Você conhece o programa “Conte pra Mim” ?!

O Ministério da Educação lançou em dezembro de 2019, o programa “Conta pra Mim”, da Secretaria de Alfabetização, o programa foi lançado com o objetivo de promover a Literacia Familiar, pois a aprendizagem da linguagem oral, da leitura e da escrita começam em casa na convivência entre pais e filhos, principalmente durante a primeira infância. O público-alvo do programa são todas as famílias brasileiras, tendo como prioridade aquelas em condição de vulnerabilidade socioeconômica.

O que é Literacia Familiar?

A Literacia Familiar é um conjunto de estratégias simples e divertidas que as famílias colocam em prática com o intuito de incentivar o desenvolvimento infantil. Essa prática pode começar desde a gestação e prosseguir por toda a infância até o fim da adolescência. E para começar não é precisar ter muito estudo, nem utilizar materiais caros, nem mesmo ter uma casa espaçosa e bem equipada, na verdade são necessárias apenas duas coisas: você e seu filho!

O futuro de uma criança começa a ser desenhado no ambiente familiar, principalmente ao longo da primeira infância. É interagir, conversar e ler em voz alta com seus filhos. É estimulá-los a desenvolver, por meio de estratégias simples e divertidas, quatro habilidades fundamentais: ouvir, falar, ler e escrever!

Mas afinal porque a Literacia Familiar é tão importante?

A prática da Literacia Familiar, aproxima pais e filhos, envolvendo-os e possibilitando que aprendam e se divirtam juntos. Nesse contexto familiar é importante ressaltar que a família exerce uma influência enorme sobre o desenvolvimento da linguagem de seus filhos. Por isso, o ambiente familiar, sobretudo durante a primeira infância (de 0 a 6 anos de idade), é decisivo para o futuro escolar das crianças. Sendo assim crianças que foram criadas em lares que o pais promoveram a Literacia Familiar se tornaram melhores leitores e também melhores alunos. Pois as práticas de Literacia Familiar tendem a estimular os pais ao envolvimento da vida escolar de seus filhos, como ajudar com os deveres de casa, participar das reuniões escolares, etc. e assim os pais conseguem entender melhor as necessidades e dificuldades escolares de seus filhos, promovendo então soluções para melhorar o desempenho deles.

Práticas da Literacia Familiar

Interação Verbal : são estratégias visando o aproveitamento das oportunidades do dia a dia para melhor a qualidade do diálogo entre adultos e crianças, promovendo um melhor desenvolvimento linguístico.

Leitura Dialogada: é quando a leitura realizada em voz alta, abre espaço para um bate papo com perguntas e respostas, havendo interação entre pais e filhos.

Narração de Histórias: nada mais é, do que contar histórias em voz alta, promovendo a interação pais e filhos e favorecendo o desenvolvimento das habilidades de compreensão oral das crianças.

Contatos com a escrita: o intuito não é promover a alfabetização precoce, mas familiarizar a criança desde cedo com os mais diversos tipos de materiais escritos, incentivar a praticar a escrita primeiro através de desenhos, depois grafias inventadas, letras, palavras, frases e por fim textos.

Atividades Diversas: são atividades que promovam o desenvolvimento da linguagem, da imaginação, da criatividade através do brincar, jogar, cantar, tocar instrumentos, etc.

(Fonte de pesquisa: http://alfabetizacao.mec.gov.br/contapramim)

http://alfabetizacao.mec.gov.br/contapramim


O projeto disponibiliza vídeos para que os pais encontrem ali explicações acessíveis sobre o que é a Literacia Familiar, qual sua importância e como colocá-la em prática pela família no dia-a-dia. Além de disponibilizar no site materiais como: uma playlist de histórias infantis e contos de fadas narradas nas principais plataformas de música e podcasts (Spotify, Deezer e SoundCloud) para que os pais possam ouvir muitas vezes com seus filhos, um Guia de Literacia Familiar para que as famílias possam entender do que se trata o assunto, um conjunto de 40 vídeos explicativos sobre a prática da literacia familiar, uma série especial de 17 vídeos com dicas para os pais aproveitarem melhor o tempo com as crianças em casa no período de isolamento social, uma coletânea com cantigas de roda cantadas por Toquinho, uma mini biblioteca em formato digital com 40 livros disponíveis para dowloand gratuitamente sem necessidade de cadastro, basta acessar o site do programa e você pode ler o livro online ( imprimir ou baixar a versão para pintar com as crianças), uma série de vídeos com 20 Fábulas de Monteiro Lobato narradas por Toquinho, e muito mais, ou seja, vale muito a pena conferir esse material!

Obs: E para que o material esteja à acesso de todos, o MEC disponibiliza uma versão acessível com Libras e legenda para cada um dos vídeos. Além de disponibilizar as partituras das cantigas para que os pais ou professores possam tocar e cantar com as crianças em casa.

” Benjamin Franklin certa vez disse que o investimento no conhecimento sempre paga o melhor retorno. Mais de um século depois, James Heckman, prêmio Nobel de Economia, afirmou que
os maiores ganhos decorrem de investimentos em políticas e programas direcionados à primeira infância para reduzir desigualdades sociais. As descobertas recentes nos campos da psicologia cognitiva, da pedagogia e da economia indicam com clareza o caminho a ser trilhado. Não podemos negligenciar o período que vai da gestação até os seis anos de vida de uma criança.
É tempo de valorizar a primeira infância! De um lado, fortalecendo a educação infantil (creches e pré-escolas); de outro, envolvendo as famílias no processo de formação de seus filhos. As amílias desempenham um papel fundamental no desenvolvimento linguístico das crianças ao longo de seus primeiros anos de vida. Cientes disso, É imperativo mudar a maneira como consideramos a educação. Deveríamos investir no alicerce da preparação para a escola, desde o
nascimento até aos cinco anos de idade. James Heckman Nota do Ministro há décadas países avançados possuem programas voltados à promoção de práticas de Literacia Familiar, bem como
farto volume de estudos e publicações sobre o tema. Urge difundir no Brasil os conceitos e as práticas de Literacia Familiar. Com esse objetivo, o Ministério da Educação lançou o programa Conta pra Mim, direcionado especialmente às famílias brasileiras. Destaquem-se o mérito e o desafio dessa empreitada pioneira da Secretaria de Alfabetização. Que o programa Conta pra Mim contribua para a construção de um futuro próspero, livre e feliz para nossos pequenos. Famílias engajadas na educação de seus filhos e crianças bem alfabetizadas: dois elementos que
mantêm a chama da liberdade acesa.”

Categorias Etc

close