Mudanças que a maternidade nos traz…

Semana que vem minha filha Beatriz, vai fazer 1 ano de vida e é bem nesse momento que a gente se faz várias perguntas como mãe, aqueles momentos de reflexão e nostalgia. E me pergunto o que mudou na minha vida, e só consigo pensar numa unica palavra, embora eu poderia usar várias outras menos incisivas, mas é quase involuntário dentro de mim usar a palavra TUDO! Sim eu sei, essa palavra é muito abrangente e tem até um tom dramático essa afirmação mas quanto mais penso, mais chego a mesma conclusão que TUDO em mim mudou! Do meu corpo à minha alma, tudo mudou!

A maternidade faz grandes mudanças começando pelo nosso corpo, impossível dizer que ele é exatamente como era antes, porque não é! Seja uma cicatriz, uma mancha, uma estria, aquelas gorduras extras, ou a flacidez dos seios, a questão é que mudou! Simplesmente assim…podemos até tentar corrigir, arrumar, consertar, mudar o que foi feito, mas o fato é que são marcas, marcas que levamos por toda a vida para nos lembrarmos do que elas significam, pois elas significam para nós mães muitas coisas… desde horas de parto, há horas, dias, meses e até anos de amamentação…veja como a maternidade nos muda, pois mesmo trazendo tantas marcas ainda assim continuamos fazendo, porque amamos, fazemos porque nossa mente e coração mudaram…por nossos filhos fazemos o que tiver que fazer, abrimos mão de nossa vaidade, de nosso tempo, de nosso pensar, de nossas até então prioridades, por eles nos deixamos gastar e sermos gastadas!

E isso porque nossa mente mudou, porque pensamos de forma diferente em como o mundo gira ao nosso redor…deixamos de ser protagonistas e passamos a ser coadjuvantes nessa jornada, deixamos que nossos filhos tenham o papel principal. Quando as pessoas vem te cumprimentar se você está com um bebê no colo, eles nem lembram que você está ali, eles voltam sua exclusiva atenção para aquele serzinho ali esbanjando sorrisos, naquele momento você não é mais o principal, você é o coadjuvante, e me pergunto se fico triste com isso, não claro que não! O mais engraçado é que quanto mais as pessoas se importam e dão atenção para seu filho, mais grata e feliz você fica! Isso é realmente muito engraçado! Acho que no fundo é porque sei que já estrelei meu próprio filme, e agora é a vez deles brilharem…e você como mãe irá fazer de tudo para que isso aconteça, certo ou errado, a questão não é essa, na verdade nem tem uma questão para ser respondida, é simplesmente um fato! Quando eu vou no shopping, por mais coisas lindas que eu veja para eu comprar para mim mesma, é na sessão infantil que gasto meu dinheiro…kkk…e isso é involuntário porque acho sempre que ela precisa mais do que eu…quando você está em casa e alguém tem que comer primeiro, a decisão já foi tomada sem precisar nem pensar, quando vejo já estou dando comida para ela, e a minha vem depois, tudo bem, aprendi a atender as necessidades dela primeiro e nisso não há nada de errado, sou mãe, mães são assim…

Minha alma mudou, meus sentimentos hoje são muito mais aflorados que antes, muito mais intensos e ao mesmo tempo muito mais calmos. A agitação do momento passou, pois hoje preciso dar atenção para pequenos gestos como sua mãozinha ainda sem muito controle me fazendo carinho, para pequenos progressos como os primeiros passinhos dela em minha direção, passei a valorizar muito mais o pequeno do que o grande, pois um pequeno botão pode engasgar minha filha…kkkk….passei a valorizar mais o hoje do que o amanhã, pois hoje eu tenho ela em meus braços, hoje posso beijá-la, amá-la, abraçá-la, e o amanhã o que me trará, quem o sabe?! Passei a valorizar a simplicidade da vida de uma forma única, com a Beatriz eu passei a descobrir o mundo de novo, descobrir a beleza de uma flor, de um passarinho voando, do movimento das folhas nas árvores, descobri que a simplicidade é a beleza da vida, as vezes procuramos a beleza em roupas, festas, decorações de casa, maquiagens e penteados, mas tudo isso é passageiro e sem sentindo em si mesmo, mas os filhos são um lembrete de Deus, o criador de todas as coisas para que nos atentemos de volta ao que de fato é belo e que merece nossa atenção! E belo não são os vestidos que compramos, mas os lírios do campo que são vestidos pelo próprio criador. Belo é o gotejar da chuva e o lindo arco-íris que se forma depois, belo é a família e suas manhãs com cheirinho de café e leite derramado, belo é o sorriso sincero e verdadeiro de uma criança, belo é ser expectador de uma vida que se inicia a partir de você! Isso sim é belo, é lindo, é formidável, é maravilhoso, me faltam palavras suficientes para descrever a beleza da vida que Deus estampou no rostinho de um bebê!

Agradeço a Deus por ter me permitido ser mãe, e poder mudar, e mudar de novo e me redescobrir todos os dias.

 

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários