Gravidez – As dores nas costas que incomodam

Imagem: Activate Clinic

Os dois momentos que antecederam minhas gestações dizem muito sobre os sintomas que senti, e isso só me faz crer mais nas recomendações de saúde, sejam de alimentação ou de vida saudável. A gravidez é uma etapa da vida que exige muito mais do corpo da mulher, e contar com a sorte para não sentir alguns desprazeres não é uma boa estratégia.

Na minha primeira gravidez, apesar de não planejada (mas muito comemorada, que fique claro), tinha todos os componentes externos que favoreciam uma gravidez tranquila: me alimentava bem, fazia muitos exercícios físicos e estava emocionalmente fortalecida, trabalhando em algo que amava e amando a vida ( super romântico!). Na segunda gravidez, esta sim planejada (e também comemorada), eu estava sedentária, um pouco acima do peso, trabalhando em um ambiente mais tenso mas ainda assim, mantendo a positividade em relação à vida.

E não por acaso eu tive uma segunda gravidez com mais incômodos, e entre eles, a dor lombar, que é relativamente comum. Além dela, dores noturnas, hérnia de disco, dores pélvicas também podem incomodar outras grávidas.

Porque essas dores são comuns na gravidez?

As dores na coluna são comuns na gravidez, especialmente no último trimestre por causa do aumento de peso e compressão da coluna. Nesse período a liberação dos hormônios relaxina e estrôgeno aumenta e os ligamentos ficam mais relaxados preparando o corpo para o parto.

Mas esse relaxamento também deixa a coluna mais propensa a sofrer pequenas lesões ou comprimir algumas terminações nervosas.

Cuidados com a coluna

  • A primeira medida é o controle do peso. Muitas mulheres pensam que controlar o peso é importante apenas para voltar ao corpo depois do parto, mas o controle do peso ajuda a previnir ou agravar dores na coluna e até no trabalho de parto.
  • Dormir na posição correta. Algumas mulheres sofrem para conseguir dormir quando a barriga fica muito grande e começam inventar milhares de posições malucas. Isso pode atrapalhar a postura, principalmente porque o centro de equilíbrio altera na gravidez e a curvatura da coluna também.
  • Falta de exercícios e sedentarismo. Quando fazemos exercícios regulares, fortalecemos a musculatura que envolve a coluna. Os exercícios iniciados na gravidez não terão tantos resultados como aqueles já regulares antes da gravidez, mas também serão importantes para o pós-parto e por isso são bem-vindos sempre.
  • Mudar de posição regularmente. A mulher que trabalha muito tempo na mesma posição deve fazer alongamentos periodicamente ou mudar de posição, fazer algumas caminhadas.

Como o uso de medicamentos para dor durante a gravidez deve ser diminuído ao máximo, o melhor é sempre buscar a prevenção. No meu caso, minha dor lombar irradiava para as pernas, e foi recomendado repouso e um medicamento no caso de dor extrema. Eu fiz o repouso e também evitei sandálias e sapatos com salto, roupas apertadas na cintura e pernas, abaixar de forma incorreta e carregar peso. Acabei não tomando o remédio, mas sei que não faria mal para mim e para o bebê se tivesse que tomar porque havia recomendação médica.

Como você está se preparando ou como você se preparou para sua gravidez? Você praticava ou pratica alguma atividade física?

Quer mais informações sobre universo materno?

Mandamos conteúdos exclusivos sobre educação infantil, chá de bebê, enxoval, e muito mais!

Comente com o Facebook

comentários