Dicas de Livros Infantis sobre o Uso Consciente de Telas

Vivemos em uma era digital, na qual as telas estão cada vez mais presente em nossas vidas. No entanto, o uso excessivo de celulares, tablets, computadores e outros dispositivos eletrônicos pode trazer consequências negativas, especialmente para as crianças em fase de desenvolvimento.

O tempo excessivo em frente às telas pode afetar diversos aspectos da vida das crianças, desde o desenvolvimento cognitivo até a saúde física e emocional. Alguns dos malefícios mais comuns incluem:

  1. Prejuízos no Desenvolvimento Cognitivo: O uso em excesso de telas pode prejudicar a capacidade de concentração, memória e habilidades linguísticas das crianças.
  2. Impactos na Saúde Física: O sedentarismo associado ao tempo excessivo em frente às telas pode levar a problemas de saúde, como obesidade, problemas de visão e distúrbios do sono.
  3. Riscos para a Saúde Mental: O contato constante com conteúdos inadequados ou o uso indiscriminado das telas pode contribuir para o aumento da ansiedade, depressão e dificuldades de relacionamento social.

Para ajudar os pais a abordarem esse tema delicado com seus filhos, selecionamos três livros infantis que tratam do uso saudável das telas:

  1. Ah, se Graham Bell falasse – da autora Viviane Viana
Imagem: Sou Mãe

O livro infantil “Ah Se Graham Bell Falasse” mergulha em um universo encantador onde a autora, por meio de uma linguagem acessível, cativa a atenção das crianças para um tema crucial nos tempos atuais. A obra destaca de forma brilhante os momentos em que o celular é utilizado de maneira inadequada, desviando a atenção dos personagens de situações significativas como conversas, aprendizados e momentos especiais, levando-os a uma desconexão do mundo real ficando grudados na tela do celular.

Durante a narrativa, a autora ilustra diversas situações em que os personagens se tornam reféns das telas de seus celulares, perdendo oportunidades valiosas de interação e vivências enriquecedoras. Ao mostrar esses exemplos de forma sensível e envolvente, o livro instiga as crianças a refletirem sobre o impacto do uso excessivo da tecnologia em suas vidas e nas relações interpessoais.

Além disso, no final do livro a autora compartilha uma curiosidade fascinante sobre Alexander Graham Bell, o visionário inventor do telefone. Apesar de se orgulhar de sua invenção e do poder de comunicação que ela proporcionava, Bell optou por não instalar um telefone em sua sala de estudos, buscando assim preservar sua concentração e foco nas atividades intelectuais.

Assim, “Ah Se Graham Bell Falasse” não apenas diverte e educa, mas também convida crianças e adultos a uma reflexão sobre a presença equilibrada da tecnologia em suas vidas, destacando a importância de valorizar os momentos offline e a conexão genuína com o mundo ao nosso redor.


2. Mania Eletrônica – da autora Mirian Montanari Grudtner

Imagem: Sou Mãe

“Mania Eletrônica” é um livro que explora as transformações nas brincadeiras infantis ao longo do tempo. Havia uma época em que meninos e meninas se reuniam alegremente para jogar bola e pular corda, seja na escola ou com os amigos da vizinhança. No entanto, uma mudança sutil começou a afetar esses encontros alegres: as brincadeiras ao ar livre deram lugar a horas a fio diante de telas eletrônicas.

A narrativa nos apresenta a um grupo de amigos inseparáveis que, curiosamente, começaram a se distanciar dos jogos tradicionais. Intrigado com essa mudança, um dos amigos decide investigar o motivo desse afastamento. Sua descoberta é um tanto quanto previsível, porém preocupante: todos estavam hipnotizados por vídeo games, televisões e computadores.

A história se desenrola em torno do dilema central: será que esses amigos conseguirão redescobrir a alegria das brincadeiras coletivas, ou será que a sedução das telas eletrônicas os manterá isolados em seus próprios mundos? “Mania Eletrônica” é um convite à reflexão sobre o impacto da tecnologia nas interações sociais e no desenvolvimento infantil.


3. A fabulosa máquina de amigos – do autor Nick Bland

livros infantis sobre o uso de telas
Imagem: Sou Mãe

“A Fabulosa Máquina de Amigos” é uma encantadora história ambientada em uma fazenda, onde os personagens são animais que cativam o público infantil. Este livro não é apenas um sucesso entre as crianças por suas figuras coloridas e aventuras, mas também carrega uma mensagem importante sobre o uso consciente do celular.

A trama gira em torno de uma simpática galinha que descobre o mundo dos celulares. Fascinada, ela percebe que o dispositivo parece ser uma ferramenta incrível para fazer novos amigos. No entanto, à medida que a história se desdobra, surgem questionamentos sobre a autenticidade dessas novas amizades. Será que amigos virtuais podem substituir as interações face a face com amigos reais?

Este livro serve como um alerta lúdico e reflexivo para os pequenos leitores sobre os perigos de substituir amizades reais por conexões superficiais na internet. Com uma narrativa envolvente, “A Fabulosa Máquina de Amigos” convida as crianças a refletirem sobre quem são seus verdadeiros amigos e o valor das relações humanas autênticas.


Aproveite e confira:


Deixe uma resposta

close