Chá de Bebê Online
Roupinhas para bebês
Como fazer fotolivro
Ebook Atividades de 0 a 1 ano

Porque ler para os bebês é tão importante?!

Última atualização em por

Já está comprovando por diversos estudos que os bebês desde o ventre materno já conseguem “sentir” o som e ouvir a voz da mãe, mais precisamente a partir da 25ª semana de gravidez. Por isso que o bebê reage se mexendo dentro da barriga quando escuta músicas ou a voz da mamãe. Significando que ele escuta e já está, de certa forma, interagindo com a mãe. Assim ele nasce com essa memória.

Portanto, ler em voz alta para o seu bebê é uma atividade maravilhosa que você pode compartilhar com ele desde já (nunca é tarde para começar) e por muitooooooo tempo. A leitura ensina a comunicação básica , introduz números, letras, cores e formas, ajuda a construir vocabulário, a estimular a memória e a ouvir. Acredite ou não, quando o seu filho fizer um ano, ele já vai ter aprendido todos os sons necessários para o aprendizado da sua língua materna. Quanto mais histórias você ler pra ele, quanto mais palavras ele ouvir, melhor vai ser o seu vocabulário e fala.

Quando o pai ou a mãe lêem

O bebê percebe suas emoções e sons expressivos, isso ajuda o desenvolvimento emocional, ele é capaz de distinguir a entonação da voz e é graças a ela que começa a construir significado de tudo que está ouvindo a sua volta. Por isso, é necessário oferecer às crianças outro linguajar, isto é, o da escuta, da leitura em voz alta. A leitura também estimula o bebê a olhar, apontar, tocar e responder perguntas que a mãe faz, imitar sons, reconhecer imagens, virar páginas e mais tarde, repetir palavras,  tudo parte do desenvolvimento social e psicológico dele. . Enfim, ler para seu bebê demonstra que a leitura é importante, pois está incluída na sua rotina, assim como comer e tomar banho por exemplo.

O bebê de 0 a 5 meses

Desde os primeiros meses de vida eles já começam a prestar atenção nos gestos dos pais e reproduzir seus sons. Aos quatro meses, já podem olhar as imagens de um livro, então é necessário mostrar-lhe a imagem do cavalo para que ele possa compreender o que significa a palavra “cavalo”.

Para isso os pais podem auxiliar:

  • Apontando as figuras que estão no livro e dizer em voz alta o nome daquilo para o qual o bebê está olhando;
  • Virar as páginas de acordo com o interesse do bebê, ou deixar que ele mesmo folheie;
  • Representar com gestos ou com sons a figura que estiver mostrando para o bebê, exemplo imitar o som que o “cavalo” faz, assim ele irá aos poucos associando os sons às figuras também;
  • Imitar os sons que o bebê faz e observar sua reação.

O bebê de 6 meses a 1 ano

Nessa fase, a leitura já é bem mais interativa e portanto os pais devem conversar com a criança sobre as figuras do livro, as formas, as palavras e os sentimentos, relacionando-os com a vida ao seu redor. Os bebês, quando conseguem se sentar, já conseguem segurar os livros e também colocá-los na boca (não se frustre com isso, é apenas uma fase).

Nessa fase, os pais podem:

  • Nomear as figuras que o bebê aponta no livro ou aquelas em que ele fica interessado;
  • Ajudar o bebê a virar as páginas do livro ou deixar que ele mesmo vire;
  • Transmitir o clima da história por meio da entonação da voz, de gestos e de expressões faciais;
  • Conversar com o bebê e fazer perguntas sobre as coisas que ele está ouvindo ou fazendo;
  • Seguir as indicações do bebê para ler mais, repetir ou parar.

De 1 ano a 2 anos

Agora a criança já consegue escolher um livro e entregá-lo aos pais para que o leiam. Também aponta as figuras e copia as expressões e os gestos do adulto que está lendo para ela.

Assim, os pais podem:

  • Usar diferentes vozes para representar os diversos personagens das histórias;
  • Fazer perguntas para que a criança responda apontando. Por exemplo: “Onde está o gato? ”, “Quem faz miau? ”;
  • Incentivar que ela faça o som de determinado animal. Por exemplo: “Como a vaca faz? Mu!”;
  • Sorrir e responder quando a criança falar ou apontar;
  • Deixar a criança virar as páginas do livro;
  • Ler a mesma história várias vezes, se a criança quiser;
  • Acrescentar mais palavras quando a criança apontar uma imagem. Por exemplo: “Menina. Essa menina é bonita”;
  • Fazer outras perguntas sobre as figuras que ela apontar. Por exemplo: “Cadê o cabelo da menina? ”, “E o cabelo da mamãe? ”, “E o seu cabelo? ”;
  • Nomear e demonstrar ações e emoções nas histórias. Por exemplo: “A menina está rindo”. E então rir para o bebê;
  • Levar sempre um livro quando sair com o bebê e ler para acalmá-lo ou distraí-lo.

Algumas dicas para os momentos de leitura:

  • Fique na altura dele: estando ao lado do bebê, sua voz vai ficar mais próxima, assim como os desenhos dos livros. Isso pode acalmá-lo. Uma dica é deitar ao lado dele, de forma que os dois fiquem de costas pro chão, criando um ambiente mais aconchegante;
  • Ao seu alcance: os livros precisam estar ao alcance de suas mãos, para que ele possa pegá-los a hora que quiser. E isso começa desde cedo, pois mesmo o bebê não sabendo ler ao manusear os livros, colocá-los na boca, cheirá-los, folheá-los está se habituando com eles; Veja nesse post dicas de como criar um ambiente legal para a leitura na sua casa;
  • Criando uma rotina: a prática da leitura precisa ser regular, se possível todos os dias da semana. As melhores horas são depois do banho, quando o bebê está mais relaxado  e se aconchegando para dormir, ou depois da refeição, quando bate aquele soninho e ele se acalma, prestando mais atenção na leitura. Pode fazer parte da rotina desde os 9 meses de idade;
  • Escolhendo a história: Permita que seu filho possa escolher a história que quer ouvir. Caso ele queira ouvir sempre a mesma história, você pode instituir que um dia ele escolhe e outro dia você escolhe, permitindo assim um rodízio dos livros;
  • Foque nas figuras: a maioria dos livros para bebês tem imagens bem grandes e pouco texto. Procure por livros com muito contraste de cores. Para recém-nascidos, o ideal é preto e branco.
  • Estimule os demais sentidos: não só a visão e audição que são trabalhados quando lemos histórias pro bebê. Existem livros que ajudam no desenvolvimento de outros sentidos, como tato e olfato. Procure por publicações que tenham texturas e cheiros, os bebês adoram; Esses são os livros que a minha filha mais ama no momento;
  • Interprete a história: deixe a vergonha de lado, na hora da história, busque seu lado mais teatral e faça vozes diferentes para os personagens, use gestos exagerados, faça sons para as narrativas, enfim deixe a imaginação fluir, a ideia é chamar a atenção da criança para a história, despertando seu interesse. Os bebês amam!!!!

Tipos de livros para bebês de 0 a 1 ano

Existem uma série de livros que estimulam o bebê com cores, texturas, cheiros, etc..gerando seu interesse por manuseá-los e futuramente lê-los, ou melhor pedir para que um adulto os leia…kkk

Livros de banho

Existem livros de plástico que podem ser levados para a água, tornando esse momento mais alegre e divertido. Geralmente são bem resistentes, podendo ser usado desde bem bebezinho. Comece com os livrinhos que contenham apenas figuras, e depois vá avançando para os que contém texto. Ao longo do banho deixe que o bebê explore o livro da forma como ele achar melhor, seja colocando na boca, ou tentando folhear, pois todas as ações mesmo que lhe pareçam pequenos gestos estão ajudando o bebê a desenvolver o tato e a coordenação, além de ser uma diversão.

Europa-Filmes-Livro-de-Banho-Clara-Carangueijo-Moderna-8782-7327-1

 

Livros musicais

Os livros musicais, ajudam no desenvolvimento da linguagem, da coordenação e do estímulo auditivo. O legal é que a história é contada pelo próprio livro, gerando interesse na criança em folhear, apertar e manusear o livrinho. Ou seja, ela mesma pode ouvir a história sem a ajuda de um adulto.

livro-10-bebc3aas

Livros com textura

Existem livros com texturas e até mesmo cheiros, eles ajudam no desenvolvimento do tato e do olfato. Assim o bebê pode tocar as páginas enquanto a história está sendo contada. Minha filha amaaaa esse livros na fase que ela está. Ela percebe que há uma textura diferente no texto e já coloca a mãozinha para sentir. Assim o momento de ler se torna uma experiência rica e e estimulante

22

 

Livros de pano

O bom desses livros é que a criança não corre o perigo de se machucar, já que são de pano! Claro que inevitavelmente eles irão para a boca primeiro, portanto opte pelos modelos atóxicos. Geralmente são bem coloridos e alguns têm formatos que atraem a atenção do bebê. Deixe o bebê manusear como ele quiser, se familiarizando com os livros.

9781409548089g1

Livros POP UP

São livros que as figuras “saltam” da folha do livro, despertando o interesse da criança na história, pois o livro se torna “interativo”, eles amam!

livro-a-vida-na-fazenda-colecao-pop-up-divertido.6414.super2

 

 

Você também pode gostar

Comente com o Facebook

comentários