Como escolher brinquedos

Como escolher brinquedos

Os brinquedos fazem parte do brincar, por isso precisamos ter uma atenção na hora de escolher brinquedos. Confira como escolher aqui!

O brincar é uma parte muito importante no desenvolvimento da criança, e o uso dos brinquedos nas brincadeiras auxilia a criança a aprender habilidades diversas, como proporcionar socialização uma vez que a criança precisa aprender a compartilhar os brinquedos, a dividir o que é seu e também a cuidar do que é do outro, auxilia na coordenação motora, ajuda no desenvolvimento do senso de organização uma vez que ela precisa guardar os brinquedos que utilizou, contribui para a fantasia e a imaginação nas brincadeiras individuais ou coletivas, aprende sobre obedecer regras e esperar a sua vez nos jogos, também pode ter uma conotação afetiva em itens que a criança tem um apego como ursinhos, bonecas ou bonecos de ação, eles acabam se tornando itens essenciais para o desenvolvimento emocional da criança, enfim são muitos os benefícios dos brinquedos para as crianças, estes citados e muitos outros.

Alguns pontos que devemos considerar na hora de escolher brinquedos:

1.Dê preferência aos brinquedos educativos

Uma das melhores formas da criança aprender na primeira infância é através das brincadeiras, então invista em brinquedos que possibilitem a criança desenvolver suas habilidades enquanto brinca, como aprender sobre números, formas geométricas, cores, coordenação motora, etc. Eles geralmente são confeccionados com materiais mais resistentes e duráveis, além de que eles oferecem menos riscos para a criança.

2. Evite os brinquedos tecnológicos

Se a dica é invista em brinquedos educativos, a mesma dica só que oposta vale para os brinquedos tecnológico, ou seja, não invista nestes pelo menos não na primeira infância. Mas porque devemos evitar esse tipo de brinquedos? Porque eles não fornecem desafios para a criança, eles não estimulam o desenvolvimento uma vez que não precisa se fazer nada a não ser ficar parado e apertar um botão. Brinquedos assim deixam a criança passiva, sem estimular áreas de desenvolvimento no cérebro e sabe-se que principalmente na primeira infância a criança está com o cérebro em maior atividade, então apesar de serem legais eles não trazem benefícios para o desenvolvimento da criança.

3. Dê atenção para a faixa etária dos brinquedos

Geralmente quando adquirimos um brinquedo, ele vem com uma instrução de faixa etária adequada na embalagem, não é determinante, mas precisa ser observado pois eles são fabricados respeitando as singularidades de cada idade, bem como o que elas já são aptas, o que não são, quais os desafios para aquela determinada idade, quais os riscos, etc. Portanto esteja atento para fornecer brinquedos que condizem com a faixa etária do seu filho, pois assim você poderá oferecer um brinquedo que promova os desafios condizentes com a idade dele, bem como respeitando suas limitações, seus aprendizados e também os riscos da sua idade.

Confira:

4. Escolha brinquedos que sejam versáteis

Existem brinquedos que oferecem as crianças uma infinidade de possibilidades de brincar e criar, estimulando a criança a novas descobertas, de forma a explorar todas as oportunidades que o brinquedo proporciona. Com isso a criança consegue desenvolver na hora do brincar diversas habilidades, com o estímulo de brinquedos assim.

5. Fique atento as preferências do seu filho

Quanto mais a criança vai crescendo, mais seus gostos e sua personalidade vão aflorando, dessa forma a própria criança vai nos dando dicas de quais são suas preferências, seja baseado em seus gostos, ou em sua personalidade, e essas informações nos auxiliam na hora do investimento em brinquedos.

6. O consumo deve ser consciente

Ou seja, devemos prezar pelas compras conscientes, brinquedos que sejam multifuncionais, itens que sejam versáteis, o consumo deve ser de forma controlada (menos é mais), quanto menos brinquedos mais oportunidade seu filho terá de inventar brincadeiras, de estimular a criatividade e imaginação para brincar com os itens que tem em casa.

Você irá se surpreender como as crianças precisam de muito pouco para brincar, um exemplo são os menorzinhos na faixa etária dos 6 meses até 1 ano de idade que deixam os brinquedos de lado para brincar com os potes da cozinha.

Se não incentivarmos o consumismo, certamente nossos filhos aproveitarão melhor os recursos que tem em casa e estarão mais satisfeitos com os brinquedos que tem, sempre vendo possibilidades novas de usufruir eles.

Brinquedos por faixa etária:

Até os 6 meses

https://www.marabraz.com.br

Nessa faixa etária os estímulos sensoriais são muito importantes, pois estimulam os sentidos da criança, portanto invista em móbiles, mordedores, brinquedos com texturas, tapetes de atividades, livrinhos de pano ou de plástico para ler no banho, bolas com texturas diferentes.

Dos 6 meses a 1 ano

https://www.continentalcenter.com.br/

Nessa faixa etária, começa a se introduzir brinquedos que estimulem a coordenação motora, como cubos de encaixe, brinquedos para martelar, empilhar, montar e desmontar, argolas empilháveis, caixas de encaixe de formas geométricas, espelhos, brinquedos que emitam sons por meio de botões de apertar, girar ou empurrar, cubos de madeira para empilhar.

A partir de 1 ano

https://toyoca.com.br/l

Nessa faixa etária os brinquedos devem ter cores vivas, com texturas diferentes para estimular os sentidos, cuidado com o tamanho deles para a criança não correr o risco de por na boca. Brinquedos de empurrar, puxar, montar e desmontar, encaixe, ursinhos de pelúcia.

A partir dos 2 anos

https://portuguese.alibaba.com/

Nessa faixa etária, começam as brincadeiras de faz de conta, de imaginação, eles absorvem o mundo a sua volta e o imitam em suas brincadeiras, nessa idade as brincadeiras imaginativas são o ponto alto, então invista em brinquedos como bonecos, carrinhos, panelinhas, instrumentos musicais, casinhas de brincar, fantasias.

A partir dos 3 anos

https://modobrincar.rihappy.com.br/quebra-cabeca-na-educacao-infantil/

Nessa faixa etária a criança começa a se ver como um ser único, e começa a descobrir a sua interação com o mundo a sua volta, portanto devemos explorar os brinquedos que estimulem o cognitivo das crianças, como quebra-cabeças, brincar de bola, pequenos jogos de memória, versões mais elaboradas de brinquedos antigos por exemplo, aumentando o desafio.

A partir de 4 anos

ideias para escolher brinquedos
https://leiturinha.com.br/blog/massinha-de-modelar/

Nesta faixa etária, a criança começa a mostrar preferência pelos brinquedos, eles vão se tornando até mesmo afetivos, levando o para todos os lugares. Aproveite e invista em brinquedos que promovam aprendizados dentro das preferências do seu filho, por exemplo jogos que estimulem a memória, o raciocínio, a criatividade e a coordenação motora são ótimas opções. Brinquedos que estimulam a criatividade como tintas, colas coloridas, massinha de modelar, miçangas, etc.

A partir de 6 anos

como escolher brinquedos
https://blog.webcontinental.com.br/

Nessa faixa etária, além de gostar de brincar de faz de conta, as crianças gostam de interagir com outras crianças, então aposte em brinquedos que incentivem as brincadeiras ao livre, que gastem energia, que movimentem o corpo, como bicicleta, patinete, skate, patins, bolas de basquete, futebol, corda de pular, bambolê, etc.

A partir de 8 anos

dicas de escolher brinquedos
https://pt.aliexpress.com/

Nessa faixa etária, as crianças já têm capacidade para jogos que exigem raciocínio e estratégia, é um bom momento de investir em jogos de tabuleiro para jogar com os amigos e a família, instrumentos musicais, blocos de montar avançados para construção de projetos, itens como telescópio, microscópio, binóculo, para estudos e pesquisas passam a se tornar muito interessantes.

Sobre as trocas de brinquedos, para não ficar trocando os brinquedos toda hora, invista em itens que sejam funcionais, sejam versátis, sejam duráveis, possam ser utilizados de formas diversas, conforme a criança vai crescendo você pode ir adaptando os brinquedos para novas explorações e aprendizados.

Mas também é natural que alguns brinquedos percam com o tempo a importância para a criança, aproveite essa oportunidade e incentive seu filho a fazer a doação dos brinquedos para outras crianças e após então poderá adquirir novos, assim nesse processo ele aprenderá sobre lições importantes da vida como a de dar e receber e de evitar o consumismo.

Também existem muitos brinquedos que podemos confeccionar em casa com um pouco de criatividade e materiais. É importante a criança passar por esse momento pois confeccionar seu próprio brinquedo desenvolve a criatividade, estimula a participação, promove interação com o outro, e ensina sobre sustentabilidade.

close