Início Site

Rinite alérgica pode começar na infância – Causas, tratamento e dicas de prevenção

rinite-alegica-causa-tratamento-prevencao

Não são só os adultos que sofrem com a rinite (aqui em casa todos sofremos com a rinite). No Brasil, um estudo do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC) mostrou frequência média de 12,5% de rinite entre crianças de 6 e 7 anos e de cerca de 20% em adolescentes com idades de 13 a 14 anos. A incidência progride até a adolescência, fase da vida em que pode afetar até 25% da população.

A rinite alérgica é uma doença não contagiosa, que pode se iniciar em qualquer período da vida, mas é pouco frequente antes dos 12 meses de idade.

Os sintomas clássicos da rinite alérgica são:

  • crises de espirros,
  • coriza clarinha,
  • coceira no nariz (podendo atingir também os olhos, ouvidos e a garganta) e
  • entupimento nasal.

O Dr. Fábio Kuschnir, membro do Departamento Científico de Rinite da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), explica que a rinite é uma doença herdada, ou seja, tem origem genética (hereditária), mas é necessária a associação com fatores ambientais para seu desenvolvimento.

“Um bebê cuja mãe ou ambos os pais sejam alérgicos terá aumentada de 50% a 70% a chance de desenvolver uma doença respiratória, inclusive rinite alérgica”, explica o especialista.

Os sintomas clássicos da rinite alérgica são mais evidentes a partir do quarto e quinto ano de vida. Antes dessa idade, a doença é frequentemente confundida com infecções respiratórias como gripes e resfriados, causadas por vírus, e que normalmente são acompanhadas por febre, sintoma não presente na rinite alérgica.

Causas da rinite alérgica:

Do mesmo modo que outras doenças alérgicas de origem genética, a rinite não pode ser curada, entretanto, seus sintomas podem ser controlados com grande eficácia e a criança pode permanecer sem sintomas por um longo período.

Os principais fatores desencadeantes de rinite alérgica são os chamados aeroalérgenos domiciliares entre os quais se destacam os ácaros, seres microscópicos cujo alimento principal é a descamação da pele humana. Nas suas fezes (bolotas fecais) estão seus principais alérgenos (substâncias que provocam a reação indesejada do sistema imunológico).

“As condições ideais para seu desenvolvimento são a umidade relativa do ar (maior que 50%) e clima quente e úmido. Calcula-se que possam existir de 500 mil a 2 milhões de ácaros no interior de um colchão, independentemente das condições de higiene da casa”, explica o Dr. Fábio Kuschnir.

Outros importantes aeroalérgenos são:

  • descamações da pele e pelos de animais domésticos, baratas e fungos.
  • alimentos, em geral, não causam rinite alérgica.

Alguns passos para o tratamento da rinite alérgica:

  • Pesquisa e controle de fatores que possam causar ou agravar a doença.
  • Controle dos ácaros da poeira no ambiente da casa, em especial no dormitório do alérgico.
  • Uso de medicamentos, que podem ser usados para alívio das crises bem como para controlar a doença e prevenir novas crises. Sempre com orientação do médico especialista.
  • Imunoterapia específica (ou vacina para alergia), único tratamento capaz de modificar a história natural da doença e controlar a rinite alérgica em longo prazo.

O tratamento da rinite alérgica com o especialista pode ser feito em qualquer idade. Quanto mais cedo o diagnóstico for definido e forem estabelecidas as causas do processo alérgico, melhores serão os resultados obtidos no controle da doença.

Prevenção da rinite alérgica:

Abaixo são listadas algumas das medidas adicionais para a prevenção da rinite alérgica e de acordo com IV Consenso Brasileiro Sobre Rinites 2017, documento conjunto da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e a Sociedade Brasileira de Pediatria:

  • Evitar travesseiro e colchão de paina ou pena.
  • Usar os de espuma, fibra ou látex, sempre que possível envoltos em material plástico (vinil) ou em capas impermeáveis aos ácaros.
  • O estrado da cama deve ser limpo duas vezes por mês.
  • As roupas de cama e cobertores devem ser trocadas e lavadas regularmente com detergente e em altas temperaturas (>55ºC) e secadas ao sol ou ar quente.
  • Evitar tapetes, carpetes, cortinas e almofadões. Dar preferência aos pisos laváveis (cerâmica, vinil e madeira) e às cortinas do tipo persianas ou de material que possa ser limpo com pano úmido.
  • Evitar bichos de pelúcia (confira como lavar os ursos de pelúcia), estantes de livros, revistas, caixas de papelão ou qualquer outro local onde possam ser formadas colônias de ácaros no quarto de dormir. Substitua-os por brinquedos de tecido para que possam ser lavados com frequência.
  • Evitar o uso de vassouras, espanadores e aspiradores de pó comuns.
  • Passar pano úmido diariamente na casa ou usar aspiradores de pó com filtros especiais 2x/semana.
  • Evitar banhos extremamente quentes e oscilação brusca de temperatura.

Vai para a Disney com a família? Confira essas 8 dicas imperdíveis!

dicas-para-viajar-para-disney

Confira oito dicas para transformar as férias dos sonhos em realidade! Conhecer a Disney é um sonho para pessoas do mundo todo. Se realizar esse sonho é incrível, fazer isso em família e levar as crianças para curtirem o mundo encantador de Orlando promete deixar lembranças para a vida inteira.

Se você também quer visitar a Disney nas férias em família, mas não sabe nem por onde começar seus planos, confira abaixo um passo a passo da Agência Abreu para programar esta viagem inesquecível.

1) Escolha a data

parques-disney-viagem-com-criancas
Disney Orlando é um destino incrível em qualquer época do ano. Imagem SMN

Viagens com os filhos costumam ser mais procuradas em julho, dezembro e janeiro, períodos de alta temporada na Disney. Mas não se preocupe: com tudo organizado, isso não será um problema. O destino tem uma estrutura turística invejável e recebe milhares de turistas simultaneamente sem nenhum problema.

2) Defina a duração ideal

quanto-tempo-ficar-na-disney-orlando
O máximo de dias que você puder ficar na Disney é o melhor. Imagem DiZ Orlando

Para conhecer a Disney de cabo a rabo, você precisaria de meses. É claro que ninguém tem esse tempo disponível, então recomendamos que você passe pelo menos dez dias na terra do Mickey. Mas nós garantimos: se você tiver mais dias livres e puder investir um pouco mais, você não vai se arrepender de estender a viagem.

3) Conte com a ajuda de uma agência

dicas-viagem-disney-familia
Ter ajuda de uma empresa especializada na Disney é uma ótima opção para montar o melhor roteiro para a sua família. Imagem Casa na Disney

Estamos falando de uma viagem internacional para um destino que está em constante mudança, ganhando novas atrações, encerrando antigas e criando novos recursos. A Agência Abreu está sempre por dentro das novidades dos parques e hotéis de Orlando, e poderá te orientar em cada detalhe. Viaje sem dúvidas, prepare o roteiro com muita segurança e ainda tenha o conforto de contar com o seu agente caso algo não saia como planejado.

4) Obtenha o visto

como-tirar-o-visto-americano
Providencie os documentos necessários de toda a família para a viagem para a Disney. Imagem momondo.tw

Se algum membro da família ainda não tem o visto americano, vá atrás disso assim que fechar as datas da viagem. O processo leva algum tempo e exige agendamentos em um Centro de Atendimento ao Solicitante de Vistos (CASV) e outro no Consulado ou Embaixada dos Estados Unidos. Vale lembrar que, dependendo da cidade em que você more, será necessário viajar até eles.

5) Conheça os recursos da Disney

aplicativo-diney
Aplicativo oficial do Walt Disney World®! Para ajudar no planejamento das suas férias na Disney.

Faça o download do aplicativo My Disney Experience, no qual você pode fazer reservas de restaurantes, agendar idas a atrações, obter informações, entre outros. Como falamos anteriormente, a Disney tem uma estrutura turística invejável, e você deve explorar todos os seus recursos. Entre os mais populares estão o Park Hopper, ticket que permite a visita a mais de um parque por dia, o Fastpass, uma maneira de evitar filas, já que garante o agendamento para determinada atração, as Extra Magic Hours, um horário de permanência no parque exclusivo para hóspedes dos resorts Disney, e os Planos de Refeição, que são planos pré-pagos de alimentação para hóspedes dos resorts Disney. Desfrute de tudo que puder para aproveitar melhor cada segundo das suas férias.

