Chá de Bebê Online
Roupinhas para bebês
Como fazer fotolivro
Ebook Atividades de 0 a 1 ano

Roupa especial para crianças com autismo

Última atualização em por

Hoje temos participação da Jaqueline Castanheira, mineirinha do interior, 33 anos, formada em Moda e apaixonada por criança. Seu blog – Dicas de moda Infantil – traz as últimas novidades da moda infantil e ótimas dicas para as mamães estarem sempre antenadas com esse universo! Confira as dicas!

Por razões não inteiramente compreendidas, crianças com autismo podem desenvolver uma série de sensibilidades e interesses sensoriais. Entre as explicações possíveis está o fato de que crianças com menor capacidade de “entender a essência” podem ter menos interesse no significado geral ou em entender a figura inteira e, assim, sentir maior atração pelos detalhes ou experiências sensoriais. Além disso, elas acham que se concentrar em experiências sensoriais reduz sua ansiedade. Sentem-se à vontade ao agirem assim. Isso lhes permite evitar experiências que causam mais ansiedade, por exemplo, interagir com outros indivíduos.

Essas crianças podem demonstrar grande interesse por diversas texturas e acariciam roupas deliberada ou distraidamente. Outras podem ser muito sensíveis às etiquetas nas roupas e insistem que elas sejam removidas antes de vestir-se. Algumas não toleram certos tecidos e recusam-se a usar qualquer coisa feita com materiais sintéticos.
Algumas crianças com autismo ficam fascinadas com os sons do ambiente. Ao contrário de outras crianças, elas demonstram menos interesse no significado do som do que no próprio som. Procuram um ruído em determinado vídeo e o repetem várias vezes, ou gostam de manter o som em determinada altura; outras ficam fascinadas por ruídos domésticos como os da panela de pressão, exaustores, etc.

É muito comum criança com autismo temer, ao extremo, sons altos feitos por cortadores de grama, motores de helicóptero, aspiradores de pó, liquidificadores, trânsito pesado ou sinetas escolares. Na maioria dos casos, a reação instantânea da criança ao vê-los ou ouvi-los é levar as mãos aos ouvidos.

Uma pesquisa recente sugere que os estimulantes como a música, aromaterapia, texturizados e brinquedos podem ajudar a aliviar quem sofre com esse transtorno chamado de TPS (Transtorno de Processamento Sensorial).
Preocupado com isso, o designer Leo Chao criou uma peça de roupa tecnológica parecida com um capuz e um cachecol contendo botões que ao serem acionados podem ser experimentadas diferentes sensações.

A peça inclui alto-falantes no capuz para emitir música ou outros sons agradáveis que exercem efeito calmante quando colocado em torno das orelhas da criança. Já nos bolsos internos tem aromas e texturas que distraem e aliviam tensões.

Abaixo algumas fotos da criação:

roupa-para-criança-autista

roupa-para-criança-com-autismo

Você também pode gostar

Comente com o Facebook

comentários