Menstruação marrom - o que significa?

Menstruação marrom – o que significa?

É normal ter menstruação marrom? Por quais motivos sua menstruação pode estar marrom? Saiba aqui!

A cor da menstruação é basicamente determinada pela quantidade de fluxo de sangue, portanto a mulher deve estar sempre atenta ao se fluxo, quanto mais intenso ele for mais avermelhado ele será, e quanto menor for o fluxo mais amarronzado ele será.

Em um ciclo menstrual normal, a cor da menstruação começa em um tom de borra de café nos primeiros dias e conforme o ciclo vai evoluindo a cor vai se tornando mais vermelha até que o fluxo volta a diminuir e pode se observar a cor amarronzada novamente.

Mas além do volume de sangue outros fatores podem determinar a menstruação marrom, como:

1- Pílula Anticoncepcional

Alguns métodos contraceptivos como as pílulas anticoncepcionais podem ocasionar um fluxo marrom escuro em pequena quantidade.

A pílula do dia seguinte também pode provocar uma “menstruação marrom” pois ela equivale a uma cartela completa de anticoncepcional, aumentando consideravelmente a quantidade de hormônios no corpo. Quando esse hormônio tem uma queda brusca, a menstruação mais escura pode vir. Portanto é muito comum acontecer de surgirem sangramentos em datas inesperadas após o uso da pílula do dia seguinte, mas mesmo havendo menstruação marrom escura, é importante haver uma avaliação médica para orientação e investigação de uma possível gravidez, uma vez que o método não é 100% eficaz.

2. Gravidez

Nem todas as gestantes apresentam esse sintoma na gravidez, mas algumas mulheres podem sim apresentar uma secreção marrom no início da gestação, que é ocasionado pelo processo de nidação, que é quando o embrião se prende nas paredes do útero, podendo causar uma leve descamação na camada endometrial que é expelida pelo organismo como um corrimento marrom, geralmente isso ocorre entre os primeiros setes dias após a fecundação. O processo de nidação ocorre em todas as gestações, mas nem todas as mulheres apresentam um corrimento proveniente desse processo, por causa disso que as mulheres geralmente ficam na dúvida se é normal ou não ter esse tipo de corrimento na gestação.

No entanto, caso esse corrimento ocorra em uma fase mais avançada da gestação, é necessário acompanhamento médico pois pode ser indicativo de uma gestação ectópica ou um aborto.

3. Pós-parto

No pós-parto o útero está retornando ao seu tamanho normal sendo natural haver um sangramento durante esse processo. Esse sangramento não é uma menstruação (embora para muitas mulheres possa até parecer), portanto ele pode apresentar uma coloração mais amarronzada e é considerado normal e esperado que se comporte assim.

4. Alterações emocionais

Quando a mulher está sob constante estado de estresse e tensão, ou em depressão, além de abalar sua saúde emocional também pode acabar afetando a sua saúde interna, como no caso de acabar levando a uma diminuição da espessura das paredes de seu útero, e essa alteração pode atrasar o descamamento das células e portanto facilitar a oxidação do sangue, tornando a menstruação marrom.

5. Amamentação

Uma situação bem particular, ocorre quando a mulher está amamentando, mas já não o faz com tanta frequência ou quando há uma diminuição do fluxo de leite produzido, somado ao fato de a pílula anticoncepcional da amamentação já não ser suficiente para bloquear a menstruação, acaba por gerar um sangramento só que de baixo fluxo, que nesse caso pode ter um aspecto amarronzado.

6. Alterações hormonais

Muitas alterações hormonais podem causar uma menstruação marrom, como as causadas pela tireóide ou pela menopausa que são as mais comuns em ocasionar uma menstruação escura e de pouca quantidade.


Aproveite e confira:


7. Doenças sexualmente transmissíveis

As doenças sexualmente transmissíveis causadas por bactérias como a gonorréia ou a clamídia por exemplo, causam uma degradação rápida do sangue da menstruação, tornando ele com um aspecto mais escuro. Nesses casos outros sintomas também estão envolvidos para indicar as DST como cheiro fétido, dor pélvica e febre acima de 38ºC.

8. Endometriose

A endometriose consiste no crescimento de tecido endometrial fora do útero. Este tipo de problema e outras condições como a adenomiose podem provocar fortes dores na região pélvica e sangramentos escuros, tipo borra de café ” menstruação marrom” , que podem acontecer tanto dentro, como fora da menstruação.

Nestes casos, a menstruação além de escura também é mais prolongada, podendo demorar mais de 7 dias para acabar. Em caso de suspeita deve-se ir ao ginecologista para que ele possa observar e pedir exames hormonais com contagem de progesterona, contagem de estrogênio ou LH e uma ultrassonografia para fazer a avaliação e descartar a possibilidade de uma possível endometriose. Caso seja constatado, ele pode indicar o uso de antibióticos ou alguma outra forma de tratamento, como a cirurgia, por exemplo.

Então como acabar com a menstruação marrom?

A melhor foram de regularizar e/ou acabar com a “menstruação marrom” é procurando um ginecologista para fazer uma avaliação e solicitar alguns exames para verificar se a coloração marrom é de algum processo natural do corpo ou se é proveniente de algum outro tipo de problema, aonde será necessário o uso de medicação ou tratamento.

A prevenção é sempre o melhor caminho a se tomar.

close