Bilinguismo na infância: conheça as vantagens e a importância

Uma das grandes preocupações dos pais é sem dúvida relacionada ao futuro dos seus filhos, e esse é um dos motivos pelos quais os levam a optarem por metodologias bilíngues na educação dos seus filhos. A inserção de crianças ao bilinguismo, principalmente desde a primeira infância, proporciona inúmeras vantagens que potencializam a aprendizagem e tornam a criança muito mais preparada para o futuro.

MAS AFINAL, O QUE É BILINGUISMO?

O bilinguismo pode ser considerado, de uma maneira geral, a capacidade do indivíduo em se comunicar em dois idiomas distintos, onde a pessoa se sente segura para utilizar tanto a segunda língua quanto a língua materna em diferentes contextos e espaços sem a necessidade de ser fluente em ambos idiomas.

Muitos especialistas definem se o indivíduo é ou não bilíngue baseados na competência que o mesmo possui na segunda língua, avaliando o seu desempenho linguístico de acordo com uma escala de fluência. Porém, outros consideram bilíngue aquele que possuem a capacidade de utilizar os dois idiomas com naturalidade, como se ambos fossem a sua língua materna, empregando uma ou outra conforme a ocasião.

EXISTE UMA IDADE CERTA PARA INTRODUZIR O BILINGUISMO?

Basicamente não existe uma idade certa para iniciar o estudo de um novo idioma, entretanto, já é comprovado que quanto mais cedo a criança for exposta a um segundo idioma, melhor.

Segundo a neurociência é nos primeiros anos de vida que a criança está mais predisposta a aprender qualquer língua, tantas quantas for exposta.

Apesar de não existir idade certa para aprender uma nova língua, se introduzido na infância, o bilinguismo traz inúmeros benefícios que vão desde uma linguagem livre de sotaque até uma maior facilidade de aprendizagem.

MAS ENFIM, QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS VANTAGENS DE INTRODUZIR O BILINGUISMO NA INFÂNCIA?

O bilinguismo na infância ainda não é muito comum no Brasil, porém em outros países já existem diversos estudos que comprovam a superioridade no desenvolvimento de crianças bilíngues em relação às crianças monolíngues.

A exemplo disso, uma pesquisa realizada pela Universidade de Nova York e pela Universidade Estadual de Oregon, nos Estados Unidos, constatou que os alunos bilíngues tiveram pontuações 25 e 27% melhores em leitura e matemática, respectivamente, do que os alunos monolíngues da mesma idade.

Esse estudo foi feito com alunos que estavam na quarta série e para provar que a diferença se deu por causa do bilinguismo, o estudo foi refeito, porém, com alunos que estavam na oitava série e o resultado foi ainda mais surpreendente.

Os bilíngues obtiveram pontuações 37 e 39% melhores, respectivamente, em seus testes de leitura e matemática. Com isto, pôde-se concluir que realmente os bilíngues conseguem aprender e evoluir mais rapidamente do que os monolíngues.

Dentre as vantagens de proporcionar aos filhos um ensino bilíngue desde a infância, pode-se destacar que a criança não simplesmente aprende uma nova língua, mas adquire o novo idioma de maneira muito semelhante ao aprendizado da língua materna.

Portanto, assim como não esquecemos a língua materna, mesmo passando um longo período sem utilizá-la, a segunda língua também não será esquecida.

Há também outras vantagens valiosas que podem ser salientadas, como:

  • Crianças bilíngues tendem a possuir uma maior capacidade de leitura e escrita;
  • Apresentam maior desenvoltura durante um diálogo, possuindo maior capacidade de transmitir uma ideia e ser facilmente entendido;
  • Adquirem maior facilidade na aprendizagem e na adaptação a outros idiomas;
  • Possuem a oportunidade de conhecer e ter acesso a diferentes culturas;
  • Desenvolvem diferentes competências como resultado do exercício involuntário de pensar em duas línguas todos os dias;
  • Se tornam mais eficientes na resolução de problemas, no controle da atenção e na execução de tarefas não-verbais;
  • Possuem um raciocínio mais desenvolvido, tornando-os mais criativos, flexíveis, e mais abertos ao mundo;
  • Desenvolvem habilidades socioemocionais, como por exemplo a empatia, por compreender que existem diferentes maneiras de se expressar e agir diante de uma mesma situação;

Além disso, a longo prazo o bilinguismo funciona como uma espécie de proteção cerebral contra problemas relacionados à demências, como o Alzheimer, pois há a flexibilização e a formação de novas conexões neuronais geradas pelo uso de diferentes idiomas, que tem grande efeito na prevenção de doenças neurodegenerativas.

COMO PODEMOS PROPORCIONAR UM ENSINO BILÍNGUE?

No Brasil já existem escolas de imersão bilíngue, onde normalmente os educadores se comunicam com as crianças apenas no segundo idioma, enquanto a família em casa utiliza a língua materna.

Porém, é totalmente viável que os pais possam educar seus filhos de maneira bilíngue em casa, principalmente se alguém do casal já domina um segundo idioma, o que diminui a necessidade de frequentar uma escola específica com essa metodologia, visto que nem sempre há a disponibilidade ou condições financeiras para optar por uma escola com esse formato de ensino.

Como no Brasil as crianças precisam estar inseridas em uma instituição de ensino, os pais que escolhem proporcionar o bilinguismo aos seus filhos ainda na infância, acabam, normalmente utilizando apenas a segunda língua em casa enquanto na escola e no meio social é utilizado a língua materna.

Há também outros métodos para proporcionar o bilinguismo em casa, como por exemplo, quando cada um dos pais utiliza uma língua específica com a criança ou então ambos definem momentos durante o dia para que apenas um dos idiomas seja utilizado.

A questão é que é possível implementar o bilinguismo em casa e assim promover as vantagens para os filhos, basta comprometimento e muita dedicação por parte dos pais.

Ainda mais com a ajuda da internet, que facilita o acesso à informação, podendo ser um grande aliado no processo de implementação do bilinguismo.

Ficou interessado e quer conhecer mais sobre este assunto? Então visite a minha página no Instagram (@meusfilhosbilingues), lá eu respondo dúvidas frequentes, compartilho dicas e diversas outras informações acerca do universo bilíngue, inclusive lá estamos disponibilizando gratuitamente o e-book “Os 10 mandamentos para criar filhos bilíngues”, basta acessar a página e conferir. Aguardo você lá!

Sobre a autora:

Kátia Schú: 27 anos, gaúcha, pedagoga e pós-graduada em Atendimento Educacional Especializado. Atualmente atua em uma escola infantil de imersão bilíngue.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here