Criança com catapora em casa – O que fazer?

IMAGEM: bem mulher o blog

O que você sabe sobre a catapora, aquela doença que atinge principalmente as crianças? Saiba mais sobre ela.

A catapora, também conhecida como varicela, é uma doença infecciosa aguda causada pelo vírus herpes zoster. Para as crianças, é uma coceira sem fim. Para os pais, uma preocupação. Mas como cuidar da criança que pega catapora de um amiguinho na escola?

Entre o primeiro aninho e os dez anos das crianças, a catapora é mais frequente. Não que seu público seja apenas de pequenos, mas adultos suscetíveis também podem pegar a varicela.

O “coça-coça” que incomoda pode trazer como consequência marcas na pele. Alguns adultos hoje carregam cicatrizes da catapora que contraíram anos atrás. É importante não deixar a criança mexer nessas infecções da pele e que resultam em casquinhas, especialmente sem as mãos estarem higienizadas. Ela deve ser orientada de que pode se machucar. Mas, como sabemos como são os pequenos, o melhor mesmo é ficar de olho.

E, junto com a catapora, vem a febre, falta de apetite e dor de cabeça, o que deixa a mamãe com os cabelos em pé. Para cuidar da saúde do seu filho e da sua família durante esse momento, tenho algumas informações muito importantes e úteis para você. Confira.

Como se pega a catapora?

A catapora é contagiosa e passa de pessoa para pessoa através de:

  • Bolhas que se formam
  • Tosse
  • Espirro
  • Saliva
  • Objetos contaminados

Portanto, para não contrair a catapora, a prevenção é se manter longe de pessoas que já tenham manifestado os sintomas.

Como cuidar da criança com catapora?

Não existe um tratamento específico voltado para a catapora. O que pode ser feito é aliviar os sintomas. Para a febre, paracetamol e dipirona são indicados, porém o pediatra da criança deve ser consultado. Para amenizar a coceira, loções e géis refrescantes oferecem mais conforto.

Meu filho pegou catapora: como não contrair também?

Tome vacine. Você e quem mais em casa não tenha pego ainda a doença. Embora para as crianças a catapora possa ser apenas uma lembrança desagradável, quando contraída por adultos, ela pode ser grave. Então leve a doença a sério.

No mais, o uso de luvas para evitar pegar em objetos compartilhados contaminados é importante. Sob o mesmo teto com outras pessoas, é melhor que os outros integrantes da família que nunca tiveram deixem a casa até a doença ir embora.

Manter as mãos limpas é outro cuidado fundamental. Higienize sempre. Se possível, use máscara também, a fim de evitar contaminação pelos fluidos.

Catapora na gravidez

Para a gestante que contrai catapora, a preocupação deve vir se o fato acontecer no primeiro ou no segundo semestre de gestação. O perigo volta se a catapora se manifestar cinco dias antes do parto.

O maior risco de ter catapora nesses períodos é que o bebê pode nascer com sequelas, como baixo peso ou malformações nos membros superiores, inferiores ou até mesmo no cérebro.

Isso não quer dizer que o bebê em qualquer fase gestacional que a mulher esteja não possa ter algum problema em função da doença.

A mulher com catapora durante a gestação pode apresentar sintomas como febre, dor de cabeça, vômito, diarreia e coceira na pele. E não há como se garantir, uma vez que já está grávida: gestantes não podem tomar vacina contra catapora.

O que pode e deve ser feito é que, assim que desconfiar dos sintomas, procure o seu obstetra em busca de informações e para que ele possa, se for o caso, administrar alguma medicação que evite que o bebê possa ter complicações.

As informações foram úteis para você? Já enfrentou o problema da catapora em casa? Como se saiu?

Quer mais dicas? Saiba como prevenir acidentes domésticos com crianças.

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários