Como incentivar crianças a gostarem de Ciências?

Imagem: pexels

Olá leitoras do Sou Mãe! Eu me chamo Samantha, sou meteorologista e atuo desde 2012 como divulgadora científica no blog Meteorópole (http://meteoropole.com.br/). Além disso, trabalho desde 2010 com divulgação científica em um espaço chamado Parque CienTec-USP onde há uma Estação Meteorológica e eu falo sobre a importância de minha profissão para a sociedade. Meu público alvo são crianças de 5 anos (ou menos) até senhores e senhoras da melhor idade. Antes de 2010 eu já me comunicava divulgando Ciências em eventos e palestras da Universidade onde eu estudava e eu nem poderia imaginar que isso seria um trabalho.

Hoje vamos falar sobre como estimular as crianças a serem cientistas.

Quem não gostaria de ter um filho cientista? Talvez isso tenha passado pela cabeça de várias mães quando acompanham alguma descoberta incrível e recente da Ciência, daquelas que ganham os holofotes, como a primeira imagem de um buraco negro (https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2019/04/10/primeira-imagem-de-um-buraco-negro-e-revelada.htm). Mas qual seria a receita para fazer seu filho se interessar por Ciências e se maravilhar ao ler notícias assim?

Pois então, queridas mamães: a receita é o exemplo dentro de casa.

Você não precisa ser um grande cientista para que suas crianças calcem seus sapatos, não foi isso que eu quis dizer. O que digo é que o interesse por Ciências tem que partir dos pais. Como você pode querer que seu filho goste de algo se você mesma não demonstra interesse pelo assunto?

Na minha opinião, não basta levar o filho à um espaço de divulgação científica ou à uma biblioteca se ele não vê em casa o exemplo de pessoas que consomem esse tipo de informação.

Leia livros de divulgação científica, procure podcasts e canais do Youtube sobre o tema para que você e seus filhos possam ouvir juntos.

Com relação a podcasts, recomendo o Dragões de Garagem (http://dragoesdegaragem.com/) e os podcasts do portal Deviante (https://www.deviante.com.br/podcasts/). Nesses sites, há diversos podcasts em português que podem ser baixados e ouvidos no carro, no trânsito, em viagens longas, etc. No Deviante há por exemplo o podcast SciKIds (https://www.deviante.com.br/podcasts/scikids/) onde especialistas respondem perguntas feitas por crianças. Encoraje seu filho a ouvir esses programas com você!

Sabe aqueles canais de vida selvagem e documentários científicos? Procure para assistir com seus filhos, transforme esses momentos em boas lembranças.

Descubra se as Universidades próximas a sua casa contam com museus, eventos de divulgação estilo “universidade aberta”, etc.

Permita que seus filhos entendam a importância desses espaços e permita que você mesma compreenda isso para que possam conversar a respeito em família.

Incentive-os com livros, revistas e outros materiais (como os já citados) para que naturalmente eles se interessem por Ciência. No entanto, não force a barra! Deixe que as descobertas aconteçam naturalmente. Muito pode ser descoberto apenas observando, então um passeio no parque, uma brincadeira no quintal ou uma ida à praia podem proporcionar descobertas incríveis.

Pode ser que seu filho não se torne um cientista quando crescer. Mas certamente vai crescer maravilhado com a quantidade de coisa que a humanidade já descobriu e ainda há de descobrir. Vai crescer respeitando a pesquisa científica. Vai crescer compreendendo que devemos questionar o que vemos, comparar com o que já sabemos, jogar fora ideias que não são boas e outros pontos que o conhecimento científico agrega ao ser humano.

Sabe aquelas discussões tão atuais sobre fake news, que aparecem em diversas áreas? Então, quem é curioso e gosta de Ciências tem certamente menos chances de ser enganado pelas fake news porque é treinado a questionar a veracidade do que é dito e também aprende a buscar as fontes daquela informação.

Estimule seu filho a estudar, veja sempre o que a criança está aprendendo na escola e busque maneiras de incentivar um aprendizado adicional sobre aquele assunto.

Mostre sua própria curiosidade! Quando for visitar um espaço de divulgação científica ou um museu, participe fazendo boas perguntas aos guias e prestando total atenção. Em meu trabalho, já atendi grupos familiares em que o pai ou a mãe estão no celular e não demonstram estarem prestando atenção ao que é dito. Como esperam que as crianças se interessem pelo assunto dessa maneira?

Portanto, penso que para educar possíveis futuros cientistas (e certamente pequenos apreciadores de Ciências), a maior dica é: dê o exemplo.

Se queremos que nossos filhos cumprimentem as pessoas e falem português corretamente, simplesmente damos o exemplo, não é mesmo? Para se interessar por Ciências, eu dou o mesmo conselho e que para mim é o mais importante.

Em meu blog (http://meteoropole.com.br/) falo um pouco de minha trajetória como mamãe nerd. Ele nasceu para comunicar e divulgar minha profissão e a área de conhecimento que tanto amo, que é a Meteorologia. No entanto, o tempo foi passando, eu me tornei mãe de duas crianças lindas e hoje me empenho também em falar sobre a minha visão da maternidade e assim compartilhar com as pessoas meu ponto de vista. Espero vocês por lá também e eu agradeço à Gisele pelo convite.

Acompanhem-me em minhas redes sociais: Instagram (https://www.instagram.com/samanthaweather/) e Twitter (https://www.twitter.com/samanthaweather/) e um forte abraço a todas. Parabéns pelas informações de qualidade que você apresenta aqui, Gisele!