fbpx

Cuidando dos filhos: Ver TV ou não ver TV, eis a questão!?

Ver TV ou não ver TV eis a questão?! kkkkk….nos dias de hoje é meio difícil ficar longe das telinhas sejam da Tv, ou do celular, ou do tablet… a questão é como é possível viver sem galinha pintadinha, peppa pig, três palavrinhas, baby einstein, mundo bita, etc…afinal existem uma infinidade de programas infantis que prometem desde o entretenimento até à desenvolver a linguagem e estimular a inteligência do bebê. Promessas e entretenimentos à parte, a pergunta que como pais temos que nos fazer diante de tanta exposição hoje em dia e tanta informação sendo despejada em cima de nossos filhos é será que realmente é tudo isso é bom para eles?!

Vamos ver um pouco sobre o que os especialistas dizem sobre o assunto:

A recomendação da Academia Americana de Pediatria é que se evite deixar crianças de menos de 1 ano e meio de idade vendo televisão. “O cérebro da criança se desenvolve rapidamente durante esses primeiros anos de vida e os mais novos aprendem melhor ao interagir com pessoas, não com telas”, aconselha a entidade.

O pediatra Carlos José Silvestre, do Hospital e Maternidade São Luiz, afirma que não se deve deixar o bebê mais que 30 minutos ao dia vendo televisão, porque ele precisa de outros estímulos para crescer, não só os visuais.

Segundo os resultados apresentados na revista médica Pediatrics, as crianças que vêem menos de duas horas à televisão por dia na infância, não aumentam seu risco de sofrer transtornos de atenção na adolescência. Mas a partir da terceira hora, o risco aumenta cerca de 44% por cada hora adicional que se passa cada dia diante da TV. “Os efeitos foram especialmente encontrados em crianças que assistiam à TV mais de três horas diárias”, destaca Hancox.

Há pouca evidência científica para apoiar a ideia de que o conteúdo desses vídeos destinados especificamente às crianças possam desenvolver melhor as habilidades de linguagem. Evidências sugerem que bebês e crianças aprendem mais quando os pais interagem com eles do que quando ficam assistindo a esses conteúdos”, diz o pediatra José Gabel, membro da Sociedade de Pediatria de São Paulo.

Para Bárbara Amorim Hackbart, pediatra e neurologista infantil no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, não há indícios de que a televisão possa ser prejudicial, mas ela afirma que o tempo de exposição ao aparelho deve ser observado.

Quando uma criança assiste à TV com uma frequência elevada, há risco maior de obesidade, de sedentarismo ou de dificuldades nas relações interpessoais. Se ela fica horas na frente do aparelho com volume alto, há maior risco de problemas auditivos. Tudo deve ter um limite”, afirma a pediatra.

Para Filumena Gomes, pediatra do Hospital das Clínicas de São Paulo, se antes dos dois anos não é recomendado que a criança veja TV, a partir dos dois, ela explica que é importante que os pais fiquem atentos ao conteúdo do programa a que o filho está assistindo.

Enfim, existem inúmeros estudos por todo mundo que comprovam cada vez mais que crianças menores de dois anos NÃO deveriam ser expostos as telinhas, e muito menos por horas seguidas….e após os dois anos, o tempo deveria ser limitado pois isso compromete a visão, a interação social da criança, sua concentração, aumentam as chances de obesidade infantil, e muitos outros riscos que expomos nossos filhos ao colocá-los na frente da televisão.

Criança precisa correr, brincar ao ar livre, explorar o mundo a sua volta com toda sua energia de ser criança! Triste é ver uma criança que não apresenta mais o desejo de brincar na rua, de sair correndo, de interagir com outras crianças e segue querendo apenas ficar ligada nas programações infantis, desenhos, vídeos no youtube, etc…uma infância está sendo roubada, que nunca mais poderá ser recuperada, pois só se é criança uma vez na vida!

Que não sejamos os responsáveis por roubar isso de nossos filhos, pode parecer dramática minha fase, mas é isso mesmo… ao expô-los horas a fio a esse tipo de entretenimento estamos sendo os responsáveis por permitir que eles percam parte de suas vidas que também irão afetar seu futuro, pois explorando o mundo a sua volta é que a criança faz conexões em seu cérebro que permite que ela aprenda e se desenvolva cada dia mais, tornando-a em um adolescente, jovem, adulto capaz de resolver problemas, reagir frente as situações, interagir melhor com as pessoas, etc…os benefícios simplesmente não param…

Alternativas para o entretenimento de forma muito mais proveitosa é a interação com os livros e instrumentos musicais… incentivar seus filhos a ler é um grande benefício para o crescimento deles, nesse post fala um pouco sobre a importância de ler para as crianças, vale a leitura e reflexão. E a música também é uma grande parceira da leitura que traz também inúmeros benefícios para as crianças, nesse post você vê as vantagens de iniciar a musicalização infantil cedo com seus bebês.

Comece diminuindo o tempo de exposição do seu filhos às telas, substitua por outras alternativas como brinquedos de compreensão e lógica, livros, esportes, utilização de instrumentos musicais, etc…veja a televisão como um mal necessário, ou seja, as vezes pode ser necessário para poder preparar o almoço, ou botar o irmãozinho para dormir, ou tomar um banho, etc..mas não faça com que isso se torne um hábito, acredite, você estará ajudando seu filho e também a você mesma que poderá desfrutar de mais tempo de qualidade na companhia dele e de sua família.

Afinal existem valores que são construídos na infância…não adianta depois chegar na adolescência e reclamar que seu filho não quer sair da frente da TV, ou do videogame, ou fica trancado horas no quarto sem interação nenhuma com a família…difícil é para nós pais as vezes pensarmos a longo prazo o que estamos plantando na vida de nossos filhos, a verdade é que estamos SEMPRE PLANTANDO, seja bom ou ruim, estamos sempre plantando em seus corações, e o que se planta, se colhe, é a lei da semeadura e ela é inevitável…então escolha hoje plantar tempo de qualidade aonde você desliga a TV, e senta no chão para brincar, ouvir, ler, interagir com as crianças…fazendo isso certamente você estará plantando respeito, comprometimento, qualidade de tempo, de vida, amor, pois amor não se baseia apenas em palavras mas em atitudes… e sentar no chão para brincar com eles, é um dos máximos de demonstração de amor em seus mundos ainda tão limitados de grandes compreensões, afinal crianças são simples e dentro da simplicidade como vêem o mundo, interagir com eles é uma grande demonstração de amor.

Diante de tantas notícias tristes que temos recebidos dia após dia, concluo meu texto lembrando que ninguém sabe sobre o dia de amanhã, é preciso viver o hoje com toda a intensidade que ele permitir, que realmente VIVAMOS ao lado de quem amamos, para não nunca nos arrependermos de não termos gasto tempo com que amamos.

close