sexo na gravidez

Sexo na gravidez – Benefícios e situações de cuidado

Vamos conversar um pouco sobre isso? Entre mitos e verdades, há muitas dúvidas sobre sexo na gravidez, e vamos esclarecer um pouco para permitir que as gestantes possam aproveitar esse momento da gestação para também desfrutar de bons momentos com seus parceiros sem traumas ou medos desnecessários. As vezes tudo o que a gente precisa é de informação.

Cada mulher reage de uma forma na gestação quanto as questões sexuais, há mulheres que não conseguem nem olhar o parceiro direito, pois estão extremamente nauseadas, com tontura, muito sono, indispostas ou seja ZERO libido, é quase do tipo me deixa quieta que não tô para o “jogo”, super normal, nesses casos uma boa conversa ajuda muito, pois geralmente os primeiros três meses da gestação causam esses desconfortos muito intensos, mas a maioria deles tendem a diminuir ou desaparecer por volta da décima sexta semana de gestação, o início do abençoado segundo trimestre (o refrigério para a maioria das mulheres, geralmente é quando a gente curte mais a gestação).

Bom, em contrapartida há também muitas gestantes que sentem sua libido a flor da pele durante a gestação toda, e querem mais é curtir, mas muitas vezes se sentem impedidas pelos muitos questionamentos do tipo:

Fazer sexo na gravidez pode ser prejudicial para o bebê?

NÃO !!!!!!!! Mas isso claro se está correndo tudo bem com a gestação, ou seja uma gravidez tranquila, sem complicações, sem fatores de risco que possam levar a alguma restrição. Se está tudo correndo bem, aproveite para namorar bastante!

Com certeza se houver algum fator de risco o médico obstetra que está fazendo o acompanhamento do seu pré-natal irá passar essas orientações.

A penetração vaginal não machuca o bebê, nem atrapalha seu desenvolvimento. Pois o bebê está seguro dentro da cavidade intrauterina, dentro de uma bolsa cheia de líquido amniótico, entre a cavidade intrauterina e o canal vaginal (aonde ocorre a penetração) está o colo uterino ” separando” essas duas partes. Ou seja, o pênis quando penetra o canal vaginal não entra em contato com a região intrauterina aonde o bebê se encontra.

Segundo estudos o sexo na gravidez não está relacionada com abortos e/ou partos prematuros.


Aproveite e confira:


Benefícios do sexo na gestação:

  • Ajuda a controlar a ansiedade;
  • Melhora a auto-estima, a mulher se sente mais bonita quando desejada;
  • Ajuda a impedir a pré-eclâmpsia; a pré-eclâmpsia é uma doença associada a pressão arterial alta que acomete algumas mulheres durante a gestação. Geralmente as mulheres que apresentam a pressão arterial alta também possuem altos níveis de proteína na urina, e o mais interessante é que os esperma masculino contém um tipo de proteína que serve como “anticorpo” para reduzir o risco de pré-eclâmpsia;
  • Melhora o sistema imunológico da gestante; durante a gestação é comum as mulheres se sentirem mas fracas e estarem mais suscetíveis a doenças como resfriados e gripes, a relação sexual aumenta a produção de anticorpos melhorando o sistema imunológico da mulher;
  • Ajuda a ter uma noite melhor de sono, devido aos hormônios liberados durante o sexo;
  • Melhora a pressão arterial, pois o sexo libera o hormônio oxitocina que reduz a pressão arterial naturalmente;
  • Fortalecimento do assoalho pélvico; é sabido a indicação de exercícios de Kegel para fortalecimento da região pélvica, mas quem tem relações sexuais regularmente durante a gestação já está fortalecendo essa região para o trabalho de parto, ótima notícia!;
  • Melhora o humor, pois o sexo libera endorfinas que geram prazer e bem estar;
  • Os orgasmos são mais intensos na gestação, a gravidez aumenta os níveis de progesterona e estrogênio no organismo, aumentando o fluxo sanguíneo na região pélvica; e as zonas erógenas também se tornam mais sensíveis ao toque;
  • Proximidade entre o casal; é comum durante a gestação o casal acabar se afastando um pouco, pois há muitas alterações no corpo da mulher, na vida do casal, na rotina da casa, muitas dúvidas, e tudo acaba girando em torno da chegada do bebê e da gestação em si, que não sobra muito tempo para o casal, a intimidade vinculada com o sexo traz proximidade, lembrando o casal que apesar da gestação e da chegada do bebê eles ainda são um casal.

Situações de Prevenção:

Caso você esteja passando por alguma complicação durante a gestação, o seu médico obstetra provavelmente irá lhe orientar para não ter relações sexuais por um período de tempo determinado, veja algumas situações em que essa recomendação é feita:

  • Pré-eclâmpsia, aonde a pressão arterial aumenta muito, pode envolver riscos de parto prematuro, convulsão, em alguns casos necessita até de internação;
  • Em casos de sangramento, com risco de aborto; neste caso é recomendado repouso para a gestante e consequentemente evitar as relações sexuais, pois a relação sexual pode ocasionar contrações que podem levar a um aborto;
  • Descolamento da placenta, nesse caso é indicado repouso e consequentemente a interrupção das atividades sexuais;
  • Placenta prévia;
  • Perda de líquido amniótico;
  • Dilatação do colo do útero.

Gostou de saber mais sobre sexo na gravidez?

close