Alimentação Infantil: Dicas para estimular a criança a comer de tudo

Imagem: pexels

Estimular a criança a comer de tudo é uma tarefa que deve começar bastante cedo. Pouca gente sabe disso, mas o paladar começa a se desenvolver enquanto seu filho ainda é criança. Logo, não acostumá-lo com a variedade de alimentos pode fazer com que ele nunca desenvolva o gosto por diferentes comidas.

Muitas mamães costumam atender aos caprichos da criança ou até mesmo aceitar conselhos de outras mães que dizem que não tem problema manter hábitos alimentares com doces, sucos industrializados, salgadinhos e etc. Porém, o problema desse tipo de alimento é que eles têm valores nutricionais bastante prejudiciais.

Então, se você quer garantir uma alimentação saudável e balanceada para o seu filho, é preciso estimular a criança a comer de tudo.

A boa notícia é que essa tarefa é mais fácil do que você pensava!

Confira também:

Existem algumas dicas básicas que você pode aplicar no cotidiano para começar a formar o paladar do seu filho. Assim, você o acostuma com diversos sabores e garante que ele crescerá familiarizado com alimentos que fazem bem para a saúde.

Quer saber como isso é possível?

Então confira abaixo dicas para estimular a criança a comer de tudo:

Introduza alimentos saudáveis após a amamentação

Como ajudar seu filho a comer de tudo? Imagem: pixabay

Assim que você terminar o período de amamentação, já é preciso pensar em escolhas nutricionais saudáveis. Por mais que a criança ainda precise comer comidas batidas e tenha dificuldades com os sólidos, você pode cozinhar papinhas e sopas para acostumá-lo com diferentes sabores.

É muito comum que outras mamães digam que essas papinhas precisam ser doces e estimulem a adição de açúcar à receita. Porém, o que nem sempre elas sabem é que a criança só criará esse vício em açúcar se ela for exposta ao gosto.

As frutas contam com o seu açúcar natural, conhecido como frutose. Logo, elas dispensam a adição.

Quanto mais tarde você apresentar a criança ao açúcar e até mesmo ao sal fora dos alimentos, mais difícil será que ela fique dependente destes ingredientes. Afinal, como já sabemos, eles podem ser bastante prejudiciais à nossa saúde.

Evite fazer sopas

Dicas sobre alimentação infantil. Imagem: pixabay

Quando a criança já pode comer sólidos, é muito comum que as mamães façam sopas com verduras e legumes para elas ingerirem. Porém, existem dois problemas com essa prática:

Alguns nutrientes podem ser perdidos ao serem triturados para a sopa. Isso porque o corte quebra algumas características dos alimentos, assim como o cozimento em altas temperaturas.

O outro problema é que bater ou formar caldos com os legumes altera e mistura o sabor dos ingredientes. Logo, a criança não vai ficar acostumada com os sabores individuais, assim como a aparência e consistência de cada alimento.

Com o tempo, ela vai começar a rejeitar os legumes e verduras que você coloca no prato simplesmente porque elas não estão acostumadas com eles.

Portanto, tente evitar as sopas. O ideal é que você cozinhe os legumes para que eles fiquem o mais moles possíveis e ofereça à criança.

Faça brincadeiras com a criança

Aposte em apresentar pratos divertidos para as crianças. Imagem: pixabay

Pode parecer bobo, mas criar brincadeiras alimentares pode ser a melhor forma de estimular a criança a comer de tudo. Afinal, eles são muito estimulados pela diversão.

Além de associar as refeições como um momento divertido e importante, as brincadeiras ajudam a criança a se sentirem motivadas a provar novos sabores.

Vale criar pratos divertidos, em que os ingredientes formam rostos felizes ou até mesmo fazer a velha brincadeira do aviãozinho. Tudo o que você conseguir imaginar para ajudar a criança a se familiarizar com as refeições!

Com essas dicas simples, será muito mais fácil estimular a criança a comer de tudo. Com o tempo, ela poderá fazer suas próprias escolhas alimentares e criar hábitos cada vez mais saudáveis para crescer da melhor forma. Boa sorte!

Ainda tem alguma dúvida sobre o tema? Então deixe seu comentário no espaço abaixo para que possamos ajudá-la! Ah, e não se esqueça também de compartilhar esse conteúdo com todas as mamães nas redes sociais!