6) Pesquise sobre os parques

frozen-disney-orlando
Personagens de Frozen iluminando o castelo no Frozen Holiday Wish Imagem vaipradisney

Todos os parques da Disney são gigantescos. Por isso, não deixe para descobrir o que há em cada um deles e onde você quer ir quando chegar lá. Essa é a receita para não perder muito tempo em filas ou até mesmo tentando entender um mapa. Se as suas filhas gostam muito de Frozen, por exemplo, investigue quais são os brinquedos e apresentações temáticas em que pode levá-las e garanta a felicidade da criançada. Lembre-se também de verificar quais atrações os pequenos podem visitar. Pode ser muito decepcionante chegar lá e descobrir que eles não tem a idade mínima, por exemplo.

7) Prepare-se

disney-orlando-com-bebes
Pesquise, planeja, pense nas necessidades de cada um da família para montar o roteiro mais adequado para todos. Imagem Mamãe Plugada

Estar de férias significa querer descansar e dormir até mais tarde. Mas, se o destino for a Disney, talvez seja melhor deixar o descanso para depois. Chegando cedo nos parques, você economizará tempo em filas e aproveitará muito mais. Além disso, pense nas necessidades de todos. Para crianças menores, vale a pena alugar carrinhos de bebê, para que possam descansar entre as atrações. Também é interessante investir em snacks para comer ao longo do dia. Mas confira o que pode entrar nos parques, porque as bolsas e mochilas serão revistadas diariamente.

Confira também o post onde a Mamãe Plugada conta sua experiência em viajar para a Disney com sua bebê de 11 meses!

8) Aproveite!

disney-orlando-parques
A Disney tem atrações para adultos e crianças! Com certeza uma viagem inesquecível para toda a família. Imagem Rodei Viagens

Conhecer a Disney é, principalmente, se divertir. Quando a hora chegar, haverá atividades para todos os membros da família e mesmo os mais durões vão se emocionar e querer tirar fotos com os personagens. Deixe muito espaço livre para as novas fotos no celular, abuse do filtro solar e hidrate-se ao longo do dia para curtir cada momento!

Confira também: Dicas para economizar nas férias em Orlando

[Ebook Gratuito] Gravidez Semana a Semana – Tudo o que você precisa saber!

ebook-gravidez-semana-a-semana

Se existe um período de total transição na vida de uma mulher, um período cheio de novidades e de mudanças radicais em um curto período de tempo é na gravidez semana a semana. Os dias vão passando, sintomas vão surgindo, seu corpo vai mudança e por incrível que pareça até sua cabeça vai mudando, é uma experiência única esse momento de esperar pelo que bebê que vai nascer.

Junto com uma enxurrada de amor pelo bebê chega também a curiosidade, a necessidade de saber como estão as coisas lá por dentro com o bebê e com a nossa saúde. Então, aqui vai nossa forma carinhosa de satisfazer um desejo de grávida!

Nesse ebook você poderá acompanhar todas as semanas da sua gravidez, saber o que está acontecendo dentro de você, dicas das fases que você deve passar durante a gravidez e também dicas do que está na hora de você se preocupar em resolver para receber seu bebê.

Baixar o ebook gravidez semana a semana:

É só colocar seu email na caixa a baixo para baixar o ebook, é GRÁTIS!! (acompanhe as 40 semanas de gravidez). Em alguns minutos você receberá o ebook no seu email.

Veja um pouco do que você vai encontrar no ebook:

  • alimentação ideal durante o gravidez;
  • tabela gestacional;
  • dicas de lanches saudáveis;
  • como melhorar os enjoos, azia, dor nas costas, prisão de ventre (e outros desconfortos da gravidez);
  • se prepare para as várias mudanças que acontecem no corpo durante a gestação;
  • qual melhor período para viajar durante a gravidez;
  • será que vale a pena fazer curso de gestante;
  • quando começar a fazer o enxoval do bebê;
  • melhor momento para fazer o chá de bebê;
  • atividade física durante na gravidez;
  • roupas para usar durante a gestação;
  • e mais.

Por que baixar esse ebook?

  • gratuito;
  • você pode ler no celular, computador, tablet, a hora que desejar;
  • vai saber o que esperar de cada semana da gravidez;
  • ver avisos de quando começar cada um dos preparativos para esperar a chegada do bebê;
  • trouxe dicas e respostas para as maiores dúvidas e dificuldades que as mulheres enfrentam na gravidez.

Gostou? Essa é só uma pequena amostra do que o eBook irá oferecer a você. Preencha com seu email na caixa a baixo para receber o ebook gratuitamente no seu email.

Eu adoraria saber a sua opinião sobre o eBook Gravidez Semana a Semana através de um comentário logo abaixo.

E caso ele tenha sido útil para você, aproveite para compartilhar esse Guia com suas amigas que grávidas!

Tudo que você precisa para organizar sua Gravidez Semana a Semana

cronograma-gravidez-semana-a-semana

Você precisa de um cronograma da Gravidez para não se atrasar nos preparativos para a chegada do bebê. Precisa saber o que esperar da sua gravidez semana a semana e também precisa não se perder nas contagens de semanas e meses da gestação.

Por isso resolvi disponibilizar aqui nesse post alguns itens que vão te ajudar bastante ao longo da sua gravidez.

  • tabela gestacional
  • especial gravidez semana a semana
  • infográfico dos preparativos durante a gravidez
  • calculadora de parto
  • lista de enxoval do bebê
  • checklist chá de bebê

Tabela gestacional:

Essa tabela é muito útil para você não se perder na contagem das semanas e dos meses da gravidez, vai te ajudar muito. Você pode imprimir pendurar na geladeira ou carregar na bolsa.

Todo mundo sabe que uma gravidez dura em média 9 meses. Porém, assim que a gestante passa a frequentar as consultas de pré natal, ela descobre que o seu obstetra não conta o tempo da gravidez em meses, mas sim em semanas. Para quem não está habituado com essa forma de contar o tempo da gestação isso parece muito complicado. Afinal, 17 semanas de gravidez são quantos meses mesmo? Não seria mais fácil o médico dizer que a gestante está no 4ª mês de gravidez?

Existe uma lógica por trás desta decisão de contar o tempo da gravidez em semanas e não em meses. As mudanças no organismo da mulher e do feto são muitas e ocorrem de forma rápida, principalmente na primeira metade da gravidez. Em um único mês, acontecem dezenas de alterações importantes, e a contagem em semanas nos permite definir com mais exatidão o tempo de cada uma.

tabela-gestacional
Tabela Gestacional. Gravidez Semana a Semana

Gravidez Semana a Semana:

guia-gravidez-semana-a-semana
Gravidez Semana a Semana. Imagem: gugu.ba

Não importa se você demorou para engravidar ou engravidou de primeira. Se é o seu primeiro filho ou se já tem outros. Cada gravidez oferece um misto de sensações e dúvidas que é super natural e envolvente.

E todo esse amor pelo novo bebê tem a companhia da curiosidade, da necessidade de saber como estão as coisas lá por dentro com o bebê e com a nossa saúde. Então, aqui vai nossa forma carinhosa de satisfazer um desejo de grávida! Aqui você poderá acompanhar todas as semanas da sua gravidez, saber o que está acontecendo dentro de você, dicas das fases que você deve passar na gravidez e também dicas do que está na hora de você se preocupar em resolver para receber seu bebê.

É só colocar seu email na caixa a baixo para baixar, é GRÁTIS!! (acompanhe as 40 semanas de gravidez)

E agora segue o Infográfico Cronograma da Gravidez:

Salve no seu computador, imprima, compartilhe nas suas redes sociais, esse infográfico com certeza vai ajudar muito as gestantes.

O infográfico cronograma da gravidez, servirá para orientar você nos preparativos da chegada do bebê, de acordo com a semana da sua gestação, evitando correrias de última hora. (ótimo para imprimir e pendurar na geladeira).

Nesse infográfico você vai saber:

  • Com quantas semanas você deve começar a montar o enxoval?
  • Quando precisa ver os móveis do quarto?
  • Quando começar a lavar as roupas do bebê?
  • Qual a data ideal para fazer o chá de bebê?
  • infografico-cronograma-da-gravidez

    Curtiu esse conteúdo? Compartilhe esse infográfico no seu site:

    Como calcular o dia do parto:

    Aproveite e descubra a data provável do seu parto usando a nossa calculadora de parto aqui.

    Na maioria dos casos, os bebês nascem em torno da 40ª semana de gravidez. Portanto, quando o obstetra lhe diz a data prevista para o parto (DPP), ele simplesmente contou 40 semanas após a sua DUM (primeiro dia da sua última menstruação). Uma forma rápida de estimar a DPP sem ficar contando os dias no calendário é através da fórmula de Naegele:

    1º – Pegue o primeiro dia da sua última menstruação (DUM) e adicione sete dias.
    2º – Diminua três meses.
    3º – Some um ano.

