Como escolher nomes para bebês? (tudo que você tem que pensar)

nomes para bebês
Imagem: Dos Anjos Fotografia

Pensa em uma tarefa difícil, tirando aqueles pais que sonharam com um nome para os filhos a vida inteira, mas para a maioria dos pais, a escolha dos nomes para bebês é um desafio, por sinal conheço amigas que chegaram até o chá do bebê e ainda não tinham escolhido o nome do bebê, seja pela falta de opções ou até por discordância entre os pais que por sinal acontece muito, do pai querer um nome e a mãe querer outro, (daí fica complicado mesmo 🙂 ) por isso é bem comum chegarmos no segundo trimestre da gestação sem um nome para o bebê ainda.

Se você não tem nome nenhum em mente, é legal pegar um dia para perceber o NOME das pessoas que estão a sua volta, sejam próximas ou não, dar uma olhada em livros, revistas, pensar em pessoas que você admira, etc e após esse momento de “coleta de dados” faça uma lista, com todos os nomes que surgiram.

Já se seu caso, é que você tem muitos nomes em mente e não consegue decidir qual será o escolhido: faça uma lista!

Ou seja para ambos os casos, fazer uma lista é o próximo passo!

Parece meio simplório, mas listas ajudam muito, para organizar nossas idéias, é uma forma de passar para o papel o que nossa cabeça pensa. E diga-se de passagem pensa muito, mas então, o que deve constar nessa lista?!

Pode começar com uma listinha básica de possíveis nomes para o bebê, coloque todos, os que você acha bonito, os que você acha sonoro, os que não são tão bonitos mas o significado é legal, enfim nesse primeiro momento ponha TODOS.

Depois de colocar todos, comece analisando um por um por um, revisando se de fato é um nome que te agradaria, e comece cortando, é a fase de selecionar, para isso estabeleça alguns critérios e comece a seleção, talvez ainda sobrem muitos, mas talvez sobre poucos, nessa fase a idéia é ser criterioso.


Aproveite e confira:


Alguns critérios que podem lhe ajudar na seleção de nomes para bebês:

  • Significado: Tem gente que não dá muita bola para significados, se você é desse grupo, então pule esse critério, mas se você acha importante que o nome tenha um significado que esteja condizente com seus valores, então sugiro que busque informação sobre o significado de cada nome da sua listinha, assim você consegue fazer uma boa seleção de acordo com seus critérios. O legal do significado do nome é que você pode usar o significado na decoração do quarto, na decoração do chá, etc.
  • Possíveis apelidos pejorativos: Na minha época era super normal sofrermos bulling e por sinal os nossos pais não estavam nem aí se na escola tinha alguém que te chamava de “Olívia Palito”, só porque teu nome era Olívia e era igual ao da personagem do desenho do Popeye. A vida mudou muito de lá para cá, e na geração dos nossos filhos, podemos dar um aporte melhor nesse quesito para eles, essa ajuda pode começar cedo, pode ser antes mesmo deles nascerem, justamente pela escolha do nome. O fato é que por mais lindo que os pais achem os nomes que escolheram para seus filhos, em algum momento da vida, esse nome será substituído por um apelido, seja ele pejorativo ou não, acredite ou não a adolescência está aí para sapatear na nossa cara e deixar claro que não tá nem aí para o nome fofíssimo que escolhemos para o nosso bebê, ou seja, nossos filhos terão apelidos quer você queira ou não, e o apelido pode ter algo haver com o nome ou não necessariamente. Mas nós podemos, como eu disse acima dar aquela ajudinha (pelo menos na parte que nos cabe) de escolher nomes que não possibilitem apelidos cruéis.
  • Sonoridade: Já experimentou falar o possível nome do seu filho em voz alta?? Ou o nome junto com o sobrenome? As vezes a mistura do nome com sobrenome não fica legal, mas só percebemos quando falamos em voz alta o possível nosso completo. Então sugiro falar em voz alta cada um dos nomes da sua lista, para ver se a sonoridade está legal para você. Lembro quando escolhi o nome da nossa primeira filha, queríamos um nome que fosse forte, para quando precisássemos chamar a atenção dela, queríamos que o nome tivesse peso, no meu caso a sonoridade também ajudou na escolha do nome.
  • Grafia: Alguns nomes tem uma grafia mais complicada, e pensando que seu filho vai passar por toda a fase escolar escrevendo o seu próprio nome diversas vezes, é legal dar uma pensada nesse aspecto. Ou toda vez que tiver que dizer seu nome em voz alta, para que alguém precise escrevê-lo, ele terá que soletrar, isso poderá ser bem incômodo, pois ele terá que fazer isso inúmeras vezes ao longo da vida.
  • Nomes Repetidos: pois é, isso acontece muito, você acha um nome lindo demais, e junto com você tem sua vizinha, ou amiga, ou irmã, ou alguma outra pessoa próxima a você grávida também, e para ironia do destino ela quer o mesmo nome que você acha lindo para o bebê dela, isso pode ser um fator decisivo na escolha do nome ou não, depende do quanto isso irá lhe incomodar ou não, e também do grau de proximidade dessa pessoa. Por exemplo se for alguém da família muito próximo, que as crianças irão ter bastante convivência juntos, isso pode acabar atrapalhando.

Citei apenas alguns itens de “corte” ou decisão para a sua lista, é como se sua lista tivesse que passar por um crivo, você seleciona alguns critérios e faz com que nome a nome passem por esses critérios, após com certeza você terá uma lista bem mais reduzida, que lhe auxiliará a tomar uma decisão. Boa sorte!