Leitura em voz alta como começar

Abra as portas da imaginação: Guia para iniciar a leitura em voz alta para crianças!

Ler em voz alta para as crianças é como presenteá-las com uma chave mágica que abre as portas para um mundo de aventuras, aprendizado e fantasia. Essa prática transforma momentos simples em experiências enriquecedoras, fortalecendo o vínculo entre pais e filhos e abrindo um leque de benefícios para o desenvolvimento infantil.

Como incentivo para os pais iniciarem essa jornada com seus filhos e também aos que já iniciaram perseverarem nela, vamos ver alguns benefícios para o desenvolvimento das crianças que à leitura em voz alta traz:

Benefícios que à leitura em voz alta traz:

Desenvolvimento da fala: A leitura em voz alta expõe as crianças a um vocabulário rico e variado, aprimorando sua capacidade de se expressar e articular ideias.

Melhora da pronúncia e dicção: Através da escuta atenta, as crianças aprendem a pronunciar as palavras corretamente e a modular a voz, aprimorando sua dicção e entonação.

Enriquecimento do vocabulário: A cada história contada, as crianças são presenteadas com novas palavras, expandindo seu vocabulário e facilitando a comunicação.

Estímulo à imaginação: As histórias lidas em voz alta transportam as crianças para mundos fantásticos, despertando sua imaginação e criatividade.

Desenvolvimento da criatividade: Ao se envolverem com as histórias, as crianças são incentivadas a criar seus próprios universos imaginários, através de desenhos, brincadeiras e dramatizações.

Aumento da capacidade de abstração: A leitura em voz alta permite que as crianças desenvolvam a capacidade de abstrair e entender conceitos complexos de forma lúdica e divertida.

Momento de conexão: A leitura em voz alta cria um momento de conexão especial entre pais e filhos, fortalecendo o vínculo afetivo e a confiança mútua.

Desenvolvimento da empatia: Através das histórias, as crianças aprendem a se colocar no lugar do outro, desenvolvendo sua empatia e capacidade de compreender diferentes perspectivas.

Aprimoramento da comunicação: A leitura em voz alta estimula o diálogo entre pais e filhos, criando um ambiente propício para a comunicação aberta e honesta.

Desenvolvimento do senso crítico: As histórias lidas em voz alta permitem que as crianças reflitam sobre diferentes situações e desenvolvam seu senso crítico.

Aumento da curiosidade: A leitura em voz alta desperta a curiosidade das crianças, incentivando-as a explorar o mundo e buscar novos conhecimentos.

Melhora do desempenho escolar: Estudos comprovam que a leitura em voz alta contribui para o melhor desempenho escolar das crianças, aprimorando sua capacidade de leitura, compreensão e escrita.

E reforçando que a leitura em voz alta é mais do que apenas ler um livro.

É um ato de amor, um presente que você oferece para nutrir a mente, o coração e a alma da criança.

Portanto dedique um tempo especial para ler em voz alta para seus filhos, explore diferentes histórias e técnicas, e deixe a leitura transformar seus laços e abrir portas para um futuro promissor.

Uma dica de OURO de um livro para ler e se aprofundar no assunto, é o livro “A Família Leitora ” da Sarah Mackenzie. Um livro que nos revela de forma muito transformadora sobre como ler em voz alta cria laços significativos e duradouros com seus filhos. Vale muito a pena leitura!

E com quantos anos se começa a ler para as crianças? Tem uma idade certa? Será que os muito pequeninos vão compreender? Vale a pena ler para crianças tão pequenas? A resposta para todas essas perguntas é: Sim vale a pena! E você já deve começar a ler para seus filhos no ventre materno, pois os sons da voz da mãe mesmo que ainda não compreendidos, criam um vínculo afetivo e estimulam o desenvolvimento auditivo do bebê…ou seja, as crianças já devem nascer nesse ambiente de leitura, então não há o que esperar.

Dicas para leitura em voz alta de acordo com a idade:

A partir dos 6 meses de idade, os bebês já começam a desfrutar de momentos de leitura em voz alta. Nessa fase, os livros com cores vibrantes, imagens chamativas e sons suaves despertam a curiosidade e a atenção do pequeno.

A partir de 1 ano, a criança já demonstra interesse em explorar os livros, tocando-os, folheando-os e até mesmo “lendo” à sua maneira. É nesse momento que os pais podem começar a contar histórias curtas e simples, com linguagem clara e repetitiva, utilizando recursos como onomatopeias e rimas.

Dos 2 aos 3 anos, a capacidade de concentração e a compreensão da linguagem se desenvolvem ainda mais. As crianças nessa fase apreciam histórias mais longas e complexas, com personagens e enredos envolventes.

A partir dos 4 anos, a leitura em voz alta se torna um instrumento fundamental para o aprendizado da leitura e da escrita. Os pais podem ler livros com letras maiúsculas, apontando para as palavras e incentivando a criança a repeti-las.

E mesmo depois quando seus filhos estiverem grandes e já lendo perfeitamente bem vocês ainda podem manter este hábito de leitura em voz alta. Saiba que esses momentos geram muita conexão entre pais e filhos, muitas oportunidades de conversarem, invista neste tempo.

Lembre-se: Não existe um momento certo ou errado para começar a ler para uma criança. O mais importante é criar um ambiente acolhedor e convidativo, onde a leitura seja um momento de prazer e alegria, um portal para um mundo de descobertas e aprendizado.

E como começar esse processo de leitura? Algumas dicas práticas para essa jornada se tornar mais convidativa e prazerosa:

Escolha um cantinho aconchegante: Um local tranquilo, com boa iluminação e livre de distrações que convida ao relaxamento e à concentração.

Prepare o cenário: Almofadas, mantas e um tapete macio podem tornar o ambiente ainda mais convidativo.

Considere a idade da criança: Ao escolher os livros, opte por livros infantis adequados à faixa etária, com linguagem simples e ilustrações coloridas.

Varie os gêneros literários: Explore contos de fadas, fábulas, histórias em quadrinhos, poemas e até mesmo livros de não ficção.

Leve em conta os interesses da criança: Pergunte sobre seus personagens favoritos, animais preferidos ou temas que despertam sua curiosidade.

Leia com entusiasmo e expressividade: Quando for realizar a leitura, dê vida aos personagens, variando o tom de voz, a entonação e o ritmo da leitura. Isso cativa a atenção da criança. Da mesma forma que leituras massantes, entediam.

Faça pausas dramáticas: E deixe a criança imaginar o que vai acontecer a seguir.

Use recursos não verbais: Expressões faciais, gestos e movimentos corporais complementam a narrativa e tornam a experiência mais imersiva.

Cante músicas e faça sons: Se a história permitir, incorpore canções e efeitos sonoros para despertar ainda mais a atenção da criança.

Faça perguntas: Estimule a interação com perguntas sobre o que está sendo lido, como “O que você acha que vai acontecer agora?” ou “Qual o seu personagem favorito?”.

Promova a dramatização: Incentive a criança a encenar partes da história ou interpretar os personagens.

Crie bonecos ou fantoches: Com materiais simples, como papel, tecido ou meias, vocês podem dar vida aos personagens da história.

Desenhe ou pinte: Após a leitura, convide a criança para desenhar ou pintar suas cenas favoritas da história.

Como tornar a leitura em um hábito:

  • Estabelecendo uma rotina: Leia para a criança em horários específicos, como antes de dormir ou durante um momento de lazer. Crianças gostam de previsibilidade, isso ajuda seu desenvolvimento, então ter um momento do dia específico para a leitura, prepara ela para esse momento e deixa a criança mais interessada na leitura.
  • Seja um exemplo: Demonstre seu amor pela leitura lendo livros regularmente para si mesmo ou para outros membros da família. Sabe aquela velha história que o “exemplo arrasta”?Pois é, o efeito é muito mais intenso, quando damos o exemplo, crianças são muito observadoras.
  • Visite bibliotecas e livrarias: Leve a criança para explorar o universo dos livros e incentivá-la a escolher as histórias que mais lhe interessam.
  • Converse sobre os livros: Converse com a criança sobre o que ela leu, compartilhando suas impressões e pensamentos sobre a história. Uma boa prática, extremamente importante para o desenvolvimento da criança e do adulto também é o processo de narração que falaremos mais em outro post. Mas fica aqui a dica, sempre que terminarem de ler um livro juntos ou individualmente criem o hábito de narrarem a história uns para os outros.

E por fim a leitura em voz alta para as crianças é um ato de amor, um presente que você oferece para nutrir a imaginação, fortalecer o vínculo e abrir portas para um mundo de aprendizado e descobertas.

Deixe uma resposta

close