Um bebê novo em casa é motivo para se preocupar com cada chorinho, cada dor. E quando ele está arrotando e tem gases, o que deve ser feito? Continue acompanhando.

O arroto do bebê traz um grande alívio para o pequeno e é uma reação muito saudável do organismo. Já os gases podem dar uma dorzinha desagradável nos pequenos, e uma grande dor de cabeça para as mamães. Por isso, confira agora como lidar com as situações.

Por Que o Bebê Precisa Arrotar?

O arroto é o ar que o bebê acaba engolindo durante uma mamada. Com esse ar preso, vem a sensação de que ele já está satisfeito, quando, na verdade, a barriguinha está com ar.

Esse ar, então, precisa ser expulso para que ele continue mamando até estar realmente saciado e bem alimentado.

O mal-estar que o bebê pode sentir em virtude do arroto é a falta dele. Isso pelo fato de que, se ele não expelir completamente aquele ar que entrou, ele causará incômodo, como dor e gases.

Imagine que é muito mais simples seu pequeno colocar para fora esse ar retido através do ato de arrotar do que esperar ele soltá-lo sob a forma de gases.

Quando a criança tem dificuldades, ela fica irritada, chora e não é uma situação que a mamãe vá gostar de enfrentar com ela.

Sinais de Que é Hora do Bebê Arrotar

1 – Ele Solta o Seio

O bebê está bem quietinho mamando quando, de repente, ele larga o seio. Pode ser que ele esteja passando pelo desconforto de ter engolido ar.

2 – Ele Chora Sem Motivo Aparente

O pequeno começa a chorar durante a mamada, sendo que minutos antes estava calmo.

3 – Ele Recusa o Seio

Você acha que é a posição e tenta mudá-lo para pegar o outro seio, mas ele não quer. Vale fazer o teste e colocá-lo para arrotar um pouquinho antes de uma nova tentativa.

Observações Importantes

Você coloca o bebê para arrotar, e nada? Não se preocupe. Se está fazendo direitinho, não é motivo para dor de cabeça (confirme com o pediatra que você está seguindo tudo corretamente).

Acontece que tem bebês que quase não arrotam ou nunca arrotam entre uma mamada e outra. O motivo pode ser que eles não engolem tanto o ar quanto outros, não que você esteja fazendo algo errado. É normal essa diferença entre crianças.

Um alívio para você mãe é que os arrotos vão se tornando menos frequentes com o tempo. A necessidade de arrotar entre as mamadas tende a ficar menor porque o seu filho está aprendendo a mamar sem engolir ar junto.

Gases: Como Resolver o Problema?

Os bebês que não pegam o peito costumam ter mais gases do que os que pegam. A mamadeira expõe a criança a uma maior chance de engolir o ar, que pode se tornar gases.

Uma forma de amenizar e evitar os riscos de gases é colocá-los em uma posição ereta quando forem pegar a mamadeira.

Mas não se esqueça de que é fundamental colocar a criança para arrotar, independentemente se mamou no peito ou mamadeira. Garanta que não ficou nenhum arzinho indesejável dentro dele.

As dicas foram úteis? Desejamos que tenha entendido um pouco mais sobre o assunto e esteja segura para lidar com os arrotos e gases no bebê.

Criança com tosse em casa? Confira estas dicas importantes também!