    Lógico que isso é apenas uma estimativa, é apenas para você saber a época provável do nascimento do seu bebê, caso a gravidez vá até as 40 semanas. Na verdade, somente cerca de 5% dos bebês realmente nascem na data estimada no início do pré-natal.

    Lista de enxoval do bebê

    Para lhe ajudar nessa hora tão importante, que é a chegada de um novo membro na família. Nós elaboramos uma lista de enxoval COMPLETA, para você não esquecer de nenhum item!

    Tem desde dicas de roupas para você usar na gestação, até a essencial lista de roupinhas, móveis, e itens de higiene para o bebê, e também a lista da mala da maternidade da mãe e do bebê!

    É só colocar seu email na caixa a baixo para baixar, é GRÁTIS, pode imprimir e carregar sempre com você!

    Checklist chá de bebê

    São muitas coisas para fazer e às vezes podemos acabar nos esquecendo de algumas, para não esquecer de nada, eu adoro listas!!

    Por isso resolvi compartilhar o nosso CheckList Chá de Bebê! Tem tudo o que precisa saber, desde dicas dos comes e bebes, brincadeiras, até quando e o que fazer dos preparativos do chá de fraldas!

    É só você preencher com seu email na caixa a baixo e receberá o CheckList em instantes no seu email.

    Guia Completo para Chá de Bebê - Grátis

Livros Infantis sobre sentimentos (luto, medo, ciúmes, nojo, gratidão, amor…)

livro-infantil-preconceito
Livro Infantil sobre preconceito: Tromba Tromba

Existem alguns assuntos que são difíceis de explicar, de conversar ou de entender o que a criança está sentindo né, muitas vezes nem elas conseguem expressar bem o que estão sentindo. Por isso adoro usar livros infantis, eu e minha filha mais velha conversamos muito após cada leitura de livros, além de conversar sobre o que aconteceu na história, conversamos sobre os sentimentos dos personagens, o que poderia ter sido diferente, etc.

Por isso hoje selecionei alguns livros infantis que podemos conversar sobre sentimentos com nossos filhos:

  • “A parte que falta” e “A parte que falta encontra o grande O” – Editora Companhia das Letrinhas

O primeiro livro “A parte que falta”se tornou sucesso depois que a Jout Jout Prazer falou sobre o livro no seu canal e até chorou. O tema é um raio X da natureza humana. Vivemos numa época de excessos, todo mundo quer mais, quer alguma coisa, mas a falta sempre continua. O autor fala desse problema que está muito presente na nossa geração, que é a falta. Como o livro é para crianças, ele fala disso de um jeito lúdico e sensível. E esse livro apesar do foco ser as crianças, ele também é um ótimo livro para adultos pois “a falta” é um problema com que todos sofremos. Adoro esses livros que falam tanto com crianças como com adultos, que são escritos de uma forma sensível sobre temas importantes da vida. Esses dois tem pouco texto, desenhos com traços simples, de leitura rápida e sem pintura. Ótimo para conversar com as crianças sobre esse desejo de sempre querer algo mais e também sobre amor-próprio.

Esses livros são da editora Companhia das Letrinhas e você pode comprar aqui: A parte que falta e A parte que falta encontra o grande O

livro-infantil-a-parte-que-falta
Livro Infantil sobre a falta que sentimos: A parte que falta e A parte que falta encontra o grande O
  • Madeline Finn e Bonnie – Lisa Papp – Editora Salamandra

Madeline é uma menina que não gosta de ler, nada. Ler em voz alta na escola é pior ainda, ela se atrapalha na hora da leitura e seus colegas riem dela. Na escola a professora de Madeline dá um adesivo para quem lê bem em sala de aula, mas a garota não consegue ganhar nenhum e lógico fica triste sempre que isso acontece. Certo dia, sua mãe decide levá-la à biblioteca e Madeline se depara com algo inusitado: vê crianças lendo histórias para… cachorros! E o bom é que ela poderia ler para Bonnie, uma linda cadela branca que parecia um urso polar. Madeline adora a ideia e percebe que o bichinho não dá importância nenhuma quando ela erra, bem diferente de seus colegas de classe. Nesse livro podemos acompanhar as angústias de uma criança que está começando a ler e que vai ganhando confiança ao longo de suas leituras para Bonnie, até que chega o dia de ler na sala de aula novamente. Certamente, os pequenos que estão em fase de alfabetização irão se identificar com Madeline. Aqui em casa esse livro foi sucesso, ótima história sobre um momento delicado para as crianças e com belas ilustrações .

Esse livro é da editora Salamandra e você pode comprar “Madeline Finn e Bonnie” na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-sobre-sentimentos
Livro Infantil sobre Bullying: Madeline Finn e Bonnie
  • Lina e o Balão – Komako Sakai – Editora Pequena Zahar

Singelo e profundo, com ilustrações delicadas e um enredo simples, ótimo livro para os pequenos.

Num passeio, Lina ganha um balão amarelo, que para não perder leva para casa amarrado no dedo. Em casa sua mãe tem uma ideia para o balão não ficar alto, pendura um talher na cordinha, e assim Lina não desgruda do balão, que de brinquedo passa a companheiro de brincadeiras: comidinha, coroas de flores… Mas um vento forte carrega o balão, que fica preso em uma árvore! Lina fica muito triste, chora; tinha planos com o balão para a hora de dormir…. Mas a mamãe promete que no dia seguinte pegará uma escada para alcançar o balão amarelo, e Lina se acalma. E quando olha da cama, pela janela, lá está o balão.

Esse livro foi publicado pela Pequena Zahar e você pode comprar “Lina e o Balão” na Amazon clicando aqui.

livros-infantis-dicas-lina-e-o-balao
Livro Infantil sobre perda: Lina e o Balão
  • A bolha de Maju – Karina Picon – Editora Boa Nova

Você já teve vontade de entrar em uma bolha para se proteger de tudo aquilo que lhe causa dor? E para nós que somos mães as vezes queremos colocar nossos filhos em uma bolha para não serem machucados por esse mundo. Mas a vida não é assim, eles precisam aprender a encarar e superar seus medos, fracassos e problemas.

Nesse livro conhecemos a Maju, uma menina que resolve criar uma bolha ao seu redor para não sofrer mais. Mas ao longo da história ela entende que não é bom essa bolha que ela criou para se proteger, ela precisa interagir com o mundo ao seu redor, e aprender a transformar seus medos em coragem.

Esse livro foi lançado pela editora Boa Nova e você pode comprar “A bolha da Maju” na Amazon clicando aqui.

livros-infantis-medo
Livro Infantil sobre medo e insegurança: A Bolha de Maju
  • O menino que colecionava lugares – Jader Jane – Editora Mediação

Nesse livro conhecemos a história de um menino que tinha muito medo de esquecer dos lugares por onde andava. Então, um dia, ele ganhou uma velha lata de sua avó e pensou em guardar pedaços dos lugares por onde andava dentro dela. E ele tinha um jeito especial de fazer isso…

Esse livro é bem colorido e rende várias conversas sobre viagens e passeios e como podemos guardar lembranças do lugares que estivemos, lógico que tudo fica dentro da gente, na nossa memória, mas crianças pequenas logo esquecem daquelas férias inesquecíveis (kkkkk) então é bom ter alguma forma de guardar memórias do lugar, uma das formas mais simples são fotos, outra forma é comprar alguma lembrancinha do lugar.

Esse livro é da Editora Mediação (ISBN: 978-85-7706-094-8, 1ª ed. e tem 40 páginas), você pode comprar “O menino que colecionava lugares” no próprio site da editora aqui.

livro-infantil-o-menino-que-colecionava-lugares
Livro Infantil sobre medo: O Menino que colecionava lugares

Aproveite esse tema confira: Project Life – um álbum de fotos de scrapbook mais rápido e simples de fazer

  • Milly, Molly e As Sementes de Jimmy – Gill Pittar – Editora Geração Editorial

Nesse livro as meninas vão enfrentar a perda do colega Jimmy, ele ficou doente e acabou morrendo. Nesse livro temos a professora de Milly e Molly conversando com os alunos sobre a morte de Jimmy, a tristeza que fica na sala, o período de luto e depois uma surpresa que vai ajudar as crianças a lidarem com a perda de Jimmy.

A série de livros Milly, Molly foi escrita para promover a aceitação da diversidade e valores sadios para a educação do caráter.

Esse livro faz parte de uma coleção lançada pela Geração Editorial e você pode comprar “Milly, Molly e As Sementes de Jimmy” na Amazon clicando aqui e também pode comprar a coleção Milly e Molly (com 8 volumes) aqui.

livro-infantil-sobre-morte
Livro infantil sobre a morte: Milly, Molly e as sementes de Jimmy
  • O menino e o oceano – Max Lucado – Editora Hagnos

Linda forma de explicar sobre o amor de Deus nesse livro!!! “O amor de Deus é como o oceano, meu filho,” disse a mãe. “Está sempre aqui. É sempre profundo. Nunca acaba. O amor de Deus é pra lá de especial.”

Nesta doce história que envolve um menino, seus pais e as maravilhas da criação. Da vasta extensão do oceano às grandiosas alturas das montanhas, Max Lucado (adoro os livros do Max Lucado) nos conduz em uma viagem de descoberta e agradecimento à medida que nos mostra uma criação que expressa o amor inigualável do Criador.

Esse livro foi lançado pela editora Hagnos e você pode comprar “O menino e o oceano” na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-sobre-o-amor-de-deus
Livro Infantil sobre o amor de Deus: O menino e o oceano
  • Adivinha quanto eu te amo – Sam McBratney – Editora Martins Fontes

Esse livro é um dos preferidos da Isabela. Livro em pop-up, onde o filhote começa a mostrar o tamanho do seu amor pelo seu papai e o papai responde comparando seu amor com coisas maiores ainda.

Isabela adora livros interativos, então gosta muito de ficar movendo os personagens dessa história, o coelho estica, abre os braços, gira… e adorou o coelhinho mostrando o tamanho do seu amor.

Esse livro gera muitos momentos de conversas sobre o tamanho do amor do papai e da mamãe por ela, e o tamanho do amor dela pela gente. Ótimo livro para conversar sobre amor com crianças. Aqui em casa todos adoramos.

Esse livro foi lançado pela Editora Martins Fontes e tem também em outros formatos. Você pode comprar Adivinha Quanto Eu Te Amo na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-adivinha-o-quanto-eu-te-amo
Livro Infantil sobre o amor dos pais: Adivinha quanto eu te amo
  • Tromba Tromba – David Mckee – Editora Pequena Zahar

Vamos falar sobre preconceito! Uma história simples sobre elefantes brancos e elefantes pretos que se odeiam e resolvem guerrear até se matarem. Os elefantes que não estavam de acordo com a guerra se abrigam.
Por muito tempo não se vê mais elefantes sobre a terra até que os netos daqueles elefantes que se abrigaram durante a guerra aparecem, e olha só, eles são cinzas! E eles se dão bem… mas lógico que tem que aparecer algum motivo bobo pra começarem outra briga né? Agora é os de orelhas grandes se estranhando com os de orelhas pequenas…
Ótimo livro para conversar sobre preconceito, diferenças, tolerância e violência com as crianças.

Esse livro foi lançado pela editora Zahar e você pode comprar “Tromba Tromba”na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-preconceito
Livro Infantil sobre preconceito: Tromba Tromba
  • O livro da Gratidão – Todd Parr – Editora Panda Books

Aproveitando para incentivar a leitura nos pequenos e também ensinar sobre gratidão. Que tal usar um livro infantil que fale sobre o assunto?

Aqui em casa usamos O livro da gratidão de Todd Parr, o livro tem desenhos bem coloridos que as crianças adoram, além de muito bom humor.

O livro nos faz pensar nas coisas simples do nosso dia a dia, mas que fazem a diferença, para sermos gratos por tudo, não só por coisas grandes que acontecem como viagens ou presentes que recebemos, mas sim pelo nosso cabelo que nos faz únicos, pela comida que nos deixa forte, pela roupa que serve, pelo jardim onde podemos ver animais e plantas e por muito mais.

Esse livro foi lançado pela editora Panda Books e você pode comprar “O Livro da Gratidão” pela Amazon clicando aqui.

livro-da-gratidao-livros-infantis
Livro infantil sobre gratidão: O livro da Gratidão
  • É meu – Tracey Corderoy – Editora Ciranda Cultural

E agora algo bem comum no meio das crianças, egoísmo…

Esse livro é da Coleção Toque e Sinta, então sempre onde aparece o tigre de pelúcia ele tem a textura de pelúcia, isso faz com que as crianças fiquem procurando o tigre para ficarem passando a mão.

Lulu e Nino são amigos e gostam de brincar juntos. Mas um dia o pequeno Nino não quer emprestar o seu tigre de pelúcia preferido para Lulu. (Isso quase nunca acontece na vida real né mamães?).

Mas depois eles descobrem que dividir os brinquedos com os amigos é muito mais gostoso que brincar sozinho.

Esse livro é da editora Ciranda Cultural e você pode comprar “É meu” na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-toque-e-sinta
Livro infantil sobre egoísmo: É meu
  • Bonifácio, o porquinho – Marilia Pirillo – Editora WMF Martins Fontes

Que tal conversarmos sobre nojo? Nesse livro acompanhamos a história do porquinho Bonifácio… ele tem nojo de lama, não gosta de brincar no chiqueiro, não gosta de sujar… mas ele é um porco e sua família não entende como ele pode ser assim. Ele até quis aprender a nadar no riacho…

Mas um dia Bonifácio descobre como é bom brincar sem medi de se sujar e depois é só tomar um banho gostoso.

Esse livro foi lançado pela editora WMF Martins Fontes e você pode comprar “Bonifácio, o porquinho” na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-sobre-nojo
Livro infantil sobre nojo: Bonifácio, o porquinho
  • O Escuro – Lemony Snicket – Editora Companhia das Letrinhas

Esse livro fala sobre o medo, medo do escuro, que o escuro está sempre por perto, atrás da porta, dentro do armário… E Luca, o menino dessa história vai descobrir que existe uma solução para o seu grande medo do escuro.

Livro com história simples, curta, ótimo para crianças mais pequenas, e trata do escuro com uma solução bem prática, é só ligar a luz e pronto! Acabou o escuro!

Esse livro foi lançado pela Companhia das Letrinhas e você pode comprar ” O Escuro” na Amazon clicando aqui.

livro-infantil-sobre-medo-do-escuro
Livro Infantil sobre medo do escuro: O escuro
  • Coleção Coisinhas à Toa que Deixam a Gente Feliz – Ruth Rocha e Otavio Roth – Editora Salamandra

Vou começar indicando essa coleção linda. Na década de 90, o escritor Otávio Roth criou dois livros, chamados “Duas dúzias de coisinhas à toa que deixam a gente feliz” e “Outras duas dúzias de coisinhas à toa que deixam a gente feliz”, agora, mais de vinte anos depois, a autora Ruth Rocha (que já lançou vários livros com Otávio Roth) resolveu propor uma nova leva de livros que agora formam a coleção “Coisinhas à toa que deixam a gente feliz” que reúne o melhor dos pequenos prazeres da vida, e dois livros são inéditos de autoria de Ruth Rocha.

São tantas coisinhas que deixam a gente feliz né? Como por exemplo… ter alguém para abraçar, passarinhos na janela, acordar com cafuné, começar um caderno novo, brigadeiro na panela, cheirinho de mato molhado, fazer um amigo feliz e muito mais. Todas essas pequenas coisas reunidas nessa coleção! Super recomendo.

Essa coleção foi lançada pela editora Moderna e você pode comprar essa coleção na Amazon clicando aqui.

livros-infantis-sobre-felicidade
Coleção de livros infantis: Coisinhas à toa que deixam a gente feliz

Gostou das dicas de livros infantis de hoje?

Confira mais livros aqui -> Dicas de literatura infantil

Teste do Pezinho: realizado até o 5º dia de vida do bebê previne retardo mental e até morte

teste-do-pezinho-duvidas

 O teste do pezinho, faz parte do programa de triagem neonatal, é o exame de sangue coletado no pé do recém-nascido. Fácil e rápido de ser feito, é de extrema importância e deve ser realizado entre o terceiro e, no máximo, quinto dia após o nascimento do bebê. Seu objetivo é diagnosticar precocemente – na fase sintomática – doenças que causam complicações graves, que vão desde retardo mental até a morte.

Entre as doenças rastreadas pelo teste do pezinho estão:

  • Hipotireoidismo congênito:

Com o diagnóstico tardio, a criança terá retardo mental grave chamado de cretinismo;

  • Fenilcetonúria:

Doença rara, congênita e genética, que afeta o sistema neurológico;

  • Anemia falciforme:

Doença do sangue causada por uma alteração genética no formato das hemácias, diminuindo sua capacidade de transportar oxigênio para as células do corpo e gerando sintomas como dor generalizada, fraqueza e apatia;

  • Fibrose cística:

Conhecida também como mucoviscidose, é uma doença genética, hereditária, autossômica e recessiva, ou seja, passa de pai/mãe para filho (a). Ela afeta os aparelhos digestivo e respiratório e as glândulas sudoríparas;

  • Hiperplasia adrenal congênita:

Doença que afeta os hormônios essenciais da vida, como cortisol e aldosterona. Sem o tratamento precoce, leva o bebê à desidratação grave nos primeiros dias de vida, frequentemente evoluindo para óbito;

  • Deficiência de biotinidase:

Doença metabólica hereditária que pode causar convulsões, surdez, ataxia, hipotonia, dermatite, queda de cabelo e atraso no desenvolvimento.

