Introdução Alimentar da Beatriz – O começo

Quero compartilhar com vocês como tem sido a introdução alimentar da Beatriz aqui em casa…primeiro e mais importante precisamos entender o conceito de introdução, que é o ato de iniciar, começo, introduzir, ou seja, é apenas o INÍCIO e portanto como todo início as coisas acontecem devagarinho, então a criança não precisa sair comendo um prato inteiro obrigatoriamente de cara  ok???

As vezes a gente desanima pois criamos muitas expectativas com esse momento, mas o certo é que cada criança tem seu tempo para adaptar-se com as novas descobertas, afinal até os 6 meses o bebê teve sua alimentação exclusivamente líquida, vinda do leitinho gostoso da mamãe,  de uma hora para outra ele passa a ter uma alimentação pastosa, rica em novas cores, texturas, cheiros, sabores, etc…sem falar da forma como é introduzido, ele não está habituado com a colher, pois até então ele só conhecia o peito da mamãe…então são muitas novas descobertas e por isso é necessário muita paciência e calma nessa hora. Basicamente muito amor envolvido…não faça desse momento um martírio nem para você, nem para seu bebê, ele precisa gostar desse momento, ele precisa se divertir ao invés de ser obrigado a comer de uma certa forma e de uma certa quantidade….sem estress mamães!

Bom contando um pouco como foi aqui em casa… por volta do 5° mês meu leite começou a diminuir, talvez porque eu não estava tomando a quantidade de água necessária, ou porque estava com algumas preocupações na cabeça, e querendo ou não nosso psicológico afeta a produção de leite, sim… veja nesse post um pouco sobre esse assunto, mas a questão foi que por causa da diminuição do leite a Beatriz não ganhou mais peso, imagina o pavor da mãe né?????

Então o pediatra aconselhou que começássemos a introdução das frutinhas gradualmente para que ela já fosse se acostumando e assim complementando o aleitamento materno e ajudando no ganho de peso. Então lá fui eu, fiz feira, comprei várias frutinhas, babador, pratinho, colherinha, etc… todos os apetrechos necessários para essa fase… e comecei com a clássica banana! Querem saber o resultado???? Nulo…Bia não comeu nada!

Eu dava a banana amassadinha na boca dela e ela jogava fora, a lei é não insistir muito, você dá aquela forçadinha, tipo umas 4, 5 colheres se não rolou, paramos e tentamos no próximo dia ou em outro horário… lembrando que é uma fase nova, para a mamãe e para o bebê, então temos que ir com calma, dando tempo ao tempo… masssssssssss é óbvio que fiquei mega frustrada de cara, achei que a Bia fosse se lambuzar comendo a banana, que ia comer tudo, e pedir bis…hahahahaha…doce ilusão a minha né? Acho que fantasiei demais, mas frustrada ou não, temos que continuar né? Ofereci banana no outro dia, e nada, a mesma coisa…no terceiro dia a mesma coisa, lá pelo quarto, quinto dia, foi quando ela começou a comer alguma coisa da banana, mas assim tipo 1,2 colheres…para alegria da mamãe! Super mega comemorado!!!!kkkk… após a banana ser introduzida comecei com outras frutas como maça e pêra, que também entraram no processo de conquista, ou seja, depois de muitos dias de tentativas, ufa conseguimos!

No início eu tentei oferecer a maçã raspadinha, depois em pedaços pequenos, depois esmagada, mas a sensação aqui em casa de comer maçã e pêra foram cozidas. Isso mesmo c-o-z-i-d-a-s, eu descasco, lavo, corto e cozinho com água até o ponto de ficarem bem molhinhas e esmago com um garfo e ofereço para a Bia, e ela come tudinho!!! Uma alegria! Hoje a Bia está com 9 meses e as frutas ainda são uma função aqui em casa, são poucas frutas que a Bia come, procuro sempre variar na medida do possível, recentemente ofereci caqui-mel que ela amou, eu só peneiro ele antes e eras isso, acho que por ser mais docinho ela come muito bem. Mas assim vamos indo, toda semana procuro oferecer uma fruta diferente com a esperança de que ela goste… o importante é que ela não deixe de comer frutas, os hábitos alimentares de um adulto são formados quando criança, então uma criança com hábitos alimentares ruins, certamente se manterão quando adultos, a criança precisa ser exposta à variedade de sabores para que ela vá aos poucos formando seu paladar, quanto mais alimentos diferentes forem introduzidos nessa fase, mais rico será seu paladar!

Um dos lemas que tenho para mim, em algumas questões de aprendizado da Bia, e que compartilho com vocês é que um dia todos aprendem a comer, aprendem a dormir, aprendem a ir no banheiro sozinhos, etc… então são fases que temos que passar, as vezes demoram mais, as vezes demoram menos mas o fato é que um dia todos aprendem. Então não desanime, você vai conseguir…

E aqui vai também algumas dicas dos acessórios que uso com a Bia que podem ajudar outras mamães, da mesma forma como me ajudam…

A cadeirinha que uso até hoje (9 meses) é a cadeirinha da TUTTI BABY  , optei pelo modelo FIT  pois como moro em apartamento pequeno, aqueles cadeirões de chão tomariam muito espaço, então esse modelo de cadeirinha caiu como uma luva, porque é segura, bonita, confortável, prática e ocupa muito pouco espaço pois é instalada diretamente na mesa. O bom é que além de ocupar pouco espaço quando montada, quando desmontada também é super compacta facilitando para carregá-la em viagens ou de um lugar para outro e também para guardar em casa. Ela ainda tem sistema de travamento para a mesa, portanto é muito segura. E para o bebê ela conta com um cinto de segurança com 5 pontos, deixando a mãezinha aqui mega tranquila. Além de claro, vir com um revestimento acolchoado deixando o bebê super confortável nela, e o melhorrrrrr… pode ser lavada na máquina, uhuuu… então quando a Bia suja eu só tiro o revestimento e ponho para lavar na máquina, saindo de lá limpinha e pronta para as novas descobertas da minha filha. Olha essa fotinho da Bia feliz na cadeirinha dela..

Outro item que gostei muitoooooooooooo foi o babador de silicone que eu comprei na Tricae , logo no início eu usei os convencionais babadores de tecido… mas o problema era que eles sujavam muito, e ficavam manchados, pois frutas mancham como por exemplo a maçã, daí vários babadores lindos que eu tinha, ficaram um trapo depois das refeições, até que descobri os babadores de silicone, existem vários modelos, formas, cores, etc… o bom é que eles são práticos e confortáveis. Eu uso nas refeições e após é só lavar com água e sabão ou passar um paninho úmido e está pronto a próxima refeição. Acho que o modelo da Bia ainda deixa um pouco a desejar pois ele não é largo na altura dos ombros, daí quando ela vira se a boca dela está suja, suja um pouco a roupa! Mas commmm certeza ele é melhor que os de pano, valeu o investimento!! Fica a dica! Ah e ele tem ainda um cata migalhas… a Bia se diverte catando as comidinhas que caem ali…hahahahah…abaixo tem uma fotinho do babador, e notem o estado do tecido da cadeirinha….hahahah…ainda bem que ele vai na máquina! ufaaaa….

DSC_0223 (4)

No próximo post falo mais de como foi a introdução das papinhas salgadas e trago mais algumas dicas de acessórios que usamos aqui em casa e que gostamos!

Bjs.

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários