Tabela gestacional correta: calcule sua gravidez

Tabela gestacional: como calcular de forma correta a sua gestação em semanas

Calcular o tempo de gestação não é uma tarefa simples. Criar uma tabela gestacional correta pode ajudar. Por outro lado, não são todas as mulheres que sabem como fazê-la.

Acima de tudo, a tabela gestacional correta é um recurso para a grávida. Assim como a fisioterapia na saúde da mulher.  

Em síntese, a mulher, futura mamãe, organiza melhor a gestação. E isso ocorre graças à tabela. Por ela, também é possível acompanhar o crescimento do bebê.

Alguns aplicativos para smartphone, inclusive, oferecem esse recurso. De acordo com o tempo de gestação, é possível ter informações mais precisas.

Atualmente, alguns apps comparam o tamanho do feto a uma fruta. Como resultado, a grávida tangibiliza o sonho que realizará em alguns meses.  

Abaixo, confira mais informações sobre a criação da tabela gestacional correta. Veja, também, novas informações sobre o assunto.

Afinal, o que é uma tabela gestacional?

Tabela gestacional
O que é uma tabela gestacional?

Antes de mais nada, uma tabela gestacional é uma forma de controle da gravidez. É uma maneira de saber a idade gestacional. Ou seja, o tempo transcorrido entre a concepção e o nascimento do bebê.

São, normalmente, 40 semanas de mudanças corporais e hormonais. Como resultado, a grávida passa 280 dias experienciando coisas novas. Entretanto, além dessa preparação corporal, outras mudanças acontecem. 

Como resultado, a grávida consegue se preparar para:

É dessa maneira que a tabela gestacional correta também auxilia a mulher. Ao passo que as semanas passam, a grávida se organiza. Dessa maneira, a probabilidade de imprevistos diminui.

Como funciona uma tabela gestacional?

A tabela gestacional correta, como já explicamos, é uma boa forma de controle. A grávida acompanha, por meio dela, todos os processos ao longo do tempo. Nesse sentido, a mulher observa o desenvolvimento do feto.

Entretanto, vale a pena ressaltar que a tabela gestacional correta é uma forma de previsão. Isso porque, precisar a data de concepção é difícil. Principalmente quando a mulher tem relações sexuais constantes.

Porém, como é difícil precisar a concepção, a gestação começa no primeiro dia da última menstruação. É claro, em termos médicos. Em síntese, é a partir dessa data que os 280 dias são contados.

Combinado à tabela gestacional correta, o acompanhamento de um ginecologista ajuda. Principalmente quando este solicitar uma ultrassonografia. O médico, então, acompanha o desenvolvimento do feto.

Principais formas de saber sobre a gestação com dados corretos

Tabela gestacional
Principais formas de saber sobre a gestação

Como você pôde perceber, uma tabela gestacional correta trabalha com previsões. Juntamente a ela, existem outras formas de saber sobre a gestação. 

São elas: ultrassonografia transvaginal, tamanho do útero e o exame Beta HCG. Abaixo, confira um pouco mais sobre cada uma delas. Assim, prepare-se para receber o seu bebê da forma mais completa possível.

Ultrassonografia transvaginal

Uma ultrassonografia transvaginal ajuda o médico a acompanhar o desenvolvimento fetal. Normalmente, o embrião é visto a partir da 5ª semana de gestação.

Esse é o método mais preciso para saber sobre a gestação com dados corretos. A idade do feto é precisada por meio das medidas ósseas e circunferência corporal. Com essa análise, o ginecologista ajuda a mulher a ter uma melhor percepção sobre a gravidez.

Além disso, uma ultrassonografia transvaginal mede o comprimento céfalo-caudal. É isso que ajuda o ginecologista a prever a data do parto. 

Tamanho do útero

O tamanho do útero, ou a altura uterina, também ajuda a calcular o tempo de gravidez. Por isso, alguns ginecologistas fazem um tipo de exame de toque. Nele, o médico percebe a posição do órgão.

Por volta da 12ª semana de gravidez, o especialista consegue palpar o útero acima da parte frontal do osso da pelve. Entretanto, na 16ª semana, o útero também pode ser percebido no umbigo.

Por fim, na 20ª semana de gestação, o útero sobe um pouco mais. Por isso, é comum que mulheres grávidas tenham a região umbilical mais “pontuda”

Beta HCG

O Beta HCG é um hormônio produzido por mulheres grávidas. Normalmente, o exame confirma a gravidez. O Beta HCG pode ser quantitativo ou qualitativo.

Quando feito de forma quantitativa, o exame pode indicar o período gestacional. Isso porque, esse hormônio tende a ser produzido em maior quantidade. Ainda mais com o passar das semanas.

Esse também é um método que, quando aliado à tabela gestacional correta, ajuda o médico a saber o tempo de gravidez. Como resultado, a preparação para o parto é feita de forma mais assertiva.

Tempo em média que dura uma gravidez

Tempo em média que dura uma gravidez

Definitivamente, a maioria das pessoas entende que uma gravidez dura 9 meses. Entretanto, a melhor forma de fazer o cálculo gestacional é considerando as semanas.

Como já falamos acima, uma gravidez dura, em média, 40 semanas. Ou seja, são 280 dias de espera para a materialização do sonho maternal

Entretanto, o tempo de gestação varia entre as mulheres. Algumas podem parir, realmente, no último dia. No caso de outras mulheres, entretanto, o parto pode ser antecipado.

Tudo depende, é claro, do organismo feminino. Também, da saúde da mulher. Ou, ainda, da “vontade” do bebê de sair antes.

Alguns fatores também afetam o tempo médio da gravidez. Por exemplo, problemas de pressão. Para a preservação da saúde da mulher e, também, do bebê, intervenções podem ser feitas.

Como obter de modo correto uma tabela gestacional?

A resposta é simples: considerando o primeiro dia da última menstruação. 

Você pode utilizar um aplicativo de celular para desenhar uma tabela gestacional correta. Se preferir, pode fazer um desenho à mão. Como um calendário, por exemplo.

Essa é a forma mais precisa de fazer o cálculo gestacional. Isso porque, os gametas dos espermatozóides podem permanecer no aparelho reprodutor feminino por até 7 dias.

Então, considerar somente o dia da relação pode não ser suficiente para fazer o cálculo correto em uma tabela gestacional

Conclusão

Agora que você aprendeu como calcular a tabela gestacional correta, é hora de colocá-la em prática.

Aliada a outros métodos, use-a como um guia para precisar a data do parto. Também, para se preparar corretamente para a chegada do seu filho. 

close