Desde junho de 2014, todos os estados brasileiros estão habilitados a realizar o teste, tanto no sistema público de saúde quanto na rede particular.

“A triagem neonatal é um processo complexo, pois não se restringe apenas à realização dos testes para diferentes doenças, mas também envolve a busca rápida dos bebês com testes positivos para a confirmação diagnóstica da doença, por meio de exames mais específicos, e início do tratamento no menor tempo possível e acompanhamento por uma equipe multiprofissional”, conta Dra. Tânia Bachega, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo (SBEM-SP).

Como é feito o teste do pezinho?

Com uma agulha bem fina, é retirado o sangue do calcanhar do bebê e as gotinhas são colocadas em um papel, que segue para os laboratórios públicos ou privados habilitados a realizar o teste.

As maternidades da rede particular fazem a coleta do material. Já no sistema público, isso não acontece em todos os municípios, e a mãe precisa ficar atenta ao prazo limite (até o quinto dia após o nascimento) para levar o recém-nascido a uma unidade básica de saúde para colher o sangue.

“Atenção: o importante não é somente coletar o sangue, mas também cobrar a liberação rápida dos resultados. As mães devem exigir o resultado do teste por escrito e não apenas aceitar ouvir que ‘está tudo bem se o bebê não foi chamado para repetição’”, alerta Dra. Tânia.

As mães geralmente confundem a imagem digitalizada do pezinho com o teste. São coisas muito diferentes. A foto do pezinho é só para a identificação do bebê na maternidade.

Teste positivo: o que fazer?

Uma vez que o resultado tenha dado positivo para uma das doenças que fazem parte do rol do teste do pezinho, é preciso tirar a prova com um novo teste comprobatório. Mesmo que seja difícil e assuste os pais, o resultado positivo nem sempre quer dizer que a criança desenvolverá a doença em questão. Nesses casos, o teste deve ser repetido rapidamente com o acompanhamento do pediatra, que deve ficar atento às manifestações clínicas da doença.

Vamos compartilhar essa imagem a baixo para que mais mamães não percam o prazo de realizar o teste do pezinho:

(salve a imagem no seu computador ou baixe no seu celular e compartilhe)

Teste do Pezinho

Aproveite e confira:

Chá de bebê, chá de fraldas ou festa de aniversário com lista de presentes online

cha-de-bebe-online

Estou sempre procurando trazer novidades para mamães e futuras mamães! Coisas que facilitem a nova vida materna! E hoje tenho uma super dica para compartilhar com vocês! Serve para as futuras mamães que estão planejando o chá de bebê ou chá de fraldas e também serve para as mamães que estão planejando o aniversários dos filhos!

Para facilitar a organização do seu evento, o iBabysite te ajuda a criar a sua lista de presentes online, o convite virtual, confirmação de presença dos seus convidados, além de evitar os presentes repetidos e dúvidas do que presentear.

  • Como criar minha lista de presentes online?

É bem fácil e rápido de montar o site do seu filho. Você pode escolher a lista de presentes pronta ou criar a sua lista. Depois, você decide se prefere os presentes virtuais para receber o valor dos presentes na sua conta bancária ou pode escolher receber em casa os presentes físicos.

  • Acompanhamento em tempo real:

Além disso você recebe alertas dos presentes comprados e pode acompanhar tudo que acontece no seu site de qualquer dispositivo. Você também pode agradecer os presentes que ganhar enviando uma mensagem personalizada.

  • Convidando seus amigos

Depois de criar o site do seu filho e o convite virtual, é só divulgar para os seus convidados utilizando sua rede social, WhatsApp ou e-mail.

  • Facilitando a vida dos convidados

Com certeza os convidados vão adorar essa facilidade de presentear pelo celular sem ter que sair de casa e sem ficar na dúvida do que comprar.

  • Ganhando mais presentes

Você pode convidar seus parentes e amigos distantes, mesmo que eles não possam participar da sua festa presencial, eles podem participar presenteando através da lista online.

Benefício de fazer um chá de bebê online:

cha-de-fraldas-on-line
Imagem: parents.com

Para as grávidas que estão na dúvida… pense comigo… temos muitas coisas para comprar com a chegada de um novo integrante na família. O chá de bebê é um momento para quem está gestante poder relaxar e ganhar presentes úteis. Mas você pode acabar ganhando itens repetidos, itens de marca que não gosta, pode não ganhar algumas coisas que queria muito… Fazendo o chá de bebê online você aproveita a festa e ainda tem a garantia de que você poderá comprar os presentes de acordo com o seu gosto.

Benefício de fazer lista de presente online para aniversário:

lista-de-presentes-online-festa-aniversario

E se você acha que isso só serve para quem está fazendo chá de fraldas, não mesmo. Ninguém melhor que você sabe os gostos do seu filho, sabe em que fase do desenvolvimento ele está, que personagens gosta, com que tipo de brinquedos gosta de brincar. E a gente sabe que sempre acontece nas festas de aniversário de ganhar brinquedo repetido, de personagem que seu filho não gosta muito, de brinquedos que seu filho já está enjoado de tanto brincar. Então no próximo aniversário não deixe de fazer a lista de presentes online. Seu filho vai aproveitar muito mais os presentes!

Veja alguns exemplos de lista de presente de chá de bebê virtual:

www.ibabysite.com.br/chadabia

www.ibabysite.com.br/chadobenja

Veja também essa lista de presente online de aniversário de 1 aninho:

www.ibabysite.com/malu1aninho

>>> PROMOÇÃO PARA LEITORAS DO SOU MÃE!

Fizemos uma parceria com o iBabysite para as mamães e papais leitores aqui do Soumãe, o iBabysite vai liberar o Plano Premium por 3 meses gratuitamente para você criar o seu site com a lista de presentes online e confirmação de presença. Na utilização da lista de presentes virtual é cobrada a taxa de 7,99% por presente ganho. Acesse www.ibabysite.com crie o seu cadastro e no campo: Como ficou conhecendo? Escolha a opção SOUMAE.ORG – Promoção por tempo limitado.

Aprenda a contar a gravidez em semanas (tem tabela gestacional para te ajudar)

Provavelmente antes da gravidez você achava que o bebê iria nascer em 9 meses, não é? Mas aí seu médico vem e te conta que você será mãe em 40 semanas. E agora?

Bom, seu médico está certo. A verdade é que a contagem da gravidez começa a partir do primeiro dia da sua última menstruação. Na prática mesmo, são 38 semanas desde a ovulação. O que interessa para você é quando o seu lindo bebê foi gerado, mas o doutor começa a contabilizar lá do início mesmo, quando você nem estava grávida.

Como cada organismo funciona de um jeito, assim também acontece com o seu ciclo menstrual. Então não estranhe se você souber de mulheres que têm até 42 semanas de gestação segundo cálculo médico. É por esse motivo que não basta fazer contas, é preciso que o seu médico faça para o seu caso isoladamente a estimativa da data do seu parto.

É imprescindível fazer a tal contagem de semanas, que vai permitir ao profissional acompanhar o desenvolvimento do seu bebê, determinar se ele está crescendo de forma saudável, se os órgãos estão se desenvolvendo no ritmo normal, entre outras questões que vão te ajudar a ficar mais tranquila durante sua gravidez. Para isso, ele utiliza o exame de ecografia gestacional, também chamada de ultrassom ou ultrassonografia.

Por que a contagem da gravidez em semanas?

Para fazer o cálculo da gravidez, foi decidido que deveria haver uma contagem universal, então foi definido que este seria o método das semanas. Por isso, pode até ser estranho para a sua amiga solteira sem filhos, mas as mães que não são mais de primeira viagem já aprenderam e se acostumaram com essa forma de contar o tempo de gestação.

E por que começaram a calcular em semanas? Bem, porque, como sabemos, o embrião, feto, bebezinho se desenvolve muito rápido. Cresce de forma tão rápida que ficaria difícil acompanhar e anotar todas as evoluções que existem em apenas um mês do pequeno se alimentando e ficando espertinho aí dentro de você.

Se você está desconfiando que está grávida, quanto tempo será que tem sua gravidez? Comece a contar a partir do primeiro dia onde veio seu sangramento na última menstruação.

Confira essa tabela gestacional de meses x semanas e aprenda a calcular a semana exata que você está.

tabela-gestacional
Tabela Gestacional. Gravidez Semana a Semana,

Ultrassonografia transvaginal

Se perdeu nos últimos acontecimentos e não lembra quando foi a sua última menstruação? Um ultrassom transvaginal vai te ajudar a descobrir. Ele pode ser feito da quinta até a décima segunda semana da sua gestação.

Conseguiu entender um pouquinho mais sobre o desenvolvimento do seu bebê? Que você tenha uma gravidez saudável e muito feliz! Compartilhe as informações com outras mães!

Que tal conferir um vídeo para entender melhor sobre semanas x meses da gravidez:

Quer aproveitar e saber qual a data provável para o seu parto?

Está sofrendo de azia durante a gravidez? Dá uma olhadinha no post:

Decoração Chá de Bebê (lembrancinhas, brincadeiras, comidas e mais)

Esse período de espera pela chegada do bebê é um momento muito especial na vida da mulher. Cada coisa do enxoval que vamos comprando, cada roupinha que vamos organizando, tudo nos deixa cada dia mais feliz, pois sabemos que em breve teremos nosso bebê nos braços, é muito amor! Por isso hoje estou compartilhando com vocês itens importantes sobre decoração chá de bebê!

O chá de bebê é o momento que você vai relaxar, se divertir e celebrar a chegada do bebê com amigos e familiares.

Dicas sobre Decoração Chá de Bebê:

Mas antes…

duvidas-sobre-decoracao-cha-de-bebe
Imagem: Grávidas e Antenadas

Qual a melhor época da gravidez para fazer o chá de bebê?

Vamos começar falando sobre qual o momento ideal da sua gravidez para realizar o Chá de Fraldas. É importante que você esteja disposta para organizar o chá de bebê e receber os amigos e também que tenha ânimo para participar das brincadeiras. Então o ideal é que a festa seja realizada entre o sétimo e oitavo mês de gravidez. Pois no último mês de gravidez você vai estar muito mais cansada.

Quer saber o que fazer ou o que esperar em cada mês, ou melhor, em cada semana da sua gravidez? Aqui no blog você encontra o especial Gravidez Semana a Semana, onde você pode acompanhar as 40 semanas da sua gravidez.

Como fazer um chá de bebê simples?

Você quer fazer a festa mas quer que seja simples, mas que tenha o seu estilo. Para isso o melhor é que você mesma coloque a mão na massa e faça algumas coisas da decoração da festa, para que tenha o seu toque pessoal.

Você pode criar uma decoração chá de bebê muito linda, basta prestar bastante atenção no tema que você deseja fazer para o chá, escolher bem as cores que vai usar, todas devem estar em harmonia, e também nos acessórios de enfeites que vai usar. Você pode usar brinquedos do seu bebê para enfeitar a mesa do chá, pode fazer um bolo de fraldas com as fraldas do bebê, pode imprimir kits digitais com o tema que deseja, são várias opções que você mesma pode fazer e assim ter um lindo chá de bebê com a sua cara.

Aproveite e confira esse vídeo que fiz com várias dicas de como você pode fazer uma linda decoração chá de bebê gastando pouco:

Lembrancinhas de chá de bebê:

Tudo é questão de gosto e de dinheiro que se tem para investir nas lembrancinhas de chá de bebê.

Se você quer investir pouco nas lembrancinhas algumas opções são:

  • esmaltes
  • mini suculentas
  • saquinhos de balas
  • mini cupcakes
  • sachê perfumado
  • marcadores de livros

Mas se você quer investir mais nas lembrancinhas do chá de fraldas, algumas ideias são:

  • bolo de xícara em caixa transparente
  • sais de banho
  • aromatizador de ambiente
  • timer em formato de ovinho
  • necessaire
  • ecobag

Temas para decoração chá de bebê:

Você já escolheu o tema festa? Já sabe o sexo do bebê ou vai ser chá revelação? Separei algumas ideias de temas para chá de bebê neutro, menina e menino. Ideias lindas para te inspirar na hora de escolher o seu tema da decoração chá de bebê:

Chá de bebê neutro:

Para quem deseja um tema neutro, seja por ainda não saber o sexo do bebê, ou apenas por querer evitar o clássico “rosa” ou “azul”, eu separei algumas ideias que podem ajudar você. Temas de bichinhos como, cachorrinho, ovelhinha, ursos, pato ou abelhinha são temas fofos que combinam para gestantes de meninos ou meninas.

  • Tema para chá de bebê: Ovelha
cha-de-bebe-neutro
Temas de animais combinam facilmente com meninas e meninas, um animal muito fofo para a decoração do chá de bebê é a ovelha. Imagem: Quarto de bebê
  • Tema para chá de bebê: Cinza
decoracao-cha-de-fraldas
Nessa decoração, o foco não é o elefante (apesar de também ser uma ótima opção), mas as cores usadas nessa decoração, a combinação de cinza com amarelo, é ótimo para um chá de fraldas unissex. Imagem: Muito Chique
  • Tema para chá de bebê: Clean
decoracao-cha-de-bebe-tema-unissex-
Simples mas elegante. Já ouviram a frase menos é mais? Pois é, poucos itens na mesa, poucas cores, mas itens que deixam a decoração linda para meninos ou meninas. Imagem: Muito Chique
  • Tema para chá de bebê: Colorido
cha-de-bebe-colorido
Que tal um chá de bebê colorido, bem alegre, que combina para meninos ou meninas. Imagem: EuNeném
  • Tema para chá de bebê: Abelha
cha-de-bebe-neutro-tema-abelha
Para inovar na escolha do tema do chá, uma linda e fofa opção é o tema abelhas, também ótimo para quem deseja um chá de bebê neutro. Imagem: Luxe Linen

Chá de bebê menina:

Em chá de bebê menina a cor que é mais utilizada é o rosa, e um tema que também faz muito sucesso é “princesa”. Mas claro que você pode inovar. Separei algumas outras ideias de temas que você pode escolher para o chá da sua menina.

  • Tema para chá de bebê menina: Colorido
decoracao-cha-de-bebe-menina-
Imagem: Revista Crescer
  • Tema para chá de bebê menina: Love
decoracao-cha-de-bebe-menina
Imagem: Baby Chick
  • Tema para chá de bebê menina: Criativo
cha-de-bebe-criativo
Imagem: kodle
  • Tema para chá de bebê menina: Paris
cha-de-bebe-paris
Pode ser que você já tenha ido para Paris e goste muito, ou seja seu sonho ir, não importa, mas usar um lugar especial como tema do chá é uma forma de lembrar que você quer ir com sua bebê lá também. Imagem: Blog O Sapo e a Princesa

Chá de bebê menino:

Já nos chá de fraldas de meninos a cor predominante é o azul, mas nada impede que você use outras cores, misture cores e inove em temas. Separei algumas ideias para você:

  • Tema para chá de bebê menino: Urso aviador
decoracao-cha-de-bebe-urso
Ursos podem ser usados tanto em chá de meninas como de meninos, o que vai dar o tom da festa são os detalhes, nesse apesar de usar cores bem neutras tem o azul para o toque masculino na decoração. Imagem: tudoprasuafesta
  • Tema para chá de bebê menino: Simples
cha-de-fraldas-menino
Você quer um chá simples? Para poucas pessoas? Esse é uma fofura, louça bonita, cores cobinando, tudo organizado harmoniosamente na mesa. Imagem: limaoflor
  • Tema para chá de bebê menino: Criativo
decoracao-cha-de-bebe-menino-ideias
Essa é uma novidade que está fazendo sucesso, usar um painel de fundo de quadro negro, fica lindo! Imagem: Portal Bella Fiore
  • Tema para chá de bebê menino: Safari
decoracao-cha-de-bebe-safari
Usar o tema de animais para chá de bebê e primeiros aniversários é uma ótima escolha, sempre dá certo, fico fofo e alegre. Imagem: kikidsparty
  • Tema para chá de bebê menino: Raposa
cha-de-bebe-menino-raposa
Que tal conferir todas as fotos desse chá de bebê da atriz Sheron Menezzes, é só clicar aqui: Chá de Bebê raposa. Imagem: revistacrescer

Comidas para Chá de Bebê:

O cardápio da festa depende da hora que você for realizar o seu chá. Confira algumas opções de cardápio a baixo:

  • Se for próximo ao horário do almoço (entre 10h e 11h), você pode servir um brunch, uma refeição um pouco mais completa, que é um combinação de café da manhã com almoço, pode ter pães, frios, omelete, salada e tortas salgadas.
  • Se for a tarde, como a grande maioria faz, sirva um lanche leve, mas bem variado, com muitos salgados, vários docinhos e lógico o bolo (de verdade). E aqui você pode ver como fazer um bolo de fraldas, sabe… aquele bolo lindo que tem que ter em chá de fraldas para decorar a mesa? E… é fácil de fazer!
  • Sobre as bebidas: água, sucos de frutas, café, refrigerantes e claro “chá” não pode faltar!
  • Opções para o cardápio salgado: minisanduíches, torradas com patês variados, canapés, empadinhas , pães de queijo e outros salgadinhos (dê preferência para salgadinhos assados e não fritos).
  • Opções de doces: o básico negrinho e branquinho (que tem que ter em todas as festas), cupcakes (que são sucesso também), biscoitos, marshmallow e mais.

Brincadeiras Chá de Bebê:

Já falamos sobre a decoração chá de bebê, lembrancinhas, cardápio e agora vou dar a dica de 5 brincadeiras para você se divertir e relaxar durante o seu chá de fraldas:

1. Customização de body

brincadeiras-cha-de-bebe-customizacao-debody
Bodies customizados com tinta de tecido, carimbos, lacinhos, canetas para tecido e mais. imagem: www.pinterest.com

Adoro essa idéia! Compre bodys brancos (ou coloridos, mas que sejam lisos) e tintas de tecido (pincéis, stencil, caneta para tecido e o que mais você achar legal) e peça para os convidados customizarem os bodys para o seu bebê. Seu bebê terá bodys únicos, decorados por pessoas que se importam com ele e com você! É uma ótima lembrança desse período.

2. Qual o tamanho da barriga?

cha-de-bebe-brincadeiras
Pode ser que você gestante não se sinta à vontade em medir sua barriga, mas caso tope, aproveite e divirta-se com a brincadeira. Imagem: www.doceolhar.com.br

Todas as convidadas darão seus palpites sobre o quanto acham que sua barriga está medindo! Quem chegar mais perto do tamanho real ganha. Ou também pode passar um rolo de barbante e uma tesoura pelos convidados e falar pra eles cortarem o tamanho que acham que a sua barriga está, depois é só medir e ver quem chegou mais perto da real medida.

3. Qual é a música?

brincadeira-cha-de-bebe-musicas
Brincadeira para a mamãe testar seu conhecimento sobre músicas infantis. imagem: Blog do Casamento

Antes de ter filhos raramente a gente conhece alguma música infantil nova. A idéia é testar os conhecimentos musicais da nova mamãe. A gestante tem que continuar cantando a música de onde ela foi pausada, podem ser músicas novas e/ou antigas.

4. Bingo do Bebê

cha-de-bebe-bingo
Bingo é sempre uma boa brincadeira, todo mundo gosta! imagem: Tie it with a Bow

Enumere todos os presentes e dê uma folha de bingo para cada convidada. Na hora de abrir os presentes, a mamãe lê o número do presente que pegou e as participantes vão marcando. Quem fizer o bingo primeiro ganha o jogo e leva um brinde (Não esqueça de ter uma lembrancinha para a ganhadora do bingo).

5. Qual o sabor da papinha?

brincadeira-cha-de-bebe-papinha
Ótima brincadeira também para fazer em chá de bebê com os homens. imagem: Gravidez & Bebê

Compre algumas papinhas com sabores diferentes e retire os rótulos. As convidadas experimentam e tentam adivinhar qual o sabor. Aquela que acertar mais sabores ganha o jogo.

Gostaram das brincadeiras?

E além de falarmos sobre a decoração chá de bebê, o que não pode faltar em qualquer festa? Músicas!

Músicas para Chá de Bebê:

E para finalizar vou deixar aqui uma playlist especial para Chá de Bebê que fiz no Spotfy. Tem 45 músicas, 2h33min de muita música! Boa festa!

Quer mais dicas de decoração chá de bebê? Confira a categoria: Chá de Bebê

 

 

Passo a passo para fazer garrafas sensoriais para o seu bebê

garrafas-sensoriais-como-fazer

As garrafas sensoriais são objetos que estimulam os sentidos e a coordenação motora das crianças e facilitam o aprendizado. Além disso, são brinquedos fáceis e baratos de fazer, já que é possível criá-los com produtos e brinquedinhos que já temos em casa.

A partir dos 6 meses de idade os bebês, geralmente, já se interessam bastante pelas garrafas sensoriais e assim a brincadeira pode ser bem produtiva e de muita diversão para eles.

Principais estímulos com as garrafas sensoriais:

  • Visão, tato e audição: Usar materiais diferentes permite uma fantástica exploração sensorial.
  • Coordenação motora: Controlar os movimentos da garrafa sensorial cheia exercita a coordenação.
  • Concentração: Explorar as surpresas de cada garrafa estimula a atenção da criança.

O site Elo7, marketplace de produtos criativos e autorais, desenvolveu um passo a passo para criação de garrafas sensoriais:

como-fazer-garrafas-sensoriais

Materiais necessários:

  • 1 garrafinha pet
  • Fitas de cetim
  • Faquinha ou outro objeto para perfurar a tampa
  • Isqueiro
  • Tesoura
  • Super cola ou cola quente

Materiais que você pode colocar nas garrafas sensoriais:

O que irá dentro da garrafa depende dos materiais que você tiver disponível em casa ou da sua criatividade. Algumas opções são:

  • Pedaços de tecido/barbante/cadarço coloridos;
  • Botões coloridos, bolinhas, miçangas, guizos de metal;
  • Grãos de feijão, milho, arroz;
  • Brinquedos em miniatura;
  • Água com corante alimentício e lantejoulas;
  • Glitter;
  • Pompons coloridos;
  • Pedaços de papel laminado, retalhos de tecido, pedacinhos de EVA;
  • Canudos cortados;
  • Estrelinhas coloridas;
  • Pedaços de giz ou giz de cera, e muito mais.

Passo a passo

  • Esquente um pouco a ponta de uma faca com isqueiro. Perfure a tampa da garrafa.

passo-a-passo-garrafa-sensorial

  • Junte algumas fitas de cetim e passe rapidamente o isqueiro para uni-las. Isso facilitará a passagem pelo buraco feito na tampa.

como-fazer-garrafa-sensorial

  • Passe as fitas de cetim pela tampa perfurada. Amarre as fitas pela parte interna da tampa para não soltarem.

brinquedo-sensorial-passo-a-passo

  • Coloque pequenos brinquedos, pompons e itens coloridos dentro da garrafa.

faca-voce-mesmo-garrafa-sensorial

  • Passe um pouco de super cola ou cola quente na rosca e tampe bem.

pap-garrafas-sensorais

O bom é você fazer garrafas sensoriais diversas, pois cada uma será um estímulo diferente, os grãos de feijão são ótimos estímulos auditivos, o glitter e lantejoulas são estímulos visuais. Além disso o bebê manusear as garrafas são uma ótima estimulação tátil.

Dica para o momento da brincadeira: o ideal é você apresentar ao seu bebê apenas três garrafas por vez, para que ele possa explorar bem cada uma das garrafas sensoriais.

É lindo de ver o sorriso dos pequenos manuseando as garrafas sensoriais, descobrindo as cores e percebendo os movimentos.

Experimente e observe seu bebê.

IMPORTANTE: Como tem peças pequenas dentro das garrafas e também líquidos, lembre-se sempre de fechar muito bem! Sempre passe cola por dentro da tampa.

Dica para crianças maiores: deixe eles participem da confecção das garrafas sensoriais, eles podem colocar os itens dentro das garrafas, vão estar treinando a concentração e coordenação, e depois é só diversão.

Aproveite e confira mais dicas de brinquedos para os pequenos:

Saiba como economizar nas férias para Orlando com a alta do dólar

magic-kingdom-orlando-eua-dicas-

Planejar a viagem garante diversão e controle financeiro! Julho bate na porta e o cheiro das férias já começa a tomar conta. E um dos lugares mais desejados para ir nessa época do ano, continua sendo Orlando, nos Estados Unidos, em especial para os parques da Disney. Quem já está com a viagem marcada para lá ou para quem ainda está planejando, vale conferir essas dicas da Remagic, empresa especializada em planejamento de viagens para Orlando, para economizar mesmo com a alta do dólar, sem perder a diversão.

Ao fazer uma viagem internacional, o ponto de partida é planejar o máximo de detalhes com antecedência, o que garantirá segurança e gastos menores.

Aproveite e confira também: Vai viajar ou ficar em casa durante as férias escolares? Saiba que cuidados tomar para evitar acidentes

Bem, o primeiro passo, é ter em mãos o passaporte e o visto, obrigatório para entrar nos EUA, antes de fechar a viagem. Não deixe para a última hora, conte que tanto no Consulado quanto na Polícia Federal pode haver imprevistos com prazos para a retirada dos documentos. Depois, de tudo certo, e passagens compradas, veja quais os próximos passos para sua viagem ficar dentro do orçamento.

Dicas para economizar na viagem para Orlando:

  • Hospedagem:

Opções para se hospedar é o que não falta em Orlando, que oferece desde quartos de hotéis tradicionais, flats, quartos dentro dos parques e até aluguel de casas. Se você for com poucas pessoas, a melhor opção é ficar em um hotel, com café da manhã incluso ou que tenha micro-ondas e frigobar. Assim, você pode fazer as refeições no quarto e economizar. O flat, por sua vez, possui uma cozinha equipada, onde você pode preparar qualquer refeição. Esse tipo de hotel é ótimo também para quem viaja com crianças.

Hotéis dentro dos complexos dos parques são sempre mais caros que os hotéis da cidade. Eles possuem ótimos benefícios para os hóspedes, mas se o foco for economizar, não compensa. Para grupos acima de seis pessoas, a melhor opção é alugar uma casa. Orlando possui milhares de casas disponíveis para locação. Dividindo os custos entre todos, certamente ficará bem mais barato do que quartos de hotel.

  • Aluguel de carro

Estamos falando em economia e alugar um carro pode pesar um pouco no orçamento, mas é um item que vale a pena ser considerado. A cidade de Orlando é grande, optar por táxi ou Uber não é vantajoso. Além disso, não dá para contar com um bom sistema de transporte público, porque não existem trem ou metrô e os ônibus são poucos.

É verdade que alguns hotéis oferecem sistema de transfer para os principais parques e outlets, muitas vezes gratuitos. Pode ser uma opção se realmente o dinheiro estiver curto, mas saiba que eles têm horário certo para sair e voltar, limitando seu roteiro. Outro ponto é que esses transfers não te levarão para jantar ou permitirão aquela passadinha rápida em alguma rede de supermercados. Não esqueça de baixar em seu smartphone aplicativos de GPS para ter, na palma da mão, download de mapas e navegação offline.

  • Ligações e Internet via celular

Hoje em dia é comum todos quererem compartilhar, em tempo real, os melhores momentos da viagem. Se você faz parte dessa turma, pode optar por comprar um chip de celular por lá, mas a principal sugestão é usar e abusar do wifi grátis, de boa qualidade, disponível em quase todos os lugares.

  • Refeições

Nos EUA, fast food é muito barato, mas optar por essa opção todo dia, pode cansar. A cidade tem muitos restaurantes e vale sempre conferir os cardápios antes de entrar e também se cadastrar no site do estabelecimento que deseja conhecer, muitos deles oferecem voucher de uma entrada ou sobremesa grátis.

Opte por levar lanches e snacks comprados anteriormente no Walmart, por exemplo, que saem bem mais em conta do que os vendidos no parque. É permitido entrar com comida e se estiver com criança pequena, pode levar até uma marmitinha, pois todos os parques possuem um baby center com micro-ondas, cadeirões e pias.

Alguns restaurantes da Disney possuem buffets de ‘topping’, que nada mais é do que um buffet de extras para você colocar no seu hambúrguer ou salada sem custo adicional. Você pode comprar o item mais barato do cardápio e depois rechear seu lanche com outros complementos como alface, tomate, cebola, pickles, repolho, ketchup e mostarda.

  • Ingressos, fotos e lembrancinhas

Dependendo da quantidade de dias e de parques que deseja visitar, certamente esse item será o mais caro da viagem. Os valores são praticamente tabelado, por isso vale compra-los ainda no Brasil, dessa forma você compra em real (R$), não tem incidência de IOF e, dependendo de onde comprar, poderá parcelar.

Leve sua própria máquina fotográfica e celular com memória e fuja das fotos tiradas por profissionais dentro dos parques. Os custos dessas fotos são altos e mesmo que se feche um pacote, é um valor que pode ser economizado.

Em Orlando, vale a pena visitar alguma loja do Walmart Supercenter e Super Target, pois eles oferecem vários itens licenciados da Disney e Universal muito mais baratos que nas lojas oficiais, dentro dos parques.

  • Passeios gratuitos

Orlando vai muito além de parques de diversões e compras. Se suas finanças estão apertadas, fique tranquilo, você pode intercalar em seu roteiro algumas atrações gratuitas espalhadas pela cidade. São várias as opções, como o Lake Eola, um parque lindo, com gramados e um grande lago, localizado no centro da cidade. Ótimo espaço para um inesquecível piquenique em família.

Com entradas gratuitas, o Disney Springs e o Boardwalk são outros centros de entretenimentos recheados de incríveis lojas temáticas e restaurantes, que vale o passeio, sem a obrigatoriedade de consumir alguma coisa ou pagar estacionamento.

Do lado de Orlando, está a Celebration, uma comunidade desenhada para ser o que Walt Disney imaginou para o Epcot. Tudo parece um cenário de cinema! E para quem curte, há uma hora e meia de carro em ótimas estradas, ainda é possível desfrutar de lindas praias.

9 vantagens da amamentação (para a mãe e para o bebê)

amamentacao

É sabido que o leite materno é o alimento mais completo e equilibrado para os bebês. Ele atende todas as necessidades de nutrientes e sais minerais fundamentais até os 6 meses de idade.

Confira também: Mitos e verdades sobre a amamentação

Entretanto, existem outras vantagens que vão além da nutrição, e beneficiam tanto o bebê quanto a mãe. A consultora de aleitamento materno da Philips Avent, Eneida Souza, nos fala mais sobre essas vantagens.

9 benefícios da amamentação:

  1. Diminui cólicas nos bebês: fácil de ser digerido, o leite materno provoca menos cólicas nos bebês.
  2. Previne doenças nos bebês: o leite materno colabora para a formação do sistema imunológico da criança, previne alergias, obesidade e intolerância ao glúten. Além disso, bebês que se alimentam exclusivamente do leite materno têm menor risco de desenvolver asma e artrite reumatoide.
  3. Preserva a saúde do intestino dos pequenos: o colostro, leite materno produzido nos primeiros dias, contém uma molécula chamada PSTI, responsável por proteger e reparar o intestino delicado dos recém-nascidos. Essa molécula cria uma proteção permanente para a ingestão de todo alimento consumido posteriormente pelos bebês.
  4. Estreita o vínculo entre a mãe e o filho: o momento da amamentação aumenta o vínculo entre mãe e filho. Esse impacto nas emoções de ambos é causado, principalmente, pelo estímulo dos sentidos físicos dos bebês. O cheiro e o som do batimento cardíaco e o calor do corpo da mãe funcionam como impulsos para o bebê e o deixam tranquilo e seguro.
  5. Contribui para uma dentição saudável do bebê: o movimento de sucção ajuda no desenvolvimento da mandíbula do bebê e toda estrutura muscular da boca. Ela contribui também para a descida dos dentinhos. Além disso, a composição equilibrada do leite materno provoca menor risco de aparecimento de cáries em relação a outros alimentos.
  6. Estimula o crescimento dos prematuros: quando o ômega 3 está presente no leite materno, ele ajuda no desenvolvimento e crescimento dos prematuros nos primeiros meses de vida. Isso acontece porque o ômega 3 está relacionado com o crescimento celular. Para estimular o nutriente, é importante que ele seja consumido pela mãe durante a gestação e após o nascimento do bebê.
  7. Reduz chances de câncer na mãe: amamentar o bebê, gera benefícios também para as mães. A amamentação pode proteger a mãe contra o câncer de mama e de ovário. Quanto maior o período de amamentação, maior é a proteção. A explicação é que a amamentação possui efeitos positivos sobre a produção de hormônios femininos, prevenindo a ação de células cancerígenas.
  8. Pode colaborar para o emagrecimento da mulher: a produção de leite pelo organismo feminino consome cerca de 600 a 800kcal por dia. Esse gasto energético é comparado com o mesmo em atividades físicas de alta intensidade como corrida ou pedalada. Mas, por outro lado, o emagrecimento associado com a amamentação só acontece se o consumo de calorias pela mãe for menor do que o gasto diário.
  9. Reduz o risco de síndrome metabólica feminino: estudo publicado na American Journal of Obstetrics revelou que a amamentação reduz o risco de a mulher desenvolver síndrome metabólica (doenças cardíacas, cerebrovasculares, renais e diabetes) após a gravidez, inclusive para aquela que teve diabete gestacional. A associação é relacionada com o equilíbrio hormonal feminino estimulado pela amamentação.

Confira também esses artigos sobre amamentação:

314,153FãsCurtir
28,552SeguidoresSeguir
7,722InscritosInscrever

Posts Recentes