Como ficar livre da rinite? Dicas de higiene e de alimentação para as crianças

dicas-para-melhorar-da-rinite-saude-infantil
Dicas de alimentação para se livrar da rinite. Imagem gds.it

Especialista do Hospital CEMA explica como a alimentação pode influenciar nos problemas respiratórios e quais itens devem ser evitados para manter a rinite bem longe da família.

Quem convive com a rinite sabe nomes de descongestionantes, antialérgicos, anti-inflamatórios, corticoides e antibióticos de cor. Quando a crise se manifesta e os espirros e obstruções nasais tornam-se rotina, não tem outra forma a não ser recorrer a esses medicamentos. No entanto, pouca gente olha com atenção para outro “ingrediente”, que pode ser fundamental, não somente no tratamento, mas também na prevenção das crises de rinite: a alimentação. “Atualmente, com o desenvolvimento das pesquisas no campo da imunoalergologia, já se sabe que o aspecto nutricional é participativo do processo de prevenção e cura de algumas doenças respiratórias”, explica o otorrinolaringologista do Hospital CEMA, Marcelo Mello.

As vitaminas, minerais, óleos e enzimas que os alimentos possuem são benéficos para o organismo, pois reúnem propriedades anti-inflamatórias, bactericidas, fluidificantes e descongestionantes, potencializando a atuação do sistema imunológico. Em contrapartida, a alimentação também pode “piorar” os sintomas de quem tem rinite, causando mais congestão nasal, aumento na produção de muco, coceira, espirros e falta de ar. “Comidas muito quentes ou alimentos muito temperados e ácidos ativam a resposta alérgica, por meio da histamina, que tem uma poderosa ação vasodilatadora. É o caso da capsaicina, presente na pimenta, que faz o nariz escorrer, coçar, entupir, além de provocar espirros”, detalha o médico.

dicas-para-melhorar-da-rinite-saude-infantil
Dicas de alimentação para se livrar da rinite. Imagem gds.it

Confira abaixo quais são os alimentos que pioram a rinite, e também quais podem ser aliados.

Alimentos que pioram a rinite:

  • Trigo e cereais – A farinha de trigo, milho, aveia, centeio e cevada contêm partículas que, quando inaladas, podem desencadear doenças respiratórias, como a rinite e asma. Além disso, o glúten, um dos componentes do trigo, aumenta a produção de muco;
  • Doces – Principalmente os produtos feitos com chocolate, que contém outros ingredientes potencialmente alergênicos, como leite, soja, nozes e amendoim, podem irritar e inflamar a mucosa nasal;
  • Bebidas alcóolicas – Provocam vasodilatação e obstrução nasal;
  • Leites e derivados – Tais itens contêm uma proteína chamada caseína, que deixa o muco mais espesso, dificultando a melhora no caso de doenças respiratórias;
  • Alimentos industrializados – Fast-food, enlatados, embutidos e afins contêm nitritos, sulfitos, conservantes e corantes, itens que pioram os quadros alérgicos e problemas respiratórios.

Alimentos bons para a imunidade e para afastar a rinite de vez:

É importante escolher alimentos que ajudem na eliminação do excesso de muco, expectorantes e também itens que melhoram o sistema imunológico. Entre eles estão:

  • Água – Ela não é bem falada à toa. A água hidrata todo o organismo, inclusive as vias aéreas, ajudando a fluidificar as secreções e lubrificar as mucosas;
  • Grãos e sementes – Castanhas, sementes de linhaça, de girassol, entre outros grãos, contém flavonoides. Essa substância tem efeito anti-inflamatório e é também emoliente;
  • Chás – Também contêm flavonoides e ajudam no tratamento da rinite;
  • Peixes – Atum, salmão e sardinha são alimentos que têm Ômega 3, um nutriente que protege as vias aéreas e ajuda a combater inflamações;
  • Frutas cítricas – Ricas em vitamina C e antioxidantes, elas auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico, prevenindo gripes e resfriados;
  • Vegetais e frutas – Brócolis, vagem e vegetais verde escuros contêm clorofila, um poderoso antioxidante, propriedade também presente na cenoura, acerola, manga e abóbora (por conter carotenoides);
  • Alho e cebola – Esses itens devem sempre ser usados como temperos, pois contêm enzimas que combatem infecções por bactérias, vírus e fungos;
  • Abacaxi – Tem bromelina, uma substância que reduz a inflamação e diminui a congestão das vias nasais;
  • Gengibre – Está presente em muitos remédios para gripes e resfriados, graças à sua ação adstringente e expectorante;
  • Mel – O queridinho para combater problemas respiratórios tem propriedades bactericidas, anti-inflamatórias e fungicidas, além de ajudar na expectoração.

Durante o outono e o inverno, alguns fatores contribuem para o aumento da incidência de doenças alérgicas e respiratórias. O clima seco, as baixas temperaturas e o aumento da poluição deixam as mucosas nasais (parte interna do nariz) secas e facilitam a proliferação de vírus e bactérias. A baixa umidade desta época do ano interfere diretamente no bom funcionamento das funções nasais, especialmente na umidificação natural das mucosas.  Por isso, é tão importante higienizar as vias aéreas.

dicas-para-se-livrar-da-rinite
Dicas de higiene nasal para se livrar da rinite.Imagem: Clínica BedMed

Deixo abaixo algumas dicas passadas pela Rinosoro para saúde e higiene nasal: 

Higiene Nasal

A manutenção do nariz limpo, tanto em adultos quanto em crianças, diminui a concentração de poluentes e de substâncias nocivas ao organismo. Quanto mais livre e limpo estiver o nariz, melhor será a qualidade do ar que chega aos pulmões e o aproveitamento do oxigênio pelo corpo, o que leva a uma significativa melhora da qualidade de vida. Manter as mucosas nasais limpas e umidificadas fortalece e auxilia o sistema imunológico a combater a entrada de vírus e bactérias. A lavagem nasal diária pode trazer muitos benefícios e não causa efeitos colaterais. Entre esses benefícios, há a melhora significativa de:

  • Qualidade de respiração;
  • Qualidade do sono;
  • Sintomas de coriza diária;
  • Congestão nasal noturna;
  • Tosse;
  • Coceira na garganta;
  • Rinoconjuntivite pediátrica.

Ar seco

É comum que pessoas permaneçam em ambientes com ar condicionado por muito tempo, como em escolas, universidades e no trabalho.  O ar seco, típico destes ambientes e comum nas estações mais frias do ano, deixa o muco nasal desidratado e espesso. Isso pode causar sensação de irritação e coceira nas cavidades nasais. Além disso, pode piorar quadros de rinite, bronquite e asma, dificultando a respiração. O mais indicado, nestes casos, é higienizar e umidificar o nariz diariamente com as soluções salinas nasais, facilitadoras da hidratação do nariz.

Combate às doenças

Gripes, resfriados e outros problemas respiratórios de menor gravidade costumam ter um tempo de ação no organismo até que o sistema imunológico combata e elimine o agente causador. É possível auxiliar o nosso corpo realizando a limpeza nasal, pois durante as infecções as secreções nasais se tornam mais grossas, podendo facilitar o acúmulo de vírus,  bactérias e poeira. A higienização deve ser feita com jatos, sprays ou em gotas com medicamentos indicados.

Para mais dicas de cuidados com os pequenos acesse:

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários