Dicas de brincadeiras educativas para seus filhos

Dicas de brincadeiras educativas para seus filhos

Cuidar dos filhos traz uma série de responsabilidades para a vida de uma pessoa, tendo que cuidar da saúde, alimentação, lazer, educação, alfabetização, e as brincadeiras educativas têm um espaço muito importante também para o desenvolvimento infantil.

Ou seja, existem brincadeiras e objetos que de fato estimulam a cognição das crianças, e que cada vez mais os pais têm se preocupado em inserir na educação dos filhos.

Nesse caso, até os brinquedos são modificados em função dos interesses dos pequenos, com os ursinhos de pelúcia substituídos por blocos de montar e depois por cadernos personalizados e sacolas e mochilas personalizadas.

Ou qualquer tipo de objeto, onde as crianças podem estimular sua criatividade através de diferentes desenhos. Com o tempo, mesmo essas gravuras ganharam novos formatos, assumindo a forma de letras e números.

Principalmente na fase de alfabetização, é preciso ajudar as crianças que estão com dificuldade de entender o significado das palavras e usá-las para contar suas mais diferentes histórias.

É até o primeiro passo para que as crianças desenvolvam um amplo vocabulário, bem amplo como entender que bacia com saída horizontal é o mesmo que vaso sanitário, e palavras mais simples como manga pode se referir tanto a fruta, como a parte da vestimenta.

Algo aparentemente simples, mas pode ser um processo trabalhoso para os pais que têm filhos nesse período em que eles estão todas as letras, palavras e frases.

Com isso em mente, é importante que um pai ajude seu filho através de brincadeiras educativas ou objetos que estimulem a criatividade, principalmente ao longo das fases de alfabetização.

Confira as dicas de brincadeiras infantis que estimulam a cognição e inteligência das crianças.

A importância do desenvolvimento infantil

Dicas de brincadeiras educativas
Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

O desenvolvimento infantil é mais do que ensinar as crianças a andar, falar ou se comportar. Os hábitos e estímulos que recebem nos primeiros meses de vida terão impacto direto em sua postura e estilo de vida na vida adulta.

Nesse caso, independentemente se quando forem adultas forem médicos ou profissionais de consultoria em TI, é essencial estimular a cognição das crianças.

O Centro para o Desenvolvimento Infantil de Harvard, que estuda o desenvolvimento infantil, chama isso de “habilidades para a vida” e conclui que esses aspectos influenciam a carreira de uma criança, a busca de objetivos, a realização de tarefas e até a paternidade.

Assim, ações essenciais na vida como:

  • Focar;
  • Planejar;
  • Estabelecer metas;
  • Pensar antes de agir;
  • Controlar emoções;
  • Manter a flexibilidade.

São traços que precisam ser desenvolvidos desde a primeira infância até o início da idade adulta. No entanto, é importante entender que a base dessa condição ocorre nos primeiros meses de vida.

Brincadeiras para o desenvolvimento

Um estudo concluiu que crianças que não foram totalmente desenvolvidas na infância tendem a desenvolver problemas de autocontrole e interação social na idade adulta, além de falta de trabalho em equipe e produtividade. 

É por isso que é tão importante obter a estimulação certa na idade certa, porque, como citado, é algo que irá influenciar na pessoa para o resto de sua vida.

A parte boa é que isso pode ser feito com jogos, brincadeiras e atividades simples como comprar lençol de borracha para as crianças brincarem no chão com jogos de cartas, memória e outros, porque isso sem dúvida traz ótimos resultados. Veja algumas sugestões.


Aproveite e confira:


6 a 18 meses

Dicas de brincadeiras educativas
Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Objetivo: Ajudar na retenção de informações, exercitar a memória, aumentar a concentração, ensiná-lo a filtrar as distrações.

Sugestão de brincadeiras:

  • Jogar “esconder/achou”;
  • Empilhe blocos, derrube-os e faça o bebê fazer o mesmo;
  • Esconda o brinquedo e deixe o bebê encontrá-lo sozinho;
  • Fale (voz alta) o brinquedo que chama atenção do bebê.

Além disso, você pode incentivar a aprender música ou aprender a nadar, até mesmo em casa, com uma piscina de borracha e rasa com água aquecida para estimular a atividade do corpo.

Para proteger a piscina dos bebês, uma dica é comprar uma capa térmica para piscina sob medida, por exemplo.

18 a 36 meses

Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Objetivos: Desenvolver habilidades linguísticas, promover a reflexão sobre o pensamento e a ação, ensinar a seguir regras mais complexas.

Sugestão de brincadeiras:

  • deixe a criança separar alguns objetos de acordo com a cor, tamanho ou forma.
  • Jogos que imitem as atividades cotidianas dos adultos, como limpar o quarto, são recomendados.
  • Fale sobre como você está se sentindo agora.

3 a 5 anos

Dicas de brincadeiras educativas
Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Objetivo: Ensinar regras e estrutura às crianças, como podem ganhar mais independência.

Sugestão de brincadeiras:

  • Jogar “estátua”;
  • Ensine a se equilibrar em alguma linha marcada no piso;
  • Brincar com a imaginação, como fingir ser médico ou professor;
  • Ensina a cozinhar.

5 a 7 anos

Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Objetivo: Ensinar planejamento, autocontrole, flexibilidade, foco, mediação de conflitos.

Sugestão de brincadeiras:

  • Dança da cadeira;
  • Jogo de estratégia;
  • Jogos com regras e desafios;
  • Caça-palavras, labirinto ou quebra-cabeça.

7 a 12 anos

Dicas de brincadeiras educativas
Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Objetivo: Aumentar a complexidade da atividade, utilizar estímulos que envolvam disciplina, atenção seletiva e flexibilidade.

Sugestão de brincadeiras:

  • Pular corda;
  • Jogo de cartas;
  • Palavras cruzadas ou sudoku;
  • Aprender um instrumento musical.

Adolescente

Objetivo: Ensinar como controlar o comportamento, orientação do plano de ação.

Sugestão de atividades:

Incentive-os a estabelecer metas de curto e longo prazo e identificar o que precisa ser feito para alcançá-las. Além disso, pode estimular a descobrir juntos quais tarefas devem ser priorizadas e como fazê-las sem interrupções.

Você também pode ensinar como se colocar no lugar dos outros e identificar o que leva as pessoas a desenvolverem determinadas atitudes.

Ou então fazê-las pesquisar sobre algumas profissões, como médico, engenheiros ou profissões menos disseminadas, como profissionais de instalação de climatizadores evaporativos e operadores de máquinas, por exemplo.

Isso estimula a identificarem diferentes perfis e responsabilidades na sociedade. É crucial estimular o desenvolvimento infantil de várias maneiras, por isso damos dicas que atendem diferentes faixas etárias.

Atividades para todas as crianças

Brincadeiras educativas. Imagem: br.depositphotos.com

Vamos ver agora mais dicas de atividades que você pode usar em qualquer faixa etária, é só adaptar de acordo com a fase da criança. Confira:

Incentivar a leitura

Para garantir que as crianças valorizem o significado das palavras e saibam como usá-las, é importante estimular o gosto pela leitura desde cedo. Um exercício pode ser inspirado na leitura de histórias infantis e outros tipos de histórias.

Esta ação não só incentiva as crianças a terem um melhor contacto com as palavras, como também desenvolve a sua criatividade, o que é muito importante para o progresso das crianças pequenas.

Isso garante que as crianças possam ler as placas de rua e até mesmo entendam sinais e termos de serviços de cabeamento de rede, por exemplo.

Estimule pronúncia correta

Além da construção gramatical, outra parte importante do processo de alfabetização é a pronúncia das palavras, que é o aspecto fonético por trás desse ensino educacional.

Nesse sentido, a leitura em voz alta pode ser uma solução para ajudar as crianças a compreender melhor as combinações sonoras das diferentes sílabas e auxiliá-las a compreender melhor a diferença entre as palavras.

Inspire a escrita

Ler é importante, mas colocar as palavras no papel é ainda mais importante, ajudando aqueles em fase de alfabetização a praticar a escrita, tanto para melhorar sua caligrafia quanto para uma melhor compreensão do que está escrito.

Um processo que pode ser colocado em prática em conjunto, ajude seu filho a ditar uma história, por exemplo, pedindo para ele colocar no papel tudo o que ambas as partes criaram.

Nesse sentido, você também pode usar personagens, como histórias em quadrinhos, para estimular a criatividade das crianças ao mesmo tempo, e até usar molduras de madeira para emoldurar suas próprias obras de arte.

Estimule a comunicação com seu filho

Construir relacionamentos com crianças pequenas não apenas as incentiva a se comunicarem com mais naturalidade, mas também ajuda a construir uma maior confiança entre todos da família, ressaltando a importância de manter esse tipo de conversa.

Ação que também é importante no fortalecimento de muitas outras relações, seu valor começa na fase de aprendizagem fonológica e continua desempenhando um papel importante na fase de alfabetização.

Ao dar às crianças respostas para qualquer tipo de pergunta, até mesmo sobre o que está escrito em um banner de uma empresa de projetos elétricos, elas aumentarão o leque de informações para se comunicarem melhor sobre qualquer assunto.

Ações que estimulem o processo de leitura da criança, a capacidade de ler qualquer tipo de palavra que possa aparecer à sua frente, desde um livro até palavras que possam aparecer na embalagem de seu brinquedo favorito.

Para facilitar amplamente esse processo, algumas dicas devem ser consideradas, como:

  • Leia para seu filho;
  • Tenha um quadro de escrita em casa;
  • Crie jogos com sílabas e palavras;
  • Faça perguntas ao seu filho.

Faça com que seu filho veja a estrutura e o significado das palavras como comportamentos importantes e divertidos.

É através deste tipo de ajuda que as crianças aprendem a ler e escrever de forma mais rápida e eficaz, permitindo-lhes contar as suas próprias histórias no futuro através da continuidade dos seus percursos acadêmicos e profissionais.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

close