Quando iniciar o desmame de forma saudável?

Quando iniciar o desmame de forma saudável?

O desmame é um processo natural e presente em diversas culturas, entretanto seu significado varia entre cada uma delas.

O conceito geral dessa ação é quando a amamentação deixa de ser a forma exclusiva de alimentar um bebê, podendo ser utilizado embalagens de papel cartão personalizadas para guardar a comida.

Todo o período desde a introdução de alimentos sólidos até a interrupção total da amamentação é conhecido como o desmame, o que ajuda tanto os pais quanto as crianças a se adaptar a uma nova fase e inserir novos alimentos na dieta da criança.

Embora esse processo varie muito de acordo com as necessidades de cada criança e com a realidade dos pais, é comum que a alimentação complementar seja inserida aos seis meses da criança, embora a amamentação não deva ser deixada de lado.

Existem diversos benefícios da amamentação que ainda podem ser conquistados nesse período, e por isso o ideal é iniciar o processo de desmame aos 24 meses de idade da criança, se houver essa possibilidade.

Entretanto, existem casos que podem gerar diferenciações nesse processo, principalmente se houver alguma questão com o leite materno ou com a própria criança e a inserção de alimentos acaba sendo acelerada.

Um exemplo é a mãe ter que voltar ao seu trabalho em uma fábrica de balões infláveis para propaganda, o que limita as vezes que ela pode amamentar a criança.

A decisão dos pais no momento do desmame também é uma realidade e deve ser levada em conta quando você opta por realizar esse tipo de tarefa. Com uma série de etapas comuns, é possível tornar esse processo muito mais fácil.

Identificar esse momento tem muito mais a ver com a relação entre a mãe e a amamentação do que com fatores externos. É preciso que você entenda sua atividade e a forma como isso impacta sua vida para conseguir realizar um desmame de qualidade e proteger a criança.

Com estas ações, acaba se tornando muito mais fácil garantir uma estrutura de qualidade para o processo e entender a hora ideal para iniciar o desmame de forma adequada e sem passar por nenhuma complicação ao longo dessa ação.

Como realizar um bom desmame?

Agora que você entende melhor a importância do desmame e seus detalhes, é preciso ter em mente algumas atividades e atitudes que podem fazer a diferença nesse processo, tornando-o muito mais adequado para a criança.

Vale ter em mente que cada pessoa é única no mundo, e nem sempre os mesmos conselhos funcionarão para duas mães diferentes, ainda que seus filhos estejam em uma mesma faixa etária e ambas trabalhem como auxiliar de limpeza terceirizada.

Por isso é importante que você saiba como aplicar esse tipo de ação de forma adequada, adaptando as informações à sua realidade para obter o melhor resultado possível do processo de desmame como um todo.

O momento ideal

Embora não exista uma data correta para iniciar o desmame, o ideal é que seja em um momento com menos mudanças. Isso ajuda a criança a entender esse processo de maneira mais efetiva, otimizando assim todo o desmame. Elementos como:

  • Mudança de casa;
  • Volta da rotina de trabalho da mãe;
  • Início de comparecimento em creches;
  • Mudanças na rotina da família.

Além de muitos outros casos acabam se tornando mais complexos para lidar, o que deixa a criança mais confusa e pode atrapalhar esse momento importante de alterar a alimentação. Isso pode acabar gerando mais complicações no futuro, quando a mãe estiver de volta às suas atividades em um centro de medicina do trabalho, por exemplo.

O ideal é que a criança esteja feliz e saudável, em um ambiente estável e propício para você iniciar um processo de mudanças. Gripes, resfriados e outras complicações podem se tornar um problema também, por isso é importante ficar de olho.

Recomendações médicas

O movimento mais seguro na hora de iniciar o processo de desmame é estar em constante comunicação com os médicos responsáveis pela criança e pela mãe. O pediatra nesse caso tem um papel essencial, ajudando a encontrar fórmulas que funcionem para a criança.

Caso você ainda queira utilizar o leite materno em mamadeiras, é preciso saber como fazer um armazenamento adequado e estocar o leite de forma segura, o que pode ser muito mais simples com as recomendações médicas adequadas.

Cada criança tem suas próprias necessidades, e por isso é tão importante consultar um profissional antes de iniciar uma fórmula quando a mãe voltar para o trabalho com assessoria financeira.

O pediatra avaliará todas as possibilidades para a criança, desde alergias até restrições alimentares.

Dessa maneira você consegue otimizar seus processos e estimular uma ação mais efetiva na hora de desmamar a criança, entendendo melhor as necessidades e especificidades do bebê para esse processo alimentar.

Comunicação com o bebê

Muitos pais e mães de primeira viagem esquecem da importância de uma boa comunicação com o bebê. Ainda que ele não entenda as palavras ou não possa responder, a entonação ajuda muito no processo de desmame e de outras atividades.

Por isso, sempre que estiver apresentando um novo alimento ou uma mamadeira diferente, é preciso que você se apresente de forma amorosa, assim a criança aceita melhor o fato de mudar a forma de se alimentar.

Não se esqueça de explicar para ele o motivo de a alimentação começar a ser feita pela mamadeira e reforçar sempre que possível de forma afirmativa esse tipo de diálogo. Isso ajuda a criança a se entender melhor no mundo que a cerca.

Tratar sua criança como um indivíduo é o primeiro passo para um crescimento saudável e amoroso, que o ajudará em diversas etapas posteriores e torna o processo de desmame muito mais saudável, contando com um serviço de entrega de encomendas para receber as fórmulas.

Ainda que tenha pouca idade, a criança consegue compreender as nuances do que está sendo apresentado, e começa a se identificar como uma figura singular, tornando esse um dos elementos mais importantes de toda essa atividade de mudança de alimentação.

Alimentação com outros familiares

Um dos primeiros trabalhos no processo de desmame é acostumar o bebê a se alimentar com outros membros da família, uma vez que o costume pode fazê-lo se restringir a ser alimentado pela mãe.

Aos poucos você deve começar a inserir a alimentação com outras pessoas, como pai, avós e tios, para que a criança comece a entender que o alimento está na mamadeira, e não na pessoa que está entregando-a.

Dessa forma, você tira a responsabilidade da mãe de ser a única capaz de alimentar a criança, uma vez que isso pode ser muito desgastante a longo prazo e atrapalhar a rotina da pessoa.

Principalmente se a mãe da criança precisa voltar a trabalhar em uma empresa de produtos veganos e deixar a alimentação por conta de outra pessoa.

Inserindo alimentos sólidos

Depois que a criança se acostumar de vez com a mamadeira, é o momento de iniciar com alimentos sólidos, mas lembrando-se sempre de manter a mamadeira intercaladamente nas alimentações.

Aos poucos, você pode aumentar o período entre uma mamadeira e outra, ajudando a criança a se acostumar com um momento maior sem esse tipo de alimentação até ele ser completamente eliminado.

A suplementação da alimentação com a mamadeira é um processo importante, uma vez que ajuda a criança a estabelecer horários de alimentação.

O desmame para a mãe

O leite materno funciona de acordo com a necessidade da criança. De forma similar à lei de oferta e demanda, quanto menos for exigido o leite materno, menor será a produção. Por isso, esse é um processo importante de acompanhar.

Durante o desmame, o ideal é que a mãe não extraia leite, permitindo que seu corpo se restabeleça. Entretanto, isso pode causar desconforto, e em alguns casos até mesmo infeccionar.

Sempre que se sentir incomodada, você pode fazer o processo de extração de leite, até que ele comece a cessar a produção como um todo.

Copo de treinamento

O copo de treinamento é uma ferramenta que deve ser utilizada durante o período de desmame. Ao colocar um pouco de água e posteriormente introduzindo o leite nele, você começará a preparar a criança para um segundo desmame.

Isso porque depois do desmame inicial, ele ficará dependente da mamadeira, e a inserção do copo de treinamento ainda na primeira etapa ajuda a criança a fazer uma passagem mais simples para deixar de lado a mamadeira.

Esse processo pode ser rápido ou mais demorado, dependendo inteiramente da criança como um todo.

Observar os sinais da criança é a principal maneira de conseguir esse tipo de objetivo, principalmente com a utilização de produtos que possuem fabricantes de lacres de segurança.

Considerações finais

O processo de desmame é um dos mais importantes do primeiro estágio de alimentação do bebê e deve ser acompanhado de perto para garantir o melhor resultado possível. Por isso, entender como fazer esse processo é fundamental.

Ao seguir dicas básicas e algumas atividades muito comuns para pais e mães nessa fase, você pode otimizar esse processo e garantir um resultado mais efetivo para seu filho, permitindo que ele comece a se alimentar mais adequadamente.

O desmame é um processo que todas as crianças devem passar em algum momento, e o contato com os pais é essencial para que ele seja mais natural e tranquilo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

close