fbpx
calcinha pós parto

Calcinha pós-parto: Precisa mesmo usar? E quais modelos existem?

Você está se preparando para a chegada do bebê e falaram que você precisa de calcinha pós-parto? Será mesmo? Continue nesse post e descubra!

Existem hoje no mercado muitas opções de calcinhas pós-parto, elas são ótimas aliadas para essa fase do puerpério, aonde o corpo da mulher está aos poucos voltando ao normal, e também ao mesmo sofrendo muitas mudanças.

A calcinha pós-parto é tão importante quantos os sutiãs de amamentação, conchas e absorventes de seios, portanto não deixe de colocá-la na sua listinha de enxoval pois provavelmente você precisará dela, para lhe trazer conforto e segurança durante o pós-parto.

Mas muitas mulheres e gestantes de primeira viagem podem estar se perguntando agora, mas afinal porque ela é tão importante? Ou melhor ainda, porque precisamos de uma calcinha específica para o pós-parto, e não podemos usar as convencionais!? Vou explicar um pouquinho uma das situações que ocorre com a mulher no pós parto.

É natural que as mulheres tenham sangramento no pós-parto, chamado de Lóquio, isso ocorre independe se o parto foi cesárea, natural, humanizado, etc. também não confunda com a menstruação normal, pois ele ocorre por conta da ferida que surge quando a placenta é separada do útero, também pode colaborar para esse sangramento alguma fissura ou corte realizado no parto. Com as contrações do útero para que ele retorne ao seu tamanho original, o sangramento vai diminuindo até desaparecer, mas esse processo pode durar em torno de 4 a 6 semanas.

No início, o lóquio apresenta coágulos, e tem uma coloração vermelho vivo e com o passar do tempo ele vai ficando mais claro em tom rosa ou amarronzado e nos últimos dias de lóquio, ele tem uma consistência cremosa e tom amarelado ou esbranquiçado.

Tipos de calcinha pós-parto

As calcinhas pós-parto tem um cós mais alto e são mais reforçadas e mais confortáveis que as calcinhas normais. Aliás elas DEVEM ser mais confortáveis mesmo, pois precisamos ter mente que após um parto tudo o que queremos é conforto e não sensualidade, então deixamos as calcinhas sensuais para o pós quarentena, e nesse primeiro momento vamos prezar pelo conforto e bem-estar da puérpera que claro não significa que precisamos ser “bregas”, existem muitas opções bacanas no mercado e vamos dar uma olhada em alguns modelos disponíveis no mercado, para podermos escolher a que melhor vai atender as nossas necessidades.

1. Calcinhas de algodão ou malha

As calcinhas de algodão ou malha são as mais confortáveis e permitem a circulação de ar, evitando a proliferação de fungos. Elas podem ser lisas ou caneladas, o bom das lisas é que não marcam a roupa que você está usando por cima, caso seja uma roupa mais justinha no corpo.

2. Calcinha com cós alto

Algumas das calcinhas pós-parto também funcionam como cinta, uma vez que no pós-parto a barriga vai voltando gradativamente ao seu tamanho normal, na medida que o útero vai contraindo para voltar também ao seu volume original. Até isso acontecer é bem provável que você fique com uma barriguinha saliente, a calcinha com cós alto que funciona como cinta também ajuda para comprimir a barriga e deixar a mulher mais confortável e também com uma melhor auto estima na hora de vestir as roupas. Claro que a compressão varia de modelo para modelo, tem modelos que comprimem mais e outros que apenas modelam a silhueta.


Aproveite e confira:


3. Calcinha com cós baixo

Elas são ideais para o fim do sangramento que a barriga já não está mais tão inchada do pós-parto, pois por terem um cós mais baixo, não modelam o corpo como as calcinhas de pós-parto com cós alto. Ou para mulheres que sentem muito calor ou desconforto com algo sendo usado por baixo da roupa que seja muito inteiriço.

4. Com abertura embaixo

Existem modelos de calcinha pós-parto, que vem com abertura na parte debaixo da calcinha, pode até parecer estranho mas para uma vida de puérpera é bem funcional, pois você não precisa tirar toda a roupa para poder ir no banheiro.

5. Calcinhas pós-parto sintéticas

Esse modelo de calcinha geralmente é mais em conta, e você acha ela em mais variedade de cores e modelos bonitinhos, mas não é muito recomendado pelos médicos, porque não são muito confortáveis e não permitem uma boa circulação de ar que acaba aumentando as chances de desenvolver infecções fúngicas na região vaginal e retardam a cicatrização.

6. Calcinhas descartáveis

Existe também uma opção para quem prefere mais praticidade que são as calcinhas pós-parto absorventes descartáveis que podem ser encontradas em farmácias, vendidas em packs de várias unidades, como da marca Plenitud ou Incomfral, por exemplo, por um preço que pode variar entre 9 e 20 reais, claro que isso depende da marca e da dimensão da embalagem. Vale lembrar que estas calcinhas só podem ser utilizadas uma vez e depois de usadas devem ser descartadas no lixo.

Lembrando que independente do modelo que você escolha (visando seu conforto) o mais importante é que a calcinha de pós-parto escolhida, acomode de forma segura um absorvente para um fluxo intenso e por muitos dias.

close