Gravidez

Dor de cabeça na gravidez

A dor de cabeça está presente na maioria das mulheres, ao longo de toda sua vida, pois ela geralmente está relacionada na vida da mulher há mudanças hormonais.

Na menstruação, ela ocorre porque o nível de estrogênio permite a renovação do endométrio, preparando o útero para um potencial óvulo fecundado, no entanto o estrogênio também é um modulador de dor, por isso quando sua concentração é alterada no organismo, aumenta a predisposição da paciente à dores de cabeça.

As dores de cabeça também podem ser sintomas de gravidez mas sempre associadas a outros sintomas, como: sonolência, dores nos seios, enjôos matinais, etc e mais uma vez elas estão relacionada as mudanças hormonais no corpo da mulher por conta da gestação, mas outros fatores também podem cooperar para o quadro de dor de cabeça, como:

  • Falta de cafeína no organismo, principalmente para aquelas mulheres que estão acostumadas a consumir bastante cafeína regularmente e na gestação precisam reduzir essa quantidade, essa “abstinência” pode desencadear as dores de cabeça;
  • Desidratação;
  • Problemas de visão;
  • Pressão baixa ou alta;
  • Cansaço físico e estress;
  • Congestão nasal;
  • Fome;
  • Ingestão de alimentos que atacam a cefaléia.

Existem dois tipos de dor de cabeça que são mais frequentes na gestação: a tensional e a enxaqueca. A tensional é incômoda, mas não causa mal para o bebê, já a enxaqueca pode sim ser um alerta de algo mais grave, como uma pré-eclâmpsia. Por isso a importância de um bom pré-natal.

Diferenças entre enxaqueca e dor de cabeça tensional:

Enxaqueca:

• Afeta um lado só da cabeça
• Provoca dor muito forte
• Lateja
• Vem acompanhada de outros sintomas, como enjoo, vômito e sensibilidade à luz e a barulhos
• Piora com a atividade física, como caminhar e subir escadas.

Dor de cabeça tensional:

• Afeta os dois lados da cabeça
• Não é muito intensa, mas é irritante
• Piora no fim do dia
• Dá uma sensação de pressão, mas não lateja
• Não causa outros sintomas como enjoo ou vômitos
• Não costuma piorar com a atividade física, como subir escadas

As crises de dor de cabeça são mais comuns no primeiro trimestre, a melhora das dores de cabeça na gravidez geralmente se dão no segundo e/ou terceiro trimestre da gestação. Mesmo as mulheres que já apresentavam um quadro de dores de cabeça antes da gravidez, tendem a melhorar ou desaparecer durante a gestação. No entanto infelizmente cerca de 25% das gestantes podem sofrer um agravamento das dores de cabeça.


Aproveite e confira:


A dor de cabeça na gravidez pode indicar um problema mais sério?

https://bebemamae.com/gravidez

Sim. Em algumas situações a dor de cabeça pode sim ser um sinal de um problema mais grave, principalmente se vier associada a outros fatores, como:

• visão borrada ou flashes de luz nos olhos;
• dor no alto do abdome, logo embaixo das costelas;
• vômito;
• inchaço repentino do rosto, das mãos ou dos pés

Esses sintomas acima citados, podem ser indícios de pré-eclâmpsia, um problema que exige monitoramento para que a gestante e o bebê não corram riscos. Portanto se a sua dor de cabeça vier associada a algum dos demais sintomas acima, entre em contato com seu médido obstetra o mais rápido possível.

Formas de aliviar as dores de cabeça:

1- Uma das formas de evitar as dores de cabeça durante este período consiste na prática de diversas técnicas para reduzir os níveis de estresse, tensão muscular e ansiedade como os seguintes tratamentos:

• Biofeedback, uma prática tradicional, utilizada em todo o mundo, que permite controlar certos parâmetros corporais que influenciam na dor.
• Digitopuntura, baseada na aplicação de pressão nos pontos de energia tradicionais chineses.
• Massagens, muito efetivas para relaxar e controlar o estresse;

2- Os tratamentos caseiros para alívio das dores de cabeça também são eficientes como:

  • Descansar, tente dormir um número mínimo de horas todas as noites, pois o sono pode favorecer o surgimento de dores de cabeça;
  • Coma em porções pequenas, pois níveis baixos de açúcar no sangue também pode desencadear dores de cabeça;
  • A prática de atividades físicas ajuda a reduzir as enxaquecas e dores de cabeça em geral;
  • Se as dores de cabeça forem tensionais, um profissional de fisioterapia pode mostrar a você exercícios de alongamento para aliviar a tensão, ou até fazer massagens que previnam o problema.
  • Colocar panos frios sob a face;
  • Sessões de acupuntura também são seguras e eficazes contra as dores de cabeça.

Cuidados com os medicamentos na gestação!!!!

Muitas mulheres cedem ao uso de medicamentos sem prescrição médica, e na gestação isso pode ser extremamente maléfico para a gestante e para o bebê. É importante que o médico obstetra que está fazendo o acompanhamento do seu pré-natal esteja ciente das dores de cabeça para que ele possa encontrar as causas (realizando exames específicos) e assim poder tratar essas dores sem prejudicar a saúde do bebê.

Existem vários medicamentos que são proibidos nesse período que podem afetar a saúde do bebê, portanto não se automedique mas peça ajuda a um profissional.

Ana Paula Fernandes - Equipe Sou Mãe

Casada, mãe de segunda viagem, descobrindo um novo universo, o universo das mães! E compartilhando um pouco de suas descobertas aqui no Sou Mãe!

Compartilhar
Publicado por
Ana Paula Fernandes - Equipe Sou Mãe

Conteúdo Recente

Observação de Aves – saiba os benefícios e como fazer?

Você sabia que uma das práticas recomendadas para reconectar as crianças ao meio ambiente é…

% dias atrás

Alimentos que ajudam a engravidar

Você sabia que alguns alimentos ajudam a engravidar?! Isso mesmo, parece crendice popular mas não…

% dias atrás

Shantala – confira os benefícios e como fazer

A Shantala é uma massagem indiana, realizada pelas mães num hábito cotidiano de amor e…

% dias atrás

Exercícios ao ar livre para crianças

Quer dicas de exercícios ao ar livre? Continue lendo esse post e coloque as crianças…

% dias atrás

As crianças brasileiras têm menos habilidades socioemocionais

Estima-se que no mundo, uma em cada quatro a cinco crianças e adolescentes tenham algum…

% dias atrás

Bebê High Need – Você sabe o que isso quer dizer?

Como saber se meu bebê é um bebê high need? Para começar você precisa saber…

% dias atrás