Dicas para baixar a febre. Qual a sua preferida?

Não tem coisa pior do que ver filho doente. Eles ficam prostrados, quietinhos e desanimados, e corta o coração de mãe não poder fazer muita coisa para abreviar o tempo de recuperação. É preciso observar todos os sintomas para tomar a decisão de ir ou não ao médico, e talvez o que mais nos preocupe seja a febre.

Sintoma mais recorrentes na maioria das doenças da infância, a febre é um indicador de que o corpo está combatendo uma infecção ou algo que causou um desequilíbrio interno (uma bactéria, por exemplo). A febre por si só não é uma doença e sim como já dito, um sintoma, e por ser uma resposta de combate do organismo, não precisa ser vista como “um bicho de sete cabeças”.

No primeiro sinal de febre, você pode aferir a temperatura, fazer uma anotação da hora, temperatura e qual medicamento e dose foi ministrada. Meça a temperatura pelo menos quatro vezes ao dia, e anote mesmo quando não houver febre. As vezes, a informação de como a febre se apresenta (mais alta à noite, ou somente na parte da manhã) é mais importante para o médico do que os valores da temperatura em si.

Além dos remédios anti-térmicos para controle da temperatura, você também pode usar algumas dicas caseiras para ajudar no controle da temperatura. São dicas naturais, com referências nutricionais e médicas, como oferecer muita água que é sempre bom em qualquer situação.

dicas para baixar a febre

Hidratação e banho morno

Como parte da resposta de combate à infecção, o corpo do seu filhote perde muito líquido, pois ele transpira muito. Hidratá-lo com bastante água é muito importante. Ofereça em pequenas quantidades para que ele aceite melhor.

Um banho morno será relaxante e ainda ajudará de forma externa a diminuir a temperatura corporal. Nem muito quente, nem muito gelado e ambiente sem corrente de ar. Dê preferência para tirar e colocar a roupa do seu filho com o banheiro fechado, pois se ele sentir frio, o corpo mais uma vez receberá o sinal para aumentar a temperatura.

Limão, gengibre e hortelã

O limão é rico em vitamina C, e também em cálcio, fósforo, algum ferro e vitaminas do complexo B. Ele possui ainda ácido cítrico e málico, que são purificadores do organismo e anti-sépticos. Muito se fala sobre a quantidade desses nutrientes em uma unidade, e que seus efeitos seriam mais preventivos do que curativos. Mas como purificadores, esses ácidos ajudam o organismo a expelir mais rapidamente o resíduo dos medicamentos que oferecemos para nossos filhos. Ao usar o limão, a aparência e cheiro da urina na fraldinha ou no vaso sinalizarão como ele contribuiu.

O gengibre é uma raiz de gosto bem forte e provavelmente uma criança não conseguiria mastigar. Mas é possível usar suas propriedades anti-inflamatória e analgésicas fazendo chás com hortelã e flor de sabugueiro. Inalar o vapor ajuda a limpar e descongestionar as vias respiratórias, e ao ingerir, a criança receberá todos os seus benefícios.

O hortelã além de agradar o paladar infantil (e adulto) também tem propriedades expectorantes, anti-alérgicas e é indicado para o tratamento de dores.

Juntando todos esses ingredientes, ou associá-los com outras frutas e folhas para um chá morno é confortante, e isso por si só já deixa a criança mais aliviada.

Alimentação leve e colinho quentinho da mamãe

O corpo deve ser alimentado para combater a doença, por isso o alimento deve ser oferecido. A criança normalmente fica inapetente com a febre, e por isso, se ela aceitar apenas um tipo de alimento, deixe que ela coma e não force outros alimentos.

O corpo deve estar agasalhado, mas sem exageros. O colo de mãe é perfeito para esse caso, aonde além de tudo ele vai conseguir o repouso que precisa. Qualquer sintoma diferente, você deve consultar o pediatra do seu filho, que conhece o histórico de saúde dele. Aliás, a escolha do pediatra é muito importante, e você precisa fazer suas considerações. Não deixe de ler o post “Como escolher o pediatra do meu filho?”, pois talvez você descubra que é hora de trocar o seu.

 

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários