O que é puerpério: entenda como se preparar para essa fase

O que é puerpério: entenda como se preparar para essa fase

Você sabe o que é puerpério? Esse é um período que envolve uma mistura de sentimentos para a mãe que pariu recentemente. Isso porque, além dos cuidados com o recém-nascido, ela também precisa lidar com as mudanças no próprio corpo, física e emocionalmente.

Seu período pode variar, mas para atravessar o pós-parto e pela transformação vinda dele, é preciso se cuidar. Nesse sentido, há maneiras de se preparar para passar por ele com mais tranquilidade, como ter momentos de relaxamento em uma clínica de estética.

Se você está se preparando para passar por essa fase e quer conhecê-la melhor, você está no lugar certo. Neste artigo você vai entender o que é puerpério e quais as suas fases. Além disso, daremos dicas de cuidados para esse período. Acompanhe! 

Afinal, o que é puerpério?

O que é puerpério?

O puerpério é uma fase que a mãe passa após o parto, e que se inicia assim que o bebê nasce, durando até a volta da menstruação da mulher. Por isso, é comum que esse período dure cerca de 45 dias. 

Durante esses dias, a mãe tem que enfrentar alterações emocionais, físicas e hormonais. Além disso, pode acontecer um uma espécie de sangramento, que se assemelha à menstruação, mas que é chamada de lóquios.

Esse líquido é comum, sendo que é ocasionado devido ao parto. Nesse sentido, ele costuma ser intenso no início, contudo, aos poucos ele vai diminuindo. Vale lembrar que esse é um período marcante, em que ela precisa lidar com muitas mudanças e emoções.

Sendo assim, o puerpério conta com três fases diferentes, segundo a Medicina. São elas:

  • Puerpério imediato: que inicia assim que o bebê nasce e vai até o 10º dia do pós-parto;
  • Puerpério tardio: tem início no 11º e segue até o 42º dia do pós-parto;
  • Puerpério remoto: essa etapa se inicia a partir do 43º dia do pós-parto.

Contudo, nós explicaremos mais sobre cada etapa durante o artigo. De toda forma, esse período pode variar para cada mãe e o que vai influenciar na sua duração, é a amamentação, e é sobre isso que iremos falar a seguir. 

O puerpério dura quanto tempo?

O puerpério tem duração de 45 dias no mínimo, embora possa variar para cada mulher. Isso porque tudo vai depender do período de amamentação na mulher. Se ela amamentar por muito tempo, ele poderá se estender por mais de 2 meses.

Isso pode acontecer porque o corpo ainda estará passando por modificações relacionadas à amamentação. Conforme critérios clínicos, o puerpério se encerra quando a ovulação volta a acontecer na mulher, restabelecendo assim, sua função reprodutiva.

Por outro lado, se a mãe não amamenta, a partir da 6ª semana após o parto, ela já volta a ovular. Sendo assim, o resguardo termina, já que o corpo está enviando a mensagem de que ele voltou a ser o que era antes da gravidez.

Nesse sentido, em uma mulher que oferece apenas o peito para o bebê, não há como especificar quando ela sairá do puerpério. Isso em razão de que a ovulação só retornará quando ela encerrar o ciclo.

Ou seja, isso pode acontecer somente quando a criança começar a se alimentar de outras formas. Dessa forma, esse período pode se estender para 6 e até 8 meses. Outro fator que pode influenciar, é a regularidade das mamadas.

Quais são as fases do puerpério?

Quais são as fases do puerpério?

Durante o período que compreende o puerpério, a mulher passa por três fases diferentes. De acordo com a literatura médica, no decorrer desses dias, o corpo passa por diversas alterações, até que volte às mesmas condições que se encontrava antes da gestação. 

Para que você entenda melhor cada uma delas, vamos detalhar agora as três fases do puerpério. São elas: 

Puerpério imediato

Assim como o próprio nome propõe, essa fase tem início imediatamente após o bebê nascer, quando a placenta sai do corpo da mulher, seja por parto cesárea ou vaginal. Nesse momento, ela já perde cerca de 6 kg, o que continua acontecendo durante a amamentação. 

Além disso, começam a acontecer as transformações hormonais, provocadas pela ocitocina. O hormônio do amor, como muitos chamam, é liberado devido ao estímulo para a amamentação. Inclusive, a textura do leite materno passa por mudanças nos primeiros dias.  

Puerpério tardio

Passados os 10 dias, se inicia o puerpério tardio em que as transformações hormonais ainda estão acontecendo. Nessa fase, a produção de leite se intensifica e, devido ao aleitamento, a mãe fica protegida de doenças coronárias e do câncer de mama.

Além disso, durante essa etapa, o seio da mãe pode ficar machucado, já que é possível que o recém-nascido tenha dificuldades de segurar o bico. Fora isso, a mulher também pode sofrer com incontinência urinária. 

Puerpério remoto

Não há como especificar a duração dessa fase, somente afirmar que ela começa 43ª dia pós-parto. Isso se deve em razão do que já explicamos por aqui: quem oferece amamentação exclusiva, vai ovular mais tarde, ao contrário, a ovulação será antecipada.  

Como se preparar para o puerpério?

Com a chegada do bebê, além das mudanças na vida dessa mãe, há também as alterações hormonais, como já falamos por aqui. Nesse sentido, é normal que a mulher demande mais atenção, já que ela estará bastante dependente.

Sendo assim, há maneiras que ajudarão a lidar melhor com tudo isso, fazendo com que o pós-parto seja mais tranquilo diante de tantas transformações. Veja o que pode ser feito: 

Relaxe

É importante ter momentos de relaxamento durante a gravidez para que a mãe se sinta melhor. Por isso, atividades como pilates, yoga, leitura, tratamentos relaxantes, além de leitura e meditação, contribuem para o bem-estar dela.

Conte com a ajuda de outras pessoas

Aceite ajuda e não tenha vergonha disso. Contar com uma rede de apoio, ou que até mesmo de mulheres que estão passando pela gestação, podem ajudar emocionalmente. Sendo assim, compartilhe informações e experiências.

Tire um tempo para si

Tirar um tempo para si mesmo é muito importante para enfrentar essa fase. Isso em razão de que, ao se agradar e se cuidar, você estará mais feliz e bem disposta. Por isso, faça tarefas que você goste, passe um dia em um SPA, leia sozinha por alguns minutos.

Quais cuidados ter durante o puerpério?

É essencial que a mãe veja o seu obstetra ou ginecologista entre a 6ª e 8ª semana após o parto. Isso porque é necessário que o médico avalie se não há infecção, assim como a cicatrização do útero.

Além disso, a recomendação é que a mãe caminhe pelo próprio quarto assim que nasce a criança, como forma de evitar uma trombose, além de melhorar a função do intestino, contribuindo para o bem-estar dela.

Conclusão

É importante saber o que é puerpério, quais suas fases e como se preparar para essa condição. Nesse sentido, ao considerar as dicas que demos a seguir, essa mãe conseguirá lidar com esse período de grandes alterações hormonais, com mais tranquilidade.

close