Hora de fazer o Chá de bebê. Vale a pena fazer um?

Olha, essa é uma pergunta que deve ser feita e muito raciocinada. Você precisa avaliar essa questão por dois lados, o emocional e o prático.

Do ponto de vista emocional, o chá de bebê marca a reunião de pessoas queridas, que querem comemorar a chegada do bebê que é muito especial para eles como é para vocês. Do ponto de vista prático, é uma festa. E como todas as festas, dá muito trabalho e também representa uma despesa que pode comprometer as finanças da família que já está está aumentando. Por isso, é preciso ponderar.

Esses são os principais argumentos que usamos para convencer o marido e a nós mesmas de que é preciso fazer um chá de bebê. Vamos refletir juntas?

O carinho das pessoas queridas

Se este é o seu principal argumento, saiba que seu filho(a) vai receber o carinho das pessoas queridas durante toda a gravidez, seu nascimento e primeiros dias de vida. Todos visitarão e trarão muitas alegrias para a nova família.

Você pode abrir mão do chá de bebê, e investir nas lembrancinhas de recém-nascidos, em um álbum de fotografias de qualidade que acompanhe os primeiros anos de vida do seu bebê e até em uma poupança em nome dele para as futuras festinhas e presentes especiais.

Falando em visitas, se você tem um amigo “sem noção”, envie este post para ele conhecer a etiqueta para visitar um recém-nascido especialmente feita para um sem noção!

Seu primeiro filho teve

Mães que já tem um filho e esperam outro começam a sofrer com as comparações ainda na gestação, querem tudo igual para um filho e outro. As mães que esperam o terceiro em diante não sofrem tanto, sabe porque? Por que elas sabem que filhos são diferentes, que vivemos realidades diferentes ao longo da vida, e que principalmente, não são os bens materiais que definem a medida de amor. Não fazer a festa não significa que você ama mais o irmão mais do que o que está chegando.

Os convidados darão presentes lindos

Aquela sua tia ryca e glamourosa iria dar um presente chiquetérrimo para seu bebê se você fizesse um chá de bebê lindo. Quer saber? As pessoas que realmente estão curtindo sua gravidez vão te dar presentes do mesmo jeito, com ou sem festa. E isso não é um pensamento mesquinho seu, não se preocupe. Sabemos que uma festa incentiva as pessoas a presentearem. Mas mais surpreendente será você não fazer a festa e receber os presentes que tem realmente significado, que não são dados por mera etiqueta ou para “compensar o valor da festa”.

Fotografias para eternizar o momento

Este capítulo do álbum de fotos do bebê ficará em branco. Não exatamente, né?! Existem vários outros momentos para serem fotografados e guardados “neste capítulo”, como por exemplo seu último dia de trabalho antes da licença maternidade. Junte todas as amigas no refeitório da empresa ou em um restaurante e faça muitos clics!

Foi tão difícil conseguir chegar até aqui

Para aquelas mães que atravessaram momentos de infertilidade, dificuldades para engravidar, ou uma gravidez cheia de sintomas que ninguém contou (esses são bons, leia AQUI para se identificar com o que não te contaram sobre a gravidez!), o mínimo que elas merecem é uma festa para comemorar.

Olha, esse argumento é difícil de bater, porque se você pensar bem, vai ser uma das últimas festas em que você é o centro das atenções e a mais paparicada de todas, depois, só vai dar seu filho! Mas sabendo de toda essa batalha, não coloque em risco todo o restante que está por vir com preocupações e muito esforço físico.

Gastarei menos do que vou ganhar em presentes e/ou fraldas

Esse é o mais racional de todos os argumentos que listei aqui para você. De fato, a maioria das vezes você acaba gastando mais do que recebe em troca de presentes. E esse é um pensamento mesquinho? Muito. Mas realmente os pais enfrentarão uma mudança nos gastos familiares, estejam eles financeiramente estáveis ou não. Por isso é preciso considerar esta questão, mesmo que sem falar em voz alta que isso passou pela sua cabeça!

Talvez este seja o post dos sonhos de todos aqueles que estão tentando convencer seus parceiros a não fazerem um chá de bebê. Nas minhas duas gestações, eu pensei nisso tudo, considerei todos os prós e contras, e no final fiz e digo: valeu a pena para mim! Celebrar e unir todos aqueles que eu queria por perto, mas confesso fiquei preocupada com os gastos antes, durante e depois da festa. Você também saberá decidir, e quando decidir, pegue muitas dicas aqui no SouMãe!

chá de bebÊ vale a pena pensando

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários