que o desmame é um processo de ressignificação do relacionamento entre mãe e filho e vocês devem encontrar novas atividades e tarefas para fazerem juntos.

Independente se a última mamada acontecer durante o dia ou durante a noite, quando chegar o dia de retirar a última, comece a encorajar o seu filho de que ele está crescendo e comemorem muito a última vez.

Conclusão:

Seu filho está crescendo e desmamar é um marco em seu desenvolvimento, por isso não há nenhuma dica ou técnica que evite que seu filho chore ou que passe sem sentir por esse período.

Todas as ferramentas: livros, histórias, as músicas cantadas para encurtar as mamadas, e as dicas irão te auxiliar, mas não excluem o fato de que vocês estão amadurecendo a relação e que exige um investimento de energia de ambos tanto física quanto emocional.

É importante estar segura para ter recursos emocionais para acolher o choro do seu filho e os seus também. No meio do processo seja do desmame parcial ou total haverá momentos em que ele pode precisar chorar para elaborar tudo que está vivendo, e o seu papel e dos outros cuidadores é apoiá-lo, estar presente com ele, dando todo o seu amor e acolhimento.

Texto por Cilaine Araujo – Irmães maternidade e transformação Instagram: @irmaesmt e linktr.ee/irmaesmt